Guia de Compositores (Em Português)

Agradecemos ao espaço virtual “Clássicos” pelas notas biográficas dos autores. Ao clicar nos enlaces abaixo você será redirecionado para aquele espaço virtual. As referências abaixo indicam o apenas o sobrenome do compositor. Estão indicados também os anos e nascimento e morte do compositor, bem como a sua nacionalidade.

Índice por Ordem Alfabética:

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z


A

Abel (1723-1787) – alemão
Absil (1893-1974) – belga
Adam (1803-1856) – francês
Adam de la Halle (1240-1287) – francês
Agincourt (1684-1758) – francês
Agricola, A. (1446-1506) – flamengo
Agricola, J.F. (1720-1774) – alemão
Aichinger (1564-1628) – alemão
Alain (1911-1940) – francês
Albéniz (1860-1909) – espanhol
Albert, E. (1864-1932) – escocês
Albert, H. (1604-1651) – alemão
Albinoni (1671-1751) – italiano
Albrechtsberger (1736-1809) – austríaco
Alfano (1876-1954) – italiano
Alfven (1872-1960) – sueco
Allegri (1582-1652) – italiano
Almeida (1702-1755) – português
Anerio (1567-1630) – italiano
Anfossi (1727-1797) – italiano
Anglebert (1628-1691) – francês
Araújo, G. (1890) – brasileiro
Araújo, J.G. (1846-1944) – brasileiro
Araújo, P. (século XVII) – brasileiro
Arcadelt (1515-1568) – francês
Ariosti (1666-1729) – italiano
Arne (1710-1778) – inglês
Aston (1480-1522) – inglês
Atterberg (1887-1974) – sueco
Auber (1782-1871) – francês
Aubert, J. (1689-1753) – francês
Aubert, L. (1877-1968) – francês
Audran (1842-1901) – francês
Auletta (1698-1771) – italiano
Auric (1899-1983) – francês

(Voltar ao topo)


B

Babbit (1916) – norte-americano
Bacarisse (1898-1963) – espanhol
Bach, C.P.E. (1718-1788) – alemão
Bach, J.C. (1735-1782) – alemão
Bach, J.S. (1685-1750) – alemão
Bach, W.F. (1710-1784) – alemão
Balakirev (1837-1910) – russo
Balbastre (1727-1799) – francês
Banchieri (1568-1634) – italiano
Barber (1910-1981) – norte-americano
Barraud (1900-1997) – francês
Barsanti (1690-1740) – italiano
Bartók (1881-1945) – húngaro
Bassani (1657-1716) – italiano
Baudrier (1906-1988) – francês
Bax (1883-1953) – inglês
Beethoven (1770-1827) – alemão
Beck (1723-1809) – alemão
Bellini (1801-1835) – italiano
Bellman (1740-1795) – sueco
Benda, F. (1709-1786) – tcheco
Benda, G.A. (1722-1795) – tcheco
Benevoli (1605-1672) – italiano
Bennet (1816-1875) – inglês
Berg (1885-1935) – austríaco
Berio (1925) – italiano
Berlioz (1803-1869) – francês
Berners (1883-1950) – inglês
Bernier (1664-1734) – francês
Bernstein (1918-1990) – norte-americano
Berton (1767-1844) – francês
Bertoni (1725-1813) – italiano
Bertrand (1545-1580) – francês
Berwald (1796-1868) – sueco
Besard (1567-1617) – francês
Bettinelli (1913) – italiano
Biber (1644-1704) – tcheco
Binchois (1400-1460) – belga
Bizet (1838-1875) – francês
Blacher (1903-1975) – chino-alemão
Blanchard (1696-1770) – francês
Blanet (1700-1768) – francês
Bliss (1891-1975) – inglês
Bloch (1880-1959) – suíço
Blomdahl (1916-1968) – sueco
Blow (1649-1708) – inglês
Boccherini (1743-1805) – italiano
Boehm (1661-1733) – alemão
Boellmann (1862-1897) – alemão
Boesset (1586-1643) – francês
Boieldieu (1775-1834) – francês
Boismortier (1689-1755) – francês
Boïto (1842-1918) – italiano
Bononcini, A.M. (1677-1726) – italiano
Bononcini, G (1670-1747) – italiano
Bonporti (1672-1749) – italiano
Bontempi (1624-1705) – italiano
Bontempo (1771-1842) – português
Borodin (1833-1887) – russo
Boucourechliev (1925-1997) – búlgaro
Boulez (1925) – francês
Bourgeois (1510-1561) – francês
Bouzignac (1587-1643) – francês
Boyce (1710-1779) – inglês
Boyvin (1653-1706) – francês
Bozza (1905-1991) – francês
Braga (1868-1945) – brasileiro
Braga Santos, J.M.J. (1924-1988) – português
Brahms (1833-1897) – alemão
Braunfels (1882-1954) – alemão
Bridge (1879-1941) – inglês
Britten (1913-1976) – inglês
Brixi (1732-1771) – tcheco
Brossard (1655-1730) – francês
Bruch (1838-1920) – alemão
Bruckner (1824-1896) – austríaco
Bruhns (1665-1697) – alemão
Brumel (c.1460-1520) – francês
Bruneau (1857-1934) – francês
Buchner (1483-1538) – alemão
Bull (1512-1628) – inglês
Burkhard (1900-1955) – suíço
Busnois (1440-1492) – francês
Busoni (1866-1924) – italiano
Buus (1500-1565) – belga
Buxtehude (1637-1707) – dinamarquês
Byrd (1543-1623) – inglês

