Histórias de Hinos do Hinário Adventista – Nr. 369

Histórias de Hinos — 10 de julho de 2012 23:51

Segura Minha Mão

Letra: Julie Katharina von Haussmann (1826-1901)

Título Original: So Nimm Denn Meine Hände

Música: Hubert Platt Main (1839-1925)

Texto Bíblico: Todavia estou sempre contigo; tu me seguras a mão direita. Tu me guias com o teu conselho, e depois me receberás em glória. (Salmo 73:23 e 24)

Observação: Este hino foi traduzido e adaptado para o Inglês por Frances Jane Crosby (1820-1915), com o título Hold Thou My Hand.


Acompanhe o hino no Youtube


1. Com Tua mão segura bem a minha,
Pois eu tão fraco sou, ó Salvador,
Que não me atrevo a dar nenhum só passo
Sem Teu amparo, meu Jesus, Senhor.

2. Com Tua mão segura bem a minha,
E faz-me assim mais firme em Ti, Jesus;
Por Teu poder, que eu nunca me desvie
De Ti, Senhor, a minha vida e luz.

3. Com Tua mão segura bem a minha,
E pelo mundo alegre seguirei;
Mesmo onde as sombras caem mais escuras,
Teu rosto vendo, nada temerei.

4. E se eu chegar à beira desse rio,
Que Tu por mim quiseste atravessar,
Com Tua mão segura bem a minha,
E sobre a morte hei de triunfar.


A poetiza letã Julie Katharina Von Hausmann sabia muito bem como era importante tomar a mão duma pessoa que não podia enxergar, pois, por muitos anos cuidou do seu pai que perdera a vista nos últimos anos da sua vida. Nascida em Mitau, Kurland, na Letônia em 1825, Julie era a quinta entre seis filhas desse professor de ginásio.

Tímida, de saúde precária, mas muito inteligente, Julie serviu como professora particular em alguns lares, por curtos períodos de tempo. Quando o pai perdeu a vista, ela voltou ao lar, cuidando dele até a sua morte em 1864. Depois, Julie viveu com diferentes membros da família na Alemanha, França, Suíça e Estônia, onde faleceu perto de Wösso, em 1901.

Em contraste com a sua saúde, Julie tinha uma fé robusta e desenvolveu seu dom literário. Publicou um livro devocional chamado Hausbrot (Pão Doméstico) e uma série de três livros de poesias intitulados Mailblumen, Lieder Euner Stillen im Lande (Flores de Maio, Hinos para as Horas Silenciosas na Terra). Hora silenciosa quer dizer “a hora a sós com Deus”.

Em 1874, a poetisa cega, Fanny Jane Crosby, estava passando por um período de depressão, tão comum entre as pessoas sem vista. Um dia, encontrando o poema So Nimm Denn Meine Hande (Assim toma, pois, as minha mãos) da Srta. Hausmann, escrito em 1862, ficou muito comovida. Fazendo ecoar palavras de Julie ela clamou a Deus: “Senhor, segura a minha mão!” O resultado foi que:

“quase instantaneamente, a doce paz que vem de confiança plena voltou ao meu coração e minha gratidão pela evidência da petição respondida cantou-se nas linhas deste hino”:

Com tua mão segura bem a minha,
Pois eu tão frágil sou, ó Salvador,
Que não me atrevo a dar jamais um passo,
Sem Teu amparo, meu Jesus, Senhor
.

Assim Fanny adaptou a poesia para o inglês, escrevendo o hino Hold Thou My Hand (Segura Tu a Minha Mão). Este hino, que ela assinou com o pseudônimo Julia Sterling, foi musicado e publicado na Inglaterra por Ira D. Sankey no seu hinário Sacred Songs and Solos (Cânticos e Solos Sacros), de 1881.

Entretanto, a melodia que melhor expressou a mensagem do hino foi composta pelo compositor e publicador Hubert Platt Main. Esta versão foi escolhida pelo hinista Henry Maxwell Wright e traduzida para o português em 1910.

Hubert Platt Main (1839-1925), filho de Sylvester Main, nasceu em Ridgefield, estado de Connecticut. Seu pai era parceiro na firma Biglow and Main, proeminente publicadora de música sacra, sucessora da companhia Bradbury e antecessora de Hope Publising Company.

Desde menino, Hubert se interessou pela música. Escreveu sua primeira melodia para um hino aos 16 anos. Embora tivesse pouco estudo formal de música, compôs muitas melodias para os textos de Fanny Crosby. Hubert começou como um empresário bem sucedido, mas antes de completar 30 anos entrou numa firma do seu pai. Era um tipo intelectual. Apreciava e estudava música erudita (considerava Wagner o maior gênio musical de todos os tempos) e tornou-se melhor compositor do que Sankey, Doane ou Lowry, que se limitavam a marchas e canções de ninar.

Como Fanny Crosby (e seu marido Van Alstyne), Hubert era capaz de compor melodias complicadas e sofisticadas. Era proficiente em muitos estilos. Compôs e fez arranjos de centenas de músicas de um tipo ou outro – gospel songs, canções de amor, antemas corais músicas para coros mistos, etc. Podia tomar poemas de reflexão como este e compor melodias à altura. Todavia, Main reconhecia que era importante compor para as massas.

Cria que a pessoa comum teria de ter o tipo de música para cultuar que pudesse compreender e apreciar.(…) Então, para as coletâneas “populares” disfarçou seu talento e compôs melodias populares. Mesmo assim, através das suas harmonias, evitou a animação exagerada dos seus colegas.

Hubert Main tornou-se uma das autoridades mais destacadas em música sacra antiga e moderna, e antes de morrer, adquiriu um dos acervos mais extensos de hinários nos Estados Unidos. Deixou esse acervo, chamado “A Biblioteca Main” para a Biblioteca “Newberry”, em Chicago.

Com toda a sua produção de músicas, conhecimentos sobre hinodia e acervo de hinários, muitos ainda consideram que a maior contribuição de Hubert Main à hinodia foi como publicador. Deixou como herança a compilação de um grande numero de hinários e coletâneas de gospel songs

O nome da melodia HOLD THOU MY HAND (Segura Tu a Minha Mão) deriva-se do titulo do hino em inglês.

Bibliografia: McCutchan, Robert Guy, Our Hymnody, 2nd edition, Nashiville, TN, Abingdon Press, 1937, p. 299


Veja a partitura cifrada deste hino

Veja este hino também no Ministério Cristo Vai Voltar


Tags: