Histórias de Hinos do Hinário Adventista – Nr. 112

Histórias de Hinos — 10 de julho de 2012 23:29

Ele Vive

Letra e Música: Alfred Henry Ackley (1887-1960)

Título Original: He Lives

Texto Bíblico: Quando o vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo: Não temas; eu sou o primeiro e o último, e o que vivo; fui morto, mas eis aqui estou vivo pelos séculos dos séculos; e tenho as chaves da morte e do hades. (Apocalipse 1:17 e 18)


Acompanhe o hino no Youtube


1. Eu sirvo a Cristo amado, que há muito ressurgiu.
Eu sei que está presente, eu sei que me remiu.
Amor infindo eu sinto, por onde quer que eu vá,
E no momento extremo, bem perto está.

Coro:
Jesus, Jesus me livra de pecar;
Comigo está, comigo vai, não tenho mais pesar
Jesus, Jesus quer dar-me a salvação,
E quer viver, reinar em mim, e em meu coração.

2. Em tudo que me cerca só vejo Seu amor,
Se em lutas eu fraquejo, renova-me o vigor.
Bem sei que O tenho à frente, bem sei que me conduz
Até a Sua volta, em glória e luz.

3. Alegra-te, ó crente, cantando com fervor
Eternas aleluias a Cristo, Rei, Senhor.
Auxílio dos que buscam, refúgio dos que crêem,
É sempre nossa fonte de todo o bem.


“JESUS VIVE! Não está morto, te digo, mas vive aqui e agora!” O Pr. Alfred Henry Ackley respondia a um jovem judeu que lhe perguntara: “Por que devo adorar a um judeu morto?” Continuou o seu testemunho a este jovem que tinha assistido aos cultos por algum tempo. O Pr. Ackley procurou mostrar-lhe a necessidade de submeter a sua vida a Deus na aceitação de Jesus Cristo como Salvador e Senhor. O jovem começou a considerar o que precisava fazer se isto fosse a verdade: se, deveras, Jesus estivesse vivo.

Estas palavras vibraram na mente do próprio Ackley, hinista prolífico. Ao reler os trechos bíblicos, sobre a ressurreição, as palavras: “Ele não está aqui, mas ressurgiu”. (Lucas 24:6) lhe vieram com novo significado. Sentando-se ao piano, compôs este hino emocionante. Falando desta experiência marcante. Ackley escreveu: “O pensamento da presença viva de Cristo trouxe a música pronta e facilmente. As palavras seguiram imediatamente: ” Tudo isso ocorreu em 1933, Homer Fodeheaver, com quem Alfred e seu irmão Bentley trabalharam em publicação de coletâneas de hinos no hinário Triumphant Service Songs (Hinos Triunfantes Para Cultos), em 1934,

Ackley, o nome da melodia, homenageia o autor e compositor (Ver H.A. 232).

Bibliografia: Ackley, Alfred, in: Sanville, George W. , Forty Gospel Hymn Stories, Winona Lake, IN, The Rodehearver-Hall Mack Co. , 1945, p. 34-35


Veja a partitura cifrada deste hino

Veja este hino também no Ministério Cristo Vai Voltar


Tags: