Preparando Crianças Para Discernir a Mensagem na Música

por: Berit Kjos

(…) Todos concordam de que a música tem o poder para influenciar e mudar as pessoas. É por isso que, apenas nos Salmos, somos encorajados por mais de sessenta vezes a cantar ao Senhor. Cantar molda, afirma e fortalece o que cremos. Expressa a profundeza de nossas almas. Palavras que entram pelas asas da música tendem a fazer ninho em nossa mente e retornar na forma de nossos pensamentos, quer tenhamos escolhido isso ou não.

Podemos lutar contra a decadência contemporânea na música treinando nossos filhos a ouvirem os pensamentos de Deus, apreciar músicas e canções que constroem a fé, e basear seus atos na verdade de Deus.

Primeiro Passo: Ouça a Deus, não o mundo

  • Renove sua mente com a verdade ( Romanos 12:2) Estude a Bíblia diariamente – não apenas para conhecer fatos, mas para conhecer e ouvir o coração de Deus. Ele falará àqueles que O amam e O seguem (João 10:3-5; 14:21-27). Leia as seguintes passagens, buscando as mensagens de Deus. Discuta Suas diretrizes; elas se aplicam à música bem como a outros tipos de influência.
  1. Qual a atitude de Deus com relação ao mal? Salmos 97:10-11; Provérbios 6:16-19; 15:9,26; 21:4.
  2. Quais as conseqüências de brincar com o mal? Provérbios 1:29-33; 21:16.
  3. Como Deus quer que eu responda ao mal? Romanos 13:11-14; I Pedro 5:6-9; Salmos 1; 141:3-4; Provérbios 2; 14:7; 24:1, 21-22.
  4. Como Ele quer que eu viva cada dia? Efésios 4:17-32; 5:3-21.
  • Evite sugestões e situações comprometedoras. Deus disse, “Fuja também das paixões da mocidade” (II Timóteo 2:22). Isto não é fácil quando toda uma sociedade anseia por sexo e violência. Não há muito tempo, o heavy metal estava à margem da música de entretenimento e poucos o escutavam. Agora está na corrente principal, ostenta imagens sexuais violentas e gráficas, tão deletérias como aquelas encontradas em lojas de pornografia.

    “Uma vez fui viciado em pornografia”, disse o assassino em série Ted Bundy ao Dr. Dobson, “ficava procurando materiais mais gráficos, mais potentes, mais explícitos, … você continua ansiando por excitação até alcançar o ponto onde a pornografia chega ao seu limite…” [1]

  • Contar o que Jesus realizou na cruz. “[Considerai-vos] como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus, nosso Senhor… Não reine, portanto, o pecado, no vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências. mas apresentai-vos a Deus…” (Romanos 6:11,13)
  • Confie e siga o Espírito Santo. Quando as crianças mudam da moral absoluta para o relativismo moral, elas se tornam desconfortáveis na presença de Deus. Aqueles que desenvolvem um apetite por imoralidade se escondem de Dele. Sentindo-se julgados por Sua santidade, eles têm duas escolhas: fugir ou arrepender-se e receber Seu amoroso perdão. Muitos rejeitam romper suas ligações com seu estilo de vida sensual.

    O apóstolo Paulo escreveu aos cristãos gálatas, os quais viviam em uma sociedade pagã: “Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis… Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: Prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais declaro, como já, antes, vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança… E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito” (Gálatas 5:16-25).

  • Segundo Passo: Ajude seu filho a escolher música enriquecedora

    O que é boa música? Esta pergunta subjetiva não tem uma resposta simples nesses dias de seleções diversas e preferências discordantes. Embora você possa amar música clássica e música de louvor cristão, muitos adolescentes de hoje não. Se seu filho desenvolveu um apetite por thrash metal, você pode ter que iniciar o processo desmame dando um passo de cada vez.

    • Peça a Deus que o conduza às Suas escolhas por sua família.
    • Escute a música que seu filho gosta. Desenvolva uma atmosfera de amor, respeito mútuo e aceitação. Seja aberto, compreensivo e apoiador. Discuta a mensagem das letras. Faça perguntas tais como: Você concorda com essas letras? E seus amigos? O que acontece em sua mente quando ouve a mesma mensagem repetidamente?
    • Estudem e comprem música juntos. Analisem as capas dos discos, leiam os títulos. Examinem diferentes grupos. Fale sobre os valores, atitudes, comportamento e vestuário promovidos por Madonna e outros ídolos. Lembre-se que muitos títulos enganam. Por exemplo, a banda chamada The Church (A Igreja) toca música neo-psicodélica sobre vulcão, sóis e excursões de mistério mágicas. No seu álbum de sucessos, Faith (Fé), George Michael canta sobre sexo, não sobre Deus. Quando ele cantou com o grupo Wham, suas melodias cativantes enfatizavam sexo excêntrico sadomasoquista. Por exemplo, The Edge of Heaven (O Limite do Céu) sugere que chicotes, cadeias e gritos fazem sexo celestial.

