A Adoração – Parte 1

A Adoração, Livros Online — 9 de julho de 2013 13:10

por: Natán Hege

O Significado da Adoração

“E os vinte e quatro anciãos, que estão assentados em seus tronos diante de Deus, prostraram-se sobre seus rostos e adoraram a Deus.” (Apocalipse 11:16)

As pessoas nos dias de hoje pensam que há muitas maneiras de adorar. Desde a adoração mais tradicional até a mais moderna; desde a muito formal até a muito informal; desde a muito carismática até a muito enfadonha. As igrejas de hoje oferecem todas estas formas de adoração. Temos que nos voltar à Palavra de Deus para sabermos o que é a verdadeira adoração.

Esta grande variedade de adoração tem embaçado o verdadeiro significado da adoração. Por este motivo, temos que nos voltar à Palavra de Deus para sabermos o que é a verdadeira adoração.

O que é Adoração?

No Antigo Testamento a palavra adorar é traduzida da palavra hebraica “shajah“. No livro de Daniel é traduzida da palavra aramaica “segad” (prostrar-se em homenagem). Para sabermos o que significava a adoração para os escritores hebreus e para os leitores do Antigo Testamento, temos que explorar os significados das palavras shajah e segad.

Segundo o “Dicionário Expositivo, VIM”, shajah significa “prostrar-se, baixar-se, inclinar-se”, como quando alguém se inclina em homenagem diante de um rei ou uma divindade. Shajah se traduz por adorar, inclinar-se ou ajoelhar-se. Os tradutores nem sempre concordam entre si sobre quando se deve traduzir como “adorar” ou quando deve se traduzir como “se inclinar”.

A palavra aramaica segad significa “prostrar-se em homenagem”. Quando o rei Nabucodonosor quis que o povo adorasse a estátua que tinha feito, o arauto gritou para todos: “Quando ouvirdes o som da buzina (…) prostrar-vos-eis, e segad”. Os três jovens hebreus sabiam que a palavra segad queria dizer adorar. Por isso disseram ao rei: “Ó rei, (…) não serviremos a teus deuses nem adoraremos [isto é, não podemos segad (prostrar-nos) diante de] a estátua que levantaste”. Nabucodonosor compreendeu que os hebreus recusaram a se prostrar em terra, não porque não queriam sujar a roupa, mas sim porque não queriam adorar a seu ídolo. Então Nabucodonosor os condenou à morte.

Adorar, então, no Antigo Testamento, significava inclinar-se de bruços em humildade e submissão diante de algum ser honrável.

No Novo Testamento a palavra adorar, e suas formas derivadas, aparecem mais vezes do que no Antigo Testamento. As formas derivadas foram traduzidas de várias palavras gregas. Mas há uma palavra grega que aparece com maior frequência: “proskuneo“, que significa “agachar-se ou prostrar-se em homenagem”.

João utilizou a palavra proskuneo ao escrever a respeito do diálogo de Jesus com a mulher samaritana (leia João 4:20–24). Nessa conversa com ela, Jesus lhe disse assim: “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores [se prostrarão diante do] Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim [se prostrem diante dele] “.

As outras palavras gregas que o Novo Testamento usa para adorar significam quase o mesmo que proskuneo. Algumas se referem somente a uma atitude de “reverência ou respeito”.

Nos tempos antigos as pessoas se prostravam para expressarem sua adoração. Por exemplo:

  • Quando Deus apareceu a Abrão, Abrão se prostrou de rosto no chão (leia Gênesis 17:1–3).
  • Quando o Senhor consumiu o sacrifício de Elias no Monte Carmelo, vendo-o todo o povo, se prostraram  disseram: "o Senhor é Deus" (I Reis 18:39).
  • Quando Pedro entrou na casa de Cornélio, "saiu Cornélio a recebê-lo, e, prostrando-se a seus pés o adorou. Mas Pedro o levantou, dizendo: Levanta-te, que eu também sou homem" (Atos 10:25–26).
  • Na visão de João, ele viu que "os vinte e quatro anciãos, e os quatro animais, prostraram-se e adoraram a Deus, que estava assentado no trono, dizendo: Amém. Aleluia!" (Apocalipse 19:4).
A Bíblia nos diz que as pessoas expressavam a sua adoração:

Inclinando a cabeça

“O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!” (Lucas 18:13).

Dobrando o joelho

“Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo” (Efésios 3:14).

Prostrando o corpo

“E os vinte e quatro anciãos (…) prostraram-se sobre seus rostos e adoraram a Deus” (Apocalipse 11:16).

O que significa prostrar-se?

O propósito de prostrar-se é para demonstrar certa atitude. Ao prostrar-se, a pessoa expressa a atitude que reina em seu coração. Esta atitude é importante, porque é o segredo para entendermos a adoração. Ao prostrar-se a pessoa está dizendo a quem está acima dela que:

  1. “Reconheço tua grandeza” – As pessoas humildes se prostram diante de seus superiores, as pessoas pequenas se prostram diante das grandes. Inclinam-se em temor à autoridade, ao poder e ao esplendor de quem está acima delas. As pessoas demonstram reverência e respeito. "Quando entraram na casa, viram o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram…" (Mateus 2:11).
  2. “Reconheço minha baixeza” – Quando uma pessoa se prostra, ela se põe numa posição mais baixa do que quando ela está de pé. Essa posição dá a entender claramente o reconhecimento de sua indignidade e sua pequenez diante de quem está acima dela. “Então Mefibosete lhe [Davi] fez reverência e disse: Quem é o teu servo, para atentares para um cão morto como eu?" (II Samuel 9:8).
  3. “Eu me rendo a ti” – A pessoa prostrada não está preparada para atacar nem para mandar. Essa pessoa está pronta para escutar e obedecer a quem está diante dela. “Joabe, porém, disse ao cuxita: Vai e diz ao rei o que viste. O cuxita se inclinou diante de Joabe e saiu correndo" (II Samuel 18:21).

Se fôssemos iguais a Deus, não seria necessário nos inclinarmos diante dEle. Iríamos saudá-Lo como a um vizinho. Iríamos erguer nossa cabeça e O olharíamos nos olhos e daríamos a mão a Ele. Só as pessoas insensatas se atrevem a se comportar desta maneira diante do Criador do universo.

O passar do tempo quase já encobriu o significado original de adoração. Este significado jaz esquecido no texto original da Escritura Sagrada, enquanto os religiosos de nossos dias correm para lá e para cá tentando remediar a grande fraqueza que sentem em sua adoração.

Se nossa geração de fato quer adorar, é preciso voltar a descobrir o que é que Deus tinha em mente nas Escrituras, quando convidou as pessoas a adorá-Lo.

É preciso que O adoremos da maneira como os fiéis da antiguidade o fizeram, ou seja, prostrando-nos diante do grande Deus do céu.


Para meditar:

Nesta era de grandeza e orgulho religioso, será que você está disposto (a) a aceitar que o verdadeiro significado de adoração é o de prostrar-se? Está disposto (a) a adorar a Deus assim, mesmo que a maioria procure adorá-Lo com entretenimento, emoções e espetáculos?


Fonte: Hege, Natán – A Adoração – Publicadora Lâmpada e Luz, Farmington, New Mexico, EUA (2008) – Traduzido por: Eduardo Vieira da Silva

Sintetizado e adaptado especialmente para o Música Sacra e Adoração pela Profª Jenise Torres em Julho de 2013


Próxima Parte Voltar ao Índice

Tags: , ,