Pergunta 51: Como é que eu posso descobrir o tom da minha voz?

Diana Goulart: No estudo da voz falada, a palavra tom está relacionada à frequência de um som, e portanto refere-se à altura, em Hz, de um som. Um fonoaudiólogo pode dizer que você fala num tom agudo, ou que o tom da sua voz é grave.

Ou seja, usa-se “tom” significando “som”. Pode-se também usar “tom” significando intenção – “não gosto desse seu tom irônico”, ou “ele disse isso num tom suave”.

Em música, tom é sinônimo de tonalidade, e está ligada a um conjunto de sons interrelacionados, uma família de sons, e não a um som apenas.

Então na área da música você não tem um tom. Cantores não têm tom. Ninguém tem um tom. As músicas é que estão em um tom, e o cantor precisa saber em qual tom ele vai cantar cada música. Para cada música aprendida, é preciso experimentar e encontrar o tom mais confortável para a sua voz. Já vimos que um leigo não vai saber identificar em que tom está uma música: quem vai fazer isso é o professor de canto, o diretor musical e/ou o arranjador. A pergunta mais correta, então, é: – “Em que tom eu canto esta música?” ou então: – “Qual o meu tom para esta música?”


Voltar para o Índice de Perguntas e Respostas sobre Canto


Diana Goulart é professora de Canto, fonoaudióloga, pesquisadora do canto e palestrante sobre diversos temas ligados à voz e ao canto. Para informações mais detalhadas, visite http://www.dianagoulart.com


Veja nota dos editores do Música Sacra e Adoração