Histórias de Hinos do Hinário Adventista – Nr. 274

Histórias de Hinos 10 de julho de 2012 11:50 pm

Firme nas Promessas

Letra e Música: Russel Kelso Carter (1849-1828)

Título Original: Standing on the Promises

Texto Bíblico: visto como o seu divino poder nos tem dado tudo o que diz respeito à vida e à piedade, pelo pleno conhecimento daquele que nos chamou por sua própria glória e virtude; pelas quais ele nos tem dado as suas preciosas e grandíssimas promessas, para que por elas vos torneis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo. (II Pedro 1:3 e 4)


Utilize este controle para ouvir o hino (formato MIDI) (apenas Intenet Explorer):


Acompanhe o hino no Youtube


1. Firme nas promessas de Jesus, Senhor,
Vou cantar louvores ao meu bom Pastor;
Sempre exaltarei o Seu eterno amor,
Firme nas promessas de Jesus.

Coro:
Firme, firme,
Firme nas promessas de Jesus, meu Mestre;
Firme, firme,
Sim, firme nas promessas de Jesus.

2. Firme nas promessas, não irei falhar
Vindo as tempestades neste meu lidar.
Pelo Verbo eterno sempre irei lutar,
Firme nas promessas de Jesus.

3. Firme nas promessas do Senhor Jesus,
Em amor ligado com a Sua cruz;
Cada dia mais me alegro nesta luz,
Firme nas promessas de Jesus.


Publicado pela primeira vez em 1886, em Songs of Prefect Love (Hinos do Perfeito Amor), o hino “Firme nas Promessas” baseia-se em II Pedro 1. 4, que afirma que o Senhor Jesus “nos tem dado suas preciosas e grandíssimas promessas, para que por eles vos torneis participantes da natureza divina”.

Este hino [é muito cantado em todo o Brasil] e dá testemunho do cumprimento destas promessas do nosso Senhor. Expressa a nossa firmeza em confiar nestas promessas e testifica da vitória que o Espírito nos dá ao confiarmos.

O autor e compositor, Russel Kelso Carter, nascido em Baltimore, Maryland, EUA, em 1849, foi um homem de muitas habilidades e assim se envolveu em diversos interesses e carreiras. Estudou numa academia militar, onde brilhou como atleta. Por alguns anos, foi professor de ciências na mesma instituição. Interrompeu essa careira para criar ovelhas na Califórnia. Foi ordenado pastor metodista e participou do movimento holiness (igrejas com ênfase especial em santificação).

Autor prolífico nas áreas de ciências, matemáticas e religião, Carter também escreveu algumas novelas. Junto com B. Simpson, publicou Hymns of the Christian Life (Hinos da Vida Cristã), o hinário da Aliança Cristã e Missionária, em 1891. Para este, ele mesmo contribuiu com letra e música de 44 hinos, com letra de 12, com música de outras 24 letras e fez os arranjos ou adaptações de mais 25 músicas. Depois de alguns anos de ministério pastoral, estudou medicina e exerceu esta profissão na cidade de Baltimore , até seu falecimento em 1926.

Graças a dois respeitados pesquisadores, sabemos agora que o missionário norte americano, Mark E. Carver (séc. XIX) foi o primeiro tradutor deste hino para o português. A autora Betty Antunes de Oliveira descobriu em Manaus, AM o antigo hinário Os Cânticos dos Christãos, publicado em 1891, por Carver, e usado pela Missão Bethesda, fundada por ele em Manaus, AM. A senhora Betty mandou uma cópia xérox do hinário a Rolando de Nassau, em 1981. Depois de pesquisa recente, Nassau atribuiu a Carver a tradução de Firme nas Promessas, feita em 4 de novembro de 1897. Conhecendo bem a história de como os hinos são passados de mão em mão, sem referência aos escritores ou tradutores, é fácil entender como a tradução de Carver foi publicada em O Jornal Batista, em 20 de julho de 1911, sem atribuí-la a ele.

O Rev. Mark E. Carver, colega do destacado missionário e hinista Justus Henry Nelson, veio ao Brasil como missionário da Missão Metodista Episcopal do Norte do EUA. Como Nelson, Carter desligou-se dessa Missão e , fundando a Missão Bethesda em Manaus, dedicou sua vida tanto naquela cidade como na vasta região do Amazonas. Deve ter conhecido bem os missionários Eurico Nelson e Salomão Ginsburg e o trabalho batista ali. Carver trabalhou com o evangelista Juvêncio Paulo de Mello entre os índios ipurinã e aruaque.

Carver escreveu e traduziu muitos hinos. Seu hinário, Os Cânticos do Christãos, incluiu 26 traduções dele. Rolando de Nassau identificou mais duas que aparecem no Cantor Cristão (números 201 e 286). Tanto Carver como o Pr Mello também escreveram alguns hinos indígenas. “Na década de vinte a Missão Bethesda transformou-se na Igreja Evangélica Amazonense”

Bibliografia: Nassau, Rolando de. Os Hinos de Carter, Rio De Janeiro:O Jornal Batista, nº32-Ano XCH, 9 de agosto de 1992. p. 2


Veja a partitura cifrada deste hino

Veja este hino também no Ministério Cristo Vai Voltar

Tags: