Histórias de Hinos do Hinário Adventista – Nr. 052

Vestido, em Linho

Letra e Música: Henry Barraclough (1891-1983)

Título Original: Ivory Palaces

Texto Bíblico: Todas as tuas vestes cheiram a mirra a aloés e a cássia; dos palácios de marfim os instrumentos de cordas e te alegram. (Salmo 45:8)


Acompanhe o hino no Youtube


1. Vestido em linho Jesus desceu,
Trazendo salvação;
De mirra o bálsamo traz do Céu,
Beleza e perfeição.

Coro:
Vindo ao mundo, deixou no Céu
Palácios de marfim;
Glória não quis; em dor morreu.
A cruz suportou por mim.

2. Trazendo em Si de aloés o odor,
A morte atroz sofreu;
Provou aqui amargura e dor;
Ao mundo abriu o Céu

3. Olor de cássia as vestes têm:
Sim, Ele ressurgiu;
E junto ao Pai Se assentou no além;
Ao homem redimiu.


O conhecido evangelista Billy Graham conta a seguinte história, no livro Crusader Hymns and Hymn Stories (Hinos da Cruzada [Evangelística] e Histórias de Hinos):

Este hino foi composto bem perto de minha casa, nas montanhas da Carolina do Norte. No verão de 1915, o famoso evangelista Dr. J. Wilbur Chapman estava pregando na conferência Presbiteriana em Montreat. Com ele estava o líder de louvor Charles M. Alexander, o solista Albert Brown e seu pianista, Henry Barraclough. Barraclough, o autor deste hino, era um inglês de 24 anos; ele havia encontrado Chapman no ano anterior, durante uma missão evangelística de Chapman na Inglaterra.

Durante a conferência, o evangelista falou certa noite sobre o Salmo 45 (em 1893, Chapman havia escrito um livro chamado Palácios de Marfim do Rei. Ele acreditava, como eu também acredito, que este era um salmo profético, um salmo “messiânico”, que fala do relacionamento de Cristo, o noivo, com sua noiva, a Igreja.

Depois do culto vespertino, “Charlie” Alexander e Henry Barraclough deram carona a alguns amigos até o Hotel Blue Ridge, da Associação Cristã de Moços, a alguns quilômetros de distância. Assentado no banco dianteiro do carro, o jovem Barraclough pensava sobre a mensagem e as frases do refrão começaram a formar-se em sua mente. Quando eles pararam em uma pequena loja, ele rapidamente as escreveu em um “cartão de visitas” – o único papel disponível. Retornando ao hotel da conferência, ele trabalhou nas três primeiras estrofes, utilizando o esboço da mensagem de Chapman. Na manhã seguinte, a Sra. Alexander e o Sr. Brown cantaram o novo hino na sessão da conferência.

Barrows, Cliff, e Hustad, Donald – Crusader Hymns and Hymn Stories, Special Crusade Edition, p. 25, Minneapolis, Minnesota: The Billy Graham Evangelistic Association, 1967.


Veja a partitura cifrada deste hino

Veja este hino também no Ministério Cristo Vai Voltar