Postura

por: Sandra Félix

Uma boa postura é fundamental para uma boa produção vocal. O que consiste ter boa postura? Bem, cuidar da postura é fazer com que a sustentação e o equilíbrio do nosso corpo esteja de acordo com as leis da gravidade.

É importante observarmos que os desequilíbrios posturais variam de pessoa para pessoa. Algumas possuem um exagero postural, mantendo-se com os ombros extremamente abertos, o peito empinado para frente e a cabeça muito erguida, tensionando o pescoço. Se olharmos essas pessoas de lado possuem uma lordose nas costas como se fossem envergar para trás. Essas pessoas tendem a respirar mais na parte alta do pulmão.

Já outras pessoas possuem desequilíbrio inverso. Ombros muito caídos, peito fechado, como se fossem envergar para frente.

Ambas as posturas são incorretas. Devemos procurar manter um equilíbrio de forma a sentir “o peso do nosso corpo entre os dois pés, observando em seguida um encaixe perfeito da cintura pélvica ( quadril), em equilíbrio com a cintura escapular (ombro) e mantendo um ângulo de 90% para o queixo, podemos aproximar-nos de uma figura em equilíbrio.” [1]

Segundo PERELLÒ, “os ombros devem estar relaxados, a cabeça reta, a fisionomia natural sem rigidez nem contração, a boca moderadamente aberta, os lábios apoiados diante dos dentes. A mandíbula não deve estar rígida. Todo o instrumento vocal deve dar a sensação de flexibilidade muscular. Não deve haver nenhuma contração dos músculos vocais no tórax, colo, laringe, garganta e boca. A ressonância correta e plena da voz se produzirá com a diminuição e equilíbrio dos esforços musculares. O corpo deve estar ereto mas sem rigidez, com a sensação de calma. Deve-se evitar o movimento do corpo, buscando apoio em ambas as pernas alternadamente. Evitar o movimento nervoso das mãos e dos dedos, assim como os gestos exagerados ou muito forçados.

A atitude normal do rosto deve ser sorridente. O sorriso, por um efeito reflexo, permite uma ampliação das cavidades de ressonância. Para isso pode ser útil fazer os vocalises diante de um espelho para observar e controlar as tensões desnecessárias.” [2]

Atitude básica para o equilíbrio do corpo: [3]

A atitude básica para o equilíbrio do corpo e, conseqüentemente, para a emissão da voz, é a seguinte:

  • Pés: Confortavelmente. O peso do corpo deverá estar igualmente distribuído pela borda externa dos pés pelo metatarso.
  • Músculos: Relaxados.
  • Cintura pélvica: Suspensa sobre o diafragma para manter a energia do som.

  • Cabeça: Ereta. Bem equilibrada na cintura escapular.
  • Cintura escapular: Deve permanecer descontraída.
  • Linha da cabeça: A cabeça deve manter uma linha de como se estivesse suspensa por um “fio de cabelo” na parte do redemoinho, isto é, no centro, como se fosse a continuação das vértebras cervicais.

Segundo esta autora, após a adoção dessa atitude básica, quando sentir que está equilibrado, experimente mudar o alinhamento para fazer com que o corpo mude a linha de gravidade, para frente, para trás, para o lado e circularmente.


Referências Bibliográficas:

[1] – Estética da Voz – Uma voz para o Ator, Eudósia Acuña Quinteiro. Summus Editorial, São Paulo, 1989.

[2] – Canto y Dicción, Jorge Perelló, Monserrat Cabalíe e Enrique Guitart, Editora Científico-Médica, Barcelona

[3] – Expressão Vocal e Expressão Corporal, Glorinha Beuttenmüller e Nelly Laport, Editora Enelivros, Rio Janeiro,1992.


Fonte: Publicado originalmente em http://www.geocities.com/Vienna/9177/postura.htm