Debate Sobre a Música na Igreja / Palestras e Sermões em Vídeo

Música na Balança – Lição 10

Uma filosofia bíblica sobre música na igreja e no lar

por: Dr. Frank Garlock and Dr. Kurt Woetzel

Atenção: É muito importante assistir cada lição deste curso na ordem correta, pois cada lição constrói sobre o fundamento da lição anterior.


Instrumentos de Louvor

Apresentação: Pr. Timothy L. Barrett


Acesse os vídeos das outras lições da série Música na Balança


Apostila da Lição 10
(Clique com o botão direito e escolha ‘Salvar Destino como’, para salvar o arquivo em seu computador.)


Resumo da Lição:

X. Instrumentos de Louvor
     A. Na Imagem de Deus
     B. Palavras para Louvar ou Palavras para Agradar
     C. Seus Instrumentos de Louvor


  • Deus nos criou para o Seu prazer. (Apocalipse 4:11)
  • Nós Somos Musicais. Toda a Criação de Deus É Musical. Toda a natureza reflete música. Deus não é só o criador de música; Ele próprio é um Ser musical. É imprescindível, então, que o caráter da música do crente reflita o Criador.
  • O músico cristão tem a obrigação de comunicar claramente os atributos de Deus na música sacra.
  • “Na base da criação se encontra designo, não caos, e música como parte da ordem criada em nosso mundo deve participar das leis de nossa existência. Forma musical artística demonstra as características de ordem e propósito da criação de Deus. Sem coerência, formato, propósito, ou forma, não existe música…Música consistente afirma bem este aspecto da doutrina da criação; música que é caótica, por faltar forma coerente, nega esta doutrina.” (Johansson)
  • O som da música e as palavras dos cânticos devem refletir o evangelho. Todos os aspectos de música sacra – o caráter do som, as implicações das letras, a maneira em que são transmitidos os sons e as letras, e o espírito com que são projetadas – devem puxar o ouvinte do mundo e dirigir a sua atenção ao Senhor.
  • O principal foco deste estudo tem sido, e continuará sendo, no som em vez de nas palavras. Porém, é importante considerarmos algumas das letras encontradas em música sacra contemporânea. Muitas das músicas “contemporâneas” dão a idéia de intimidade, sem deixar claro de quem estão falando.
  • Qual veículo o salmista usou para expressar alegria sobre o que Deus criou?
  • Música (Salmo 104:31-34) Na música do cristão devem estar presentes palavras sobre: Seu Nome (Salmo 105:1); Suas obras (Salmo 105:1); Suas maravilhas (Salmo 105:2); Sua justiça (Salmo 145:7).
  • Freqüentemente, a música cristã contemporânea expressa mais sentimentos, emoções e condições sobre “você”, “mim”, “meu”, e “eu” do que sobre o Senhor. Muitas das músicas se referem vagamente à coisas espirituais.
  • Música sacra também deve ser usada para ensinar e admoestar. (Colossenses 3:16) “Os Teus estatutos têm sido os meus cânticos na casa da minha peregrinação.” (Salmo 119:54)
  • Música sacra não é para entretenimento.
  • Por que muitos dos artistas cristãos populares estão produzindo música que não se encaixa nos padrões da Palavra de Deus? A maioria dos artistas cristãos contemporâneos compartilham poucas das nossas posições bíblicas. Muitos estão pregando “outro evangelho”.
  • Se o louvor que é devido a Deus se torna barulho (Amós 5:23) aos ouvidos de Deus, isto é em parte o responsável pela confusão, descontentamento, intranqüilidade e carnalidade na comunidade cristã.
  • Se esta verdade é tão óbvia, mesmo quando a verdade é revelada e é tão óbvia por que pessoas estão tão cegas?
  • Estar morno espiritualmente causa cegueira! (Apocalipse 3:14-17; II Pedro 1:1-9) Muitas fontes nos mostraram que a música hoje em dia tem contribuindo para esta condição.
  • No Velho Testamento existem muitas referências à musica instrumental e vocal.
  • No Novo Testamento existem poucas referências à musica e talvez somente uma referência a instrumentos (I Coríntios 14:15 – Cantar, “psallo”, termo instrumental)
  • “Há uma razão básica porque não encontramos mais referências à música na igreja primitiva do Novo Testamento. Era um corpo que temporariamente se reunia em casas, em navios, no mercado, à beira mar. As vezes às escondidas, longe daqueles com um intento maligno de eliminá-la. Já que não existia nenhum lugar de reunião seguramente estabelecido, era impossível organizar um programa de música formal. Músicos do N.T. utilizavam mecanismos musicais simples para instrumentação e isto era feito sob circunstâncias difíceis.” (Leonard Seidel)
  • No Velho Testamento, Deus habitava com seu povo no templo. Seus filhos empregavam instrumentos, às vezes milhares deles (I Crônicas 23:5), para louvar ao Seu nome.
  • Hoje, Ele habita em nós. (I Coríntios 6:19-20) Nós, conseqüentemente, somos seus instrumentos de louvor.
  • Podemos usar instrumentos musicais para louvor a Deus; mas lembre-se, um instrumento é uma extensão da pessoa que a está tocando – ele revela a personalidade de quem a toca.
  • “O violino faz parte de mim mesmo.” (Anne-Sophie Mutter)
  • Enquanto o filho de Deus canta e toca, deve estar ciente de que Deus habita nele e que ele, o crente, é o Seu instrumento de louvor.

Fonte: Igreja Batista Emanuel de Jundiaí


Tags: ,