Apostila Básica de Áudio – Frequência

Sonorização — 2 de março de 2015 22:44

2.2. Frequência

por: Filippo Valiante Filho

Frequência significa o quanto alguma coisa se repete e se essa repetição é maior ou menor. Por exemplo, se alguém perguntar com que frequência você faz aniversário, a resposta será uma vez ao ano. Se a pergunta é com que frequência você vai à escola, ou ao serviço, a resposta pode ser cinco vezes (dias) por semana.

Nós vimos que o som é produzido por vibrações e que para podermos trabalhar esse som, precisamos transformá-lo em eletricidade, que chamamos de sinal. Essas vibrações e as consequentes oscilações do sinal podem ser mais rápidas, ou mais lentas. Quanto mais rápidas, maior será a frequência e mais agudo o som. Quanto mais lentas, menor será a frequência, e mais grave o som.

Em áudio, e na eletrônica, medimos a frequência em quantidades de oscilações por segundo. A unidade da frequência é o Hertz (pronuncia-se rértiz), cujo símbolo é Hz. O múltiplo mais usado em áudio é o kilo (k). 1 kHz é igual a 1000Hz. O ouvido humano, tipicamente, escuta de 20Hz (sons mais graves) até 20KHz (sons mais agudos).

Para termos uma noção melhor de frequência, vamos comparar as notas musicais com suas respectivas frequências. Os instrumentos musicais são afinados com referência na nota lá (A) da oitava central, cuja frequência é de 440Hz. Temos a seguir uma tabela das frequências das notas na oitava central.

Nota Frequência
263,63 Hz
Dó# – Ré b 277,18 Hz
293,66 Hz
Ré# – Mi b 311,13 Hz
Mi 329,63 Hz
349,23 Hz
Fá# – Sol b 369,99 Hz
Sol 391,99 Hz
Sol# – Lá b 415,31 Hz
440,00 Hz
Lá# – Si b 466,16 Hz
Si 493,88 Hz

Para obtermos as notas uma oitava abaixo, dividimos sua frequência por dois. Para obtermos as notas uma oitava acima, multiplicamos por dois; duas oitavas por quatro; três oitavas por oito…

A figura seguinte, que será de grande valia para equalização, mostra a tessitura dos instrumentos e das vozes, bem como suas relações com as frequências. A tessitura indica quais notas o instrumento, ou a voz, é capaz de emitir; ou em outras palavras, quais frequências cada instrumento, ou voz, produz.


Referências:

  • Lições Elementares de Teoria Musical. Samuel Archanjo. Ed. Ricordi.
  • Dicionário de Acordes para Piano e Teclado – 2ª Ed. Luciano Alves. Ed. Irmãos Vitale.
  • O Mundo Maravilhoso da Música – Ed. Melhoramentos.

Fonte: Publicado originalmente em: http://www.audionasigrejas.org/Apostila/indice.htm


Item Anterior

Índice Geral

Próximo Item


Tags: ,