      A música denominada Nova Era não parecia impressionar a cultura jovem até 1988, quando o álbum de sucesso Watermark de Enya misturou isto com uma forma suave de rock. Considerando que a porta está aberta às novas variações, observe sons hipnóticos e meditativos destinados a produzir estados alterados de consciência.

    • Pesquise as letras que ensinam espiritualidade da Nova Era. Mas lembre-se, a música Nova Era é um guarda-chuva amplo que pode incluir até mesmo música cristã meditativa. Como Deus disse em 1 João 4:1, “Provai os espíritos”
    • Inclua seu filho na escolha da música para sua casa. Conte por que você gosta de certos tipos de música; compartilhe os benefícios que você recebeu. Explique que a verdade bíblica musicada deleita a Deus e constrói a fé e a força espiritual em nós. Faça a si mesmo estas perguntas:
    1. Honra ou desonrar a Deus?
    2. Encoraja-me a confiar Nele e a segui-Lo?
    3. Comunica o poder de Deus, do homem ou de Satanás?
    4. Focaliza minha mente na glória de Deus ou nas forças rebeldes de Satanás? (Filipenses 4:8; Colossenses 3:1-3)
    5. Encoraja união ou rebelião contra os valores de Deus?
    6. Produz o anseio por uma forma de música em vez de por Deus?
    7. Em concerto, os ouvintes adoram a Deus ou o músico/cantor? (Deuteronômio 5:7-8)
  • Considere como sua música se coaduna com suas metas pessoais. Faça perguntas como: Eu quero estar perto de Deus? Louvá-lO? Desfrutar de Sua paz e proteção? O que acontece quando escuto canções que se opõem à verdade?

    Veja o objetivo de Paulo em Filipenses 3:7-10. Se você escolher o mesmo objetivo – conhecer a Jesus, compartilhar Seu sofrimento, e viver por Sua vida de ressurreição – rejeição e exclusão em sua obediência a Cristo se tornam pontos de partida para o triunfo.

  • Estabeleça limites. Embora você não possa monitorar o que seu filho ouve ou vê na casa de um amigo, pode dizer não a certos tipos de música em sua casa. Explique suas preocupações. Muitos filhos acolhem os limites paternais como desculpa para dizer não aos seus colegas.

    Dr. Bernard Sable, principal especialista do governo para o estado de Washington, comentou após um concerto de rock em Seattle, “Há muito a se dizer sobre a música – por que ela atrai a multidão de adolescentes. A música é alta e primitiva; é insistente e fortemente rítmica. Ela liberta de um modo disfarçado os impulsos físicos fracamente controlados, recentemente adquiridos pelo adolescente”.

  • Vigie contra tentar agradar seus filhos provendo versões “cristianizadas” de delícias pagãs. Por exemplo, acrescentar palavras bíblicas a uma batida furiosa de heavy metal provavelmente torna a música escarnecedora e não saudável. Não seja como o antigo Israel que desejava as práticas corruptas de seus vizinhos pagãos. Ao acrescentar idolatria à adoração tradicional, eles se tornam espiritualmente cegos e moralmente corruptos. Os inimigos invadiram sua terra, quando “cada um fazia o que parecia reto aos seus olhos” (Juízes 21:25).
  • Terceiro Passo: Crie Grupos de Esforços para uma Mudança Construtiva

    • Trabalhe com outros pais sobre limitações às formas destrutivas de música.
    • Peça ao líder de jovens de sua igreja que ensine sobre [os problemas da] música contemporânea.
    • Ore a Deus, pedindo por orientação e vitória.
    • Confie que Ele se preocupa com a saúde espiritual de seu filho até mesmo mais do que você.
    • Continue a agradecer a Deus! Lembre-se, embora Ele nos chame a nos unirmos a Ele em Suas batalhas, o resultado final é certo: Ele ganhou a guerra!

    Quando os exércitos inimigos atacavam Jerusalém, o rei Josafá confiou em Deus, chamou o povo a uma união, reconhecendo o poder superior de Deus e a louvá-lO por Sua total suficiência.

    Deus respondeu com um poderoso encorajamento, que eleva corações e constrói muros de fé ainda hoje. Leia este texto com se fosse para você: “Não temais, nem vos assusteis; amanhã saí-lhes ao encontro, porque o Senhor será convosco” (II Crônicas 20:17).

    Você se lembra do resto? Josafá organizou músicos para liderarem a procissão de soldados para a batalha. Então, assim enquanto o povo cantava e louvava a Deus, Ele conquistou a vitória por eles (Veja II Crônicas 20:1-22).


    Bibliografia

    [1] “A Mensagem de Ted Bundy no Corredor da Morte: Pornografia é Um Vício Fatal” Revista Citizen (Março de 1989), p.15 (voltar)


    Fonte: Your Child And The New Age (Seu Filho e a Nova Era), capítulo 16, disponível online em