Histórias de Hinos do Hinário Adventista – Nr. 333

Histórias de Hinos — 10 de julho de 2012 23:51

Há um Dever

Letra: Dario Pires de Araújo (1937- )

Título Original: Há um Dever

Música: George William Warren (1828-1902)

Texto Bíblico: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura. (Marcos 16:15)

Observação: Esta melodia, intitulada National Hymn, composta por George Warren em 1888, é utilizada com o hino God of Our Fathers, escrito por Daniel Crane Roberts (1841-1907). Porém a letra de Dario Pires Araújo não é uma tradução deste hino, tratando-se de material original.


Acompanhe o hino no Youtube


1. Há um dever que Deus nos confiou:
Ir e anunciar Jesus ao pecador,
Ir proclamar que já o resgatou,
Sim, expandir a fé no Salvador.

2. Não demoreis, o fim se aproximou;
Já brilha o céu no alvor da redenção.
Ao infeliz que o mal escravizou,
Ó, ide já livrar da perdição.

3. Deus vos chamou a fim de trabalhar;
Sim é Jesus o nosso Capitão;
Graça e perdão deveis anunciar.
Quem for fiel, terá o galardão.


Este hino no Hinário Adventista, tem a versão do pastor Dario Pires de Araújo, (Ver H. A. 213) .

É colocado como tema “E disse-lhes : Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” Marcos 15:15. Ele é um convite ao trabalho missionário, levar as boas novas de amor, aos pecadores que não conhecem o poder salvador de Jesus Cristo nosso Senhor.

Porém, existem duas letras para esta música, sendo que a mais conhecida dos cristãos brasileiros é uma que se chama Deus dos Antigos.

Esta letra do Rev. Daniel Crane Roberts, que nos “fala de Deus como o criador do universo e de como Ele nos guia como nação”, foi escrita para a celebração do centenário do dia da independência americana em 1876 na pequena cidade de Brandon, Estado de Vermont, EUA. Roberts “suplica que a proteção de Deus continue eterna, fortalecendo-nos para glorificar o Seu nome.

Seu texto afirma fé na liderança passada de Deus à nação, e invoca sua bênção contínua como “soberano, protetor, guia e sustentador”. Israel conhecia a importância do favor de Deus, “Bem aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor”. (Salmos 33:12) . Assim, esse hino dá para o país uma postura de invocação em procurar a benção continua do Senhor. “A nossa vida vem fortalecer para o teu nome sempre engrandecer”.

Pelo seu valor excepcional, a letra foi publicada em diversos jornais da época. Em 1892, submetida anonimamente, foi incluída no hinário episcopal, The Hymnal (O Hinário), com a música que George W. Warrem compôs especialmente para ela em 1887, tendo por nome NATIONAL HYMN, (Hino Nacional). Com esta música, desde então, este hino não somente tem sido incluído em hinários pelo mundo afora, mas selecionado para um bom número de extraordinárias celebrações eclesiásticas e nacionais.

O autor, Daniel Crane Roberts (1841-1907), formou-se na Faculdade Kenyon, em Gambier, Estado de Ohio, EUA. Ordenado pela Igreja protestante Episcopal em 1866, serviu em diversas igrejas do nordeste americano. Foi chamado para a Igreja St, Paul, de Concord, Estado de New Hampshire em 1878, onde permaneceu até sua morte, Roberts foi Presidente da Sociedade Histórica Estadual daquele Estado por muitos anos. Foi honrado com o Doutorado em Divindade (honoris causa) pela Universidade de Norwich.

Geroge William Warren (1828-1902), organista americano, compositor da melodia NATIONAL HYMN, nasceu na cidade de Albany, do Estado de Nova Iorque. Praticamente auto-didata, foi organista em diversas grandes igrejas do estado. Escreveu muita música sacra, e em 1888 editou um hinário intitulado Hymns and Tunes as Sung at St. Thomas’Church (Músicas e Hinos Como São Entoados na Igreja de São Tomás) .

João Wilson Faustini fez a primeira tradução para o português deste imponente hino em 1955 e, embora esta tenha sido usada em comemorações diversas, divulgadas até por rádio e televisão, Faustini, insatisfeito com a primeira tentativa, fez uma segunda tradução em 1958 para Os Céus Proclamam, Vol. 1, com o título Deus dos Antigos, é esta usada pelo Cantor Cristão e consta aqui neste relato.

Por anos, os conjuntos corais tiveram o privilegio de cantar este hino com o arranjo do compositor e hinólogo Dr. William J. Reynolds, achado na coletânea Antemas Corais, compilado por Bill Ichter, e publicado pela Casa Publicadora Batista (JUERP) em 1961.

Bibliografia: Faustini, João Wilson, O Reino de Deus na Terra, História dos Hinos, Os Céus Proclamam, Vol. 1, Jandira, SP, Instituto José Manuel da Conceição, 2ª ed., 1959. p. 43


Veja a partitura cifrada deste hino

Veja este hino também no Ministério Cristo Vai Voltar


Tags: