Música na Balança – Lição 6

Debate Sobre a Música na Igreja, Palestras e Sermões em Vídeo — 22 de maio de 2015 5:00 am

Uma filosofia bíblica sobre música na igreja e no lar

por: Dr. Frank Garlock and Dr. Kurt Woetzel

Atenção: É muito importante assistir cada lição deste curso na ordem correta, pois cada lição constrói sobre o fundamento da lição anterior.


Ordem na Música Traz Harmonia na Vida

Apresentação: Pr. Timothy L. Barrett


Acesse os vídeos das outras lições da série Música na Balança


Apostila da Lição 6
(Clique com o botão direito e escolha ‘Salvar Destino como’, para salvar o arquivo em seu computador.)


Resumo da Lição:

VI. Ordem na Música Traz Harmonia na Vida
     A. Efeitos da Música Aplicados
     B. Como na Vida, Assim na Música


  • Já aprendemos que música nos afeta em três maneiras: Espiritualmente, Mentalmente, Fisicamente.
  • Música também é dividida em três partes básicas: Melodia, Harmonia, Ritmo
  • “Música é o uso do som para tocar a alma humana.” (Christopher Hogwood)
  • Qual é a Reação do Homem?
  • A melodia afeta o espírito do homem. Efésios 5:18-19 indica claramente que a melodia deve predominar na música de um cristão. Salmodiar (“fazer melodia”) está ligado ao controle do Espirito Santo em nossa vida.)
  • Harmonia é a parte intelectual da música. Ela une a melodia com o ritmo.
  • Ritmo é a parte física da música – derivado da palavra grega “rheo” que significa pulsar ou palpitar.
  • “Ritmo é enraizado no corpo de uma maneira que não se aplica tão acometidamente à melodia e harmonia.” (Dr. Anthony Storr)
  • O ritmo da música (assim como o pulso – o batimento cardíaco – do nosso corpo) deve estar sob controle para estar saudável.
  • “Referimo-nos à sexualidade da música em termos de seu ritmo – É a batida que exige uma reação física direta…” (Simon Firth)
  • “Quando pulsação e síncope são a base rítmica da música num salão de danças, os movimentos dos que estão dançando invariavelmente se tornam muito sensuais…” (David Tame)
  • O que causa os movimentos? O Ritmo.
  • Não é a “Batida de Rock” que faz uma música feliz ou triste; assim como não são as coisas da carne que trazem alegria e satisfação para o salvo.
  • Que características deixam uma música feliz ou triste? (assista esta lição)
  • A “Batida Pulsante” do Rock acrescenta sensualidade, não alegria, à música!
  • A ordem na música deve refletir a ordem na vida cristão: 1º Espiritual, 2º Alma (intelectual, emocional), 3º Físico (sob controle).
  • Não se trata de gostos ou preferências, mas sim de princípios. (Romanos 8:13)
  • Música está bem no centro deste trecho que diz que devemos “entender qual seja a vontade de Deus” (Efésios 5:17)
  • O tipo certo de música pode reforçar a ordem correta na vida cristã e o tipo de música errado pode negá-la e contradizê-la.
  • Ritmo não deve ser abandonado, mas estar em equilíbrio (balanço) correto com a melodia e a harmonia. Como o nosso pulso está presente para sustentar a vida, sem chamar atenção para si neste papel; o ritmo deve manter a música em movimento, não dominar o som.
  • “Música pode ordenar nosso sistema muscular. Eu acredito que música pode também ordenar os conteúdo de nossas mentes.” (Dr. Anthony Storr)
  • “O princípio aqui é que música precisa exibir um fluxo, um sentimento geral de continuidade, que se movimenta progressivamente e irresistivelmente do começo ao fim… A intenção não é de martelar e forçar uma pulsação musical na mente…” (Dr. Johansson)
  • “Ritmos musicais afetam tanto os nossos corações quanto as nossas mentes. Uma maneira de excitar uma série de sentimentos agitados – tensos, excitados, e às vezes sexuais – é através de ritmos insistentes e pronunciados,…engenhosamente usados para aumentar a tensão sexual…bater o ritmo com a bateria pode produzir estes efeitos poderosos por impulsionar os ritmos elétricos do cérebro.” (Revista Psicologia Atual)
  • Outro silogismo importante: Para o cristão, colocar o corpo em primeiro lugar é sensualidade; ritmo é a parte física da música; logo, música que é primordialmente ritmo é sensual.
  • Em uma orquestra, instrumentos devotados exclusivamente ao ritmo: 2-3%. Em uma banda de Rock, instrumentos devotados ao ritmo: Pelo menos 75%
  • “A música que nós tocamos [música clássica] contém e reflete todas as emoções do homem.
  • Quais emoções transmitidas pela Música Rock?
  • Nós rejeitamos rock como um veículo para comunicar nossa mensagem, já que as emoções da música são incompatíveis com o tema. Nós Nós rejeitamos rock como um veículo para comunicar nossa mensagem, já que as emoções da música são incompatíveis com o tema. Nós aplicamos o som mais clássico e empregamos aquelas emoções enquanto elas refletem e reforçam a mensagem mais claramente.

Fonte: Igreja Batista Emanuel de Jundiaí


Tags: ,