(Voltar ao topo)


C

Cabanilles (1664-1712) – espanhol
Cabezón (1510-1566) – espanhol
Caccini (1545-1618) – italiano
Cage (1912-1992) – norte-americano
Caix d’Hervelois (1680-1760) – francês?
Caldara (1670-1736) – italiano
Cambert (1628-1677) – francês
Cambini (1746-1825) – italiano
Campian (1567-1620) – inglês
Campra (1660-1744) – francês
Cannabich (1731-1798) – alemão
Capdevielle (1906-1969) – francês
Caplet (1878-1925) – francês
Cardoso (1571-1650) – português
Carissimi (1605-1674) – italiano
Carreira (c.1520-c.1598) – português
Carvalho (1745-1798) – português
Casella (1883-1947) – italiano
Cassuto (1938) – português
Castelnuovo-Tedesco (1895-1968) – ítalo-norte-americano
Cavalieri (c.1550-1602) – italiano
Cavalli (1602-1676) – italiano
Cavazzoni, G. (c.1500-1560) – italiano
Cavazzoni, M.A. (c.1480-c.1559) – italiano
Cazzati (1620-1677) – italiano
Certon (c.1515-1572) – francês
Cesti (1623-1669) – italiano
Chabrier (1841-1894) – francês
Chailley (1910-1999) – francês
Chambonnieres (1602-1672) – francês
Charpentier, G. (1860-1956) – francês
Charpentier, M.A. (1634-1704) – francês
Chausson (1855-1899) – francês
Chaporine (1889-1966) – ucraniano
Chavez (1899-1978) – mexicano
Cherubini (1760-1842) – italiano
Chostakovitch (1906-1975) – russo
Chopin (1810-1849) – polaco-francês
Ciampi (1719-1762) – italiano
Ciconia (1335-1411) – belga
Cifra (1584-1629) – italiano
Cilea (1866-1950) – italiano
Cimarosa (1749-1801) – italiano
Clarke (c.1673-1707) – inglês
Clemens non papa (c.1500-c.1556) – belga
Clementi (1752-1832) – italiano
Clérambault (1676-1749) – francês
Coelho, M.R. (c.1555-c.1635) – português
Coelho, R. (1892-1986) – português
Coleridge-Taylor (1875-1912) – inglês
Colasse (1649-1709) – francês
Colin de Blamont (1690-1769) – francês
Comes (1568-1643) – espanhol
Compere (c.1450-1518) – francês?
Constant (1925) – romeno
Constantinescu (1909-1963) – romeno
Cooke (c.1616-1672) – inglês
Coperario (c.1575-1626) – inglês
Copland (1900-1990) – norte-americano
Corelli (1653-1713) – italiano
Cornelius (1824-1874) – alemão
Cornet (c.1575-c.1633) – belga
Corrette (1709-1795) – francês
Costa (1879-1970) – português
Coste (1806-1883) – francês
Costeley (1531-1606) – francês
Couperin, A.L. (1725-1789) – francês
Couperin, F. (1668-1773) – francês
Couperin, L. (c.1626-1661) – francês
Créquillon (c.1480-c.1557) – francês
Cristo (c.1550-1618) – português
Croce (c.1557-1609) – italiano
Croft (1678-1727) – inglês
Crüger (1598-1662) – alemão
Cui (1835-1918) – lituano
Czerny (1791-1857) – austríaco

(Voltar ao topo)


D

Dalayrac (1753-1809) – francês
Dallapiccola (1904-1975) – italiano
Dandrieu (1682-1738) – francês
Danzi (1763-1826) – alemão
Daquin (1694-1772) – francês
Dargomijsky (1813-1869) – russo
Dauvergne (1713-1797) – francês
David (1810-1876) – francês
Debussy (1862-1918) – francês
Delalande (1657-1726) – francês
Delannoy (1898-1962) – francês
Delibes (1836-1891) – francês
Delius (1862-1934) – anglo-francês
Della Viola (c.1568-c.1570) – italiano
Delvincourt (1888-1954) – francês
Desmarets (c.1660-1741) – francês
Destouches (1672-1749) – francês
Diabelli (1781-1858) – austríaco
Diepenbrock (1862-1921) – holandês
Ditters von Dittersdorf (1739-1799) – austríaco
Dohnányi (1877-1960) – húngaro
Donato (1530-1603) – italiano
Donizetti (1797-1848) – italiano
Dowland (1563-1626) – inglês
Draghi (1635-1700) – italiano
Du Caurroy (1549-1609) – francês
Dufay (1397-1474) – francês
Dukas (1865-1935) – francês
Dumont (1610-1684) – belga
Duni (1709-1775) – italiano
Dunstable (c.1390-1453) – inglês
Duparc (1848-1933) – francês
Dupré (1886-1971) – francês
Durante (1684-1755) – italiano
Durey (1888-1979) – francês
Duruflé (1902-1986) – francês
Dussek (1760-1812) – tcheco
Dutilleux (1916) – francês
Duvernoy (1765-1838) – francês
Dvorak (1841-1904) – tcheco

(Voltar ao topo)


E

Eccard (1553-1611) – alemão
Egk (1901-1983) – alemão
Eisler (1898-1962) – alemão
Elgar (1857-1934) – inglês
Emmanuel (1862-1938) – francês
Encina (1468-1529) – espanhol
Enescu (1881-1955) – romeno
Esperança (século XVII) – português
Esplá (1886-1976) – espanhol
Esteves (c.1700-c.1751) – português

(Voltar ao topo)


F

Falconieri (1586-1656) – italiano
Falla (1876-1946) – espanhol
Farnaby (c.1563-1640) – inglês
Fasch, C.F. (1736-1800) – alemão
Fasch, J.F. (1688-1758) – alemão
Fauré (1845-1924) – francês
Fayrfax (1464-1521) – inglês
Feo (1691-1761) – italiano
Fernandes (século XVII) – português
Fernandez (1897-1948) – brasileiro
Ferrabosco I (1543-1588) – italiano
Ferrabosco II (c.1575-1628) – inglês
Ferreira (1916-1983) – português
Ferroud (1900-1936) – francês
Fesch (1687-1761) – holandês
Festa (1480-1545) – italiano
Févin (1474-1512) – francês
Fibich (1850-1900) – theco
Field (1782-1837) – irlandês
Fink (1444-1527) – alemão
Fioravanti (1764-1837) – italiano
Fischer (1665-1746) – alemão
Flotow (1812-1883) – alemão
Formé (1567-1638) – francês
Förster, B. (1859-1951) – tcheco
Förster, C.H. (1693-1745) – alemão
Fortner (1907-1987) – alemão
Françaix (1912-1997) – francês
Franck, C.A. (1822-1890) – belgo-francês
Franck, M. (c.1575-1639) – alemão
Francoeur (1698-1787) – francês
Frederico II (1712-1786) – alemão
Freitas (1902-1980) – português
Freitas Branco (1890-1955) – português
Frescobaldi (1583-1643) – italiano
Froberger (1616-1667) – alemão
Fumet (1867-1949) – francês
Fürstenau (1792-1852) – alemão
Fux (1660-1741) – austríaco

(Voltar ao topo)


G

Gabrieli, A. (1520-1586) – italiano
Gabrieli, G. (1556-1612) – italiano
Gade (1817-1890) – dinamarquês
Gagliano (c.1575-1642) – italiano
Gagnebin (1886-1977) – belga
Galilei (1520-1591) – italiano
Gallet (1893-1931) – brasileiro
Gallus (1550-1591) – esloveno
Gallupi (1706-1785) – italiano
Gasparini (1668-1727) – italiano
Gastoldi (c.1556-1622) – italiano
Geminiani (1687-1762) – italiano
Gershwin (1898-1937) – norte-americano
Gervais (1671-1774) – francês
Gervaise (c.1525-c.1560) – francês
Gesualdo (c.1560-1613) – italiano
Ghedini (1892-1965) – italiano
Giardini (1716-1796) – italiano
Gibbons (1583-1625) – inglês
Gigault (1627-1707) – francês
Gigout (1844-1925) – francês
Gilles (1669-1705) – francês
Gilson (1865-1942) – belga
Giordani (c.1730-1806) – italiano
Giordano (1867-1948) – italiano
Giovanni da Cascia (século XIV) – italiano
Giroust (1738-1799) – francês
Giuliani (1781-1829) – italiano
Glazunov (1865-1936) – russo
Gliere (1875-1956) – ucraniano
Glinka (1804-1857) – russo
Gluck (1714-1787) – alemão
Gnatalli (1906-1988) – brasileiro
Godard (1849-1895) – francês
Golestan (1875-1956) – romeno-francês
Gombert (c.1505-1556) – belga
Gomes (1836-1896) – brasileiro
Gossec (1734-1829) – francês
Goudimel (c.1510-1572) – francês
Gounod (1818-1893) – francês
Golestan (1875-1956) – romeno-francês
Gombert (c.1505-1556) – belga
Gomes (1836-1896) – brasileiro
Gossec (1734-1829) – francês
Goudimel (c.1510-1572) – francês
Gounod (1818-1893) – francês
Grabu (século XVII) – inglês
Grainger (1882-1961) – australiano
Granados (1867-1916) – espanhol
Grandi (c.1586-1630) – italiano
Graun (1701-1759) – alemão
Graupner (1683-1760) – alemão
Greco (c.1650-c.1728) – italiano
Gretchanianov (1864-1956) – russo
Grétry (1741-1813) – belga
Grieg (1843-1907) – norueguês
Grigny (1672-1703) – francês
Guarnieri (1907-1993) – brasileiro
Guédron (1565-c.1620) – francês
Guerrero (1527-1599) – espanhol
Guglielmi (1728-1804) – italiano
Guilmant (1837-1911) – francês

(Voltar ao topo)


H

Hába (1893-1973) – tcheco
Hahn (1875-1947) – venezuelano
Hamal (1709-1778) – belga
Hambraeus (1928-2000) – sueco
Hammerschmidt (1612-1675) – tcheco
Händel (1685-1759) – germano-inglês
Harsanyi (1898-1954) – iugoslavo
Hartmann (1805-1900) – dinamarquês
Hasse (1699-1783) – alemão
Hassler (1564-1612) – alemão
Hauer (1883-1959) – austríaco
Haydn, F.J. (1732-1809) – austríaco
Haydn, J.M. (1737-1806) – austríaco
Heller (1814-1888) – húngaro
Henry (1927) – francês
Henze (1926) – alemão
Herzogenberg (1843-1900) – austríaco
Hiller (1778-1804) – alemão
Hindemith (1895-1963) – alemão
Hoffmann (1776-1822) – alemão
Hofhaimer (1459-1537) – austríaco
Holborne (c.1540-1602) – inglês
Holst (1874-1934) – inglês
Honegger (1892-1955) – francês
Hopkins (1921) – inglês
Hotteterre (1673-1763) – francês
Hüllmandel (1756-1823) – francês
Humfrey (1647-1674) – inglês
Hummel (1778-1837) – eslovaco
Humperdinck (1854-1921) – alemão

(Voltar ao topo)


I

Ibert (1890-1962) – francês
India (c.1582-1629) – italiano
Indy (1851-1931) – francês
Ingegneri (c.1545-1592) – italiano
Inghelbrecht (1880-1965) – francês
Insanguine (1728-1795) – italiano
Ireland (1879-1962) – inglês
Isaac (c.1450-1517) – belga
Ives (1874-1954) – norte-americano

(Voltar ao topo)


J

Jacopo (século XIV) – italiano
Jacquet (c.1660-1729) – francesa
Janequin (c.1485-1558) – francês
Jacques-Dalcroze (1865-1950) – austríaco
Janacék (1854-1928) – tcheco
Jaubert (1900-1940) – francês
Jehannot (século XIII) – francês
Jeremias (1892-1962) – tcheco
Jirák (1891-1972) – tcheco
Joachim (1831-1907) – húngaro
Jolivet (1905-1974) – francês
Jommelli (1714-1774) – italiano
Jones (c.1577-1615) – inglês
Jongen (1873-1953) – belga
Josquin (c.1440-1521) – francês

(Voltar ao topo)


K

Kabalevsky (1904-1987) – russo
Kajanus (1856-1933) – finlandês
Kalomiris (1883-1962) – grego
Keil (1850-1907) – português
Keiser (1674-1739) – alemão
Kerll (1627-1693) – alemão
Ketelbey (1875-1959) – inglês
Khatchaturian (1903-1978) – georgiano
Khrennikov (1913) – russo
Kodály (1882-1967) – húngaro
Koechlin (1867-1950) – francês
Kozeluh (1738-1814) – tcheco
Krebs (1713-1780) – alemão
Kreisler (1875-1962) – austríaco
Krenek (1900-1991) – austro-norte-americano
Kreutzer, J. (1778-1832) – alemão
Kreutzer, R. (1766-1831) – francês
Kricka (1882-1969) – tcheco
Krieger, A. (1634-1666) – alemão
Krieger, J. (1651-1735) – alemão
Krieger, J.P. (1649-1725) – alemão
Krommer (1759-1831) – tcheco
Krumpholtz (1747-1790) – tcheco
Kuhlau (1786-1832) – germano-dinamarquês
Kuhnau (1660-1722) – alemão
Kusser (1660-1727) – eslovaco
Kuula (1883-1918) – finlandês

(Voltar ao topo)


L

La Barre (c.1670-c.1743) – francês
Labegue (1631-1702) – francês
Lacerda (1869-1934) – português
Ladmirault (1877-1944) – francês
La Grotte (c.1530-c.1600) – francês
Lajtha (1892-1963) – húngaro
Lalo (1823-1892) – francês
Lambert (1905-1951) – inglês
Landi (c.1590-c.1655) – italiano
Landini (1325-1397) – italiano
Landowski (1915-1999) – francês
Langlais (1907-1991) – francês
Lanier (1588-1666) – inglês
Larsson (1908-1986) – sueco
La Rue (c.1460-1518) – belga
Lassus (1532-1594) – belga
Latilla (1711-1788) – italiano
Lawes, H. (1596-1662) – inglês
Lawes, W. (1602-1645) – inglês
Le Flem (1881-1984) – francês
Le Jeune (1528-1600) – francês
Le Roy (c.1520-1598) – francês
Lechner (c.1553-1606) – italiano
Leclair (1697-1764) – francês
Lecocq (1832-1918) – francês
Legrenzi (1626-1690) – italiano
Lehar (1870-1948) – húngaro
Leibowitz (1913-1972) – polaco-francês
Lekeu (1870-1894) – belga
Leo (1694-1744) – italiano
Leoncavallo (1858-1919) – italiano
Leonin (c.1135-1201) – francês
Lesueur (1760-1837) – francês
Lesur (1908-2002) – francês
Liadov (1855-1914) – russo
Ligeti (1923) – húngaro
Lima (1939) – português
Lindblad (1801-1878) – sueco
Liszt (1811-1886) – húngaro
Lobo (1565-1646) – português
Locatelli (1695-1764) – italiano
Locke (c.1630-1677) – inglês
Loeillet (1680-1730) – belgo-inglês
Loewe (1796-1869) – alemão
Logroscino (1698-1766) – italiano
Lopes Graça (1906-1994) – português
Lorenzani (1640-1713) – italiano
Lortzing (1801-1851) – alemão
Lotti (1667-1740) – alemão
Lully (1632-1687) – italiano nat. francês

(Voltar ao topo)


M

Macdowell (1861-1908) – norte-americano
Machaut (c.1300-1377) – francês
Macque (c.1551-1614) – francês
Maderna (1920-1973) – italiano
Magalhães (1563-1653) – português
Magnard (1865-1914) – francês
Mahler (1860-1911) – austríaco
Majo (1732-1770) – italiano
Malec (1925) – croata
Malipiero (1882-1973) – italiano
Manchicourt (c.1510-1564) – francês
Mancini (1672-1737) – italiano
Manfredini (1688-1748) – italiano
Marais (1656-1728) – francês
Marcello, A. (1669-1747) – italiano
Marchand (1669-1732) – francês
Marenzio (1553-1599) – italiano
Marini (1597-1665) – italiano
Markévitch (1912-1983) – ucraniano
Marschner (1795-1861) – alemão
Martins (século XVII) – português
Martin (1890-1974) – suíço
Martin y Soler (1754-1806) – espanhol
Martini (1706-1784) – italiano
Martinon (1910-1976) – francês
Martinu (1890-1959) – tcheco
Martucci (1856-1909) – italiano
Mascagni (1863-1945) – italiano
Massenet (1842-1912) – francês
Mattheson (1681-1764) – alemão
Mauduit (1557-1627) – francês
Méhul (1763-1817) – francês
Melani (1623-1676) – italiano
Melgás (1638-1700) – português
Mendelssohn (1809-1847) – alemão
Menotti (1911) – ítalo-norte-americano
Mercadante (1795-1870) – italiano
Merula (c.1594-1665) – italiano
Merulo (1533-1604) – italiano
Messager (1853-1929) – francês
Messiaen (1908-1992) – francês
Miaskovsky (1881-1950) – russo
Migot (1891-1976) – francês
Mignone (1897-1986) – brasileiro
Miguéz (1850-1902) – brasileiro
Mihalovici (1898-1985) – romeno
Milan (c.1500-c.1562) – espanhol
Milhaud (1892-1974) – francês
Moeschinger (1897-1985) – suíço
Molino (1768-1847) – italiano
Mompou (1893-1987) – espanhol
Mondonville (1711-1772) – francês
Moniuszko (1819-1872) – bielorusso
Monsigny (1729-1817) – francês
Monte (1521-1603) – belga
Montéclair (1667-1737) – francês
Monteverdi (1567-1643) – italiano
Moraco (c.1575-c.1635) – português
Morales (c.1500-1553) – espanhol
Moreau (1656-1733) – francês
Morin (c.1677-1745) – francês
Morley (1557-1602) – inglês
Mortari (1902-1993) – italiano
Moscheles (1794-1870) – tcheco
Mossolof (1900-1973) – ucraniano
Moulinié (c.1599-c.1676) – francês
Mouret (1682-1738) – francês
Mouton, C. (c.1626-c.1700) – francês
Mouton, J. (c.1460-1522) – francês
Mozart, J.G.L. (1719-1787) – alemão
Mozart, W.A. (1756-1791) – austríaco
Muffat (1653-1704) – francês
Mussorgsky (1839-1881) – russo
Myslivecek (1737-1781) – tcheco

(Voltar ao topo)


N

Nanini (1545-1607) – italiano
Nardini (1722-1793) – italiano
Naumann (1741-1801) – alemão
Nepomuceno (1864-1920) – brasileiro
Neukomm (1778-1858) – austríaco
Neusiedler (c.1509-1563) – eslovaco
Netto (1881-1941) – brasileiro
Nicolai (1810-1849) – alemão
Nicolo Isouard (1775-1818) – maltês
Niedermeyer (1802-1861) – suíço
Nielsen (1865-1931) – dinamarquês
Nigg (1924) – francês
Nin (1879-1949) – cubano
Nivers (1632-1714) – francês
Nono (1924-1990) – italiano
Novák (1870-1949) – tcheco
Nunes (1941) – português

(Voltar ao topo)


O

Obrecht (1450-1505) – holandês
Offenbach (1819-1880) – alemão nat. francês
Ohana (1914-1992) – marroquino
Okeghem (c.1430-c.1495) – belga
Onslow (1784-1853) – francês
Orff (1895-1982) – alemão
Ortiz (c.1520-c.1570) – espanhol
Oswald (1852-1931) – brasileiro

(Voltar ao topo)


P

Pablo (1930) – espanhol
Pachelbel (1653-1706) – alemão
Paderewski (1860-1941) – polonês
Paer (1771-1839) – italiano
Paganini (1782-1840) – italiano
Paisiello (1740-1816) – italiano
Paladilhe (1844-1926) – francês
Palestrina (1525-1594) – italiano

Palmgren (1878-1951) – finlandês
Panufnik (1914-1991) – polonês
Parry (1848-1918) – inglês
Pasquini (1637-1710) – italiano
Passereau (c.1509-c.1547) – francês
Paumann (1410-1473) – alemão
Pedrell, C. (1878-1941) – uruguaio
Pedrell, F. (1841-1922) – espanhol
Peeters (1903-1986) – belga
Pepusch (1667-1752) – inglês de origem alemã
Penderecki (1933) – polonês
Perez (1711-1778) – italiano
Pergolesi (1710-1736) – italiano
Peri (1561-1633) – italiano
Perosi (1872-1956) – italiano
Perotin (c.1160-c.1236) – francês
Petrassi (1904-2003) – italiano
Petridis (1892-1977) – turco
Pfirzner (1869-1949) – russo
Philidor, A. (1647-1730) – francês
Philidor, F.A. (1726-1795) – francês
Philippe de Vitry (1291-1361) – francês
Philips (1561-1628) – inglês
Piccini (1728-1800) – italiano
Pierne (1863-1937) – francês
Pijper (1894-1947) – holandês
Pilkington (c.1562-1638) – inglês
Pisk (1893-1990) – austríaco
Piston (1894-1976) – norte-americano
Pizzeti (1880-1968) – italiano
Planquette (1848-1903) – francês
Pleyel (1757-1831) – austríaco
Ponce (1882-1948) – mexicano
Ponchielli (1834-1886) – italiano
Poot (1901-1988) – belga
Porpora (1686-1768) – italiano
Porta (1529-1601) – italiano
Portugal (1762-1830) – português
Poulenc (1899-1963) – francês
Praetorius (1571-1621) – alemão
Praetorius, H. (1560-1629) – alemão
Prokofiev (1891-1953) – russo
Provenzale (1627-1704) – italiano
Puccini (1858-1924) – italiano
Pugnani (1731-1798) – italiano
Purcell (1659-1695) – inglês

(Voltar ao topo)


Q

Quagliati (c.1555-1628) – italiano
Quantz (1697-1773) – alemão

(Voltar ao topo)


R

Rabaud (1873-1949) – francês
Rachmaninov (1873-1943) – russo
Raff (1822-1882) – suíço
Raison (c.1650-1719) – francês
Rameau (1683-1764) – francês
Rangström (1884-1947) – sueco
Ravel (1875-1937) – francês
Revenscroft (c.1590-c.1633) – inglês
Rawsthorne (1905-1971) – inglês
Rebel (1661-1747) – francês
Reger (1873-1916) – alemão
Reicha (1770-1836) – tcheco
Reichardt (1752-1814) – alemão
Reinken (1623-1722) – alemão
Respighi (1879-1936) – italiano
Reutter (1900-1985) – alemão
Reyer (1823-1909) – francês
Ricci (1805-1859) – italiano
Richafort (c.1480-c.1548) – belga
Richter (1709-1789) – tcheco
Ries (1784-1838) – alemão
Rieti (1898-1994) – egípcio
Riisager (1897-1974) – estoniano
Rimski-Korsakov (1844-1908) – russo
Rinaldo da Capua (c.1710-c.1772) – italiano
Rivier (1896-1987) – francês
Rodrigo (1902-1999) – espanhol
Roessler (1750-1792) – tcheco
Roland-Manuel (1891-1966) – francês
Roman (1694-1758) – sueco
Ropartz (1864-1955) – francês
Rore (1516-1565) – belga
Rosenberg (1892-1985) – sueco
Rosenmüller (c.1620-1684) – alemão
Rosenthal (1904-2003) – francês
Rosseter (1568-1623) – inglês
Rossi, Lauro (1810-1885) – italiano
Rossi, Luigi (c.1597-1653) – italiano
Rossini (1792-1868) – italiano
Rousseau (1712-1778) – suíço
Roussel (1869-1937) – francês
Rubinstein (1829-1894) – russo
Rust (1739-1796) – alemão

(Voltar ao topo)


S

Sabbatini (c.1590-1622) – italiano
Sabino (1588-1649) – italiano
Sacchini (1730-1786) – italiano
Saint-Georges (1739-1799) – francês
Saint-Saëns (1835-1921) – francês
Sala (1713-1801) – italiano
Salieri (1750-1825) – italiano
Salvatore (1610-1688) – italiano
Sammartini, G. (1685-1750) – italiano
Sammartini, G.B. (1698-1775) – italiano
Santoro (1919-1989) – brasileiro
Sarasate (1844-1908) – espanhol
Sarro (1679-1744) – italiano
Sarti (1729-1802) – italiano
Satie (1866-1925) – francês
Sauguet (1901-1989) – francês
Scandello (1517-1580) – italiano
Scarlatti, A. (1660-1725) – italiano
Scarlatti, D. (1685-1757) – italiano
Scarlatti, F. (1666-c.1741) – italiano
Scarlatti, G. (1723-1777) – italiano
Schaeffer (1910-1995) – francês
Scheibe (1708-1776) – alemão
Scheidler (1752-1815) – austríaco
Scheidt (1587-1654) – alemão
Schein (1586-1630) – alemão
Schmitt (1870-1958) – francês
Schobert (c.1730-1767) – alemão
Schoeck (1886-1957) – suíço
Schönberg (1874-1951) – austríaco
Schreker (1878-1934) – monegasco
Schubert (1797-1828) – austríaco
Schulz (1747-1800) – alemão
Schuman (1910-1992) – norte-americano
Schumann, C. (1819-1896) – alemã
Schumann, R. (1810-1856) – alemão
Schütz (1585-1672) – alemão
Scott (1879-1970) – inglês
Scriabin (1872-1915) – russo
Searle (1915-1982) – inglês
Seiber (1905-1960) – húngaro
Seixas (1704-1742) – português
Selmer (1844-1910) – norueguês
Senaillé (1687-1730) – francês
Senfl (c.1488-1543) – suíço
Sermisy (c.1490-1562) – francês
Serov (1820-1871) – russo
Séverac (1873-1921) – francês
Sibelius (1865-1957) – finlandês
Silva (1870-1958) – português
Sinding (1856-1941) – alemão
Skalkottas (1904-1949) – grego
Smetana (1824-1884) – tcheco
Söderman (1832-1876) – sueco
Soler (1729-1783) – espanhol
Sor (1778-1839) – espanhol
Soriano (1549-c.1621) – italiano
Souris (1899-1970) – belga
Spohr (1784-1859) – alemão
Spontini (1774-1851) – italiano
Stamitz, C.P. (1746-1801) – alemão
Stanford (1852-1924) – irlandês
Steffani (1654-1728) – italiano
Steibelt (1756-1823) – alemão
Stenhammar (1871-1927) – sueco
Stockhausen (1928) – alemão
Stoltzer (c.1470-c.1526) – polonês
Stradella (1644-1682) – italiano
Strauss I (1804-1849) – austríaco
Strauss II (1825-1899) – austríaco
Strauss, J. (1827-1870) – austríaco
Strauss,O. (1870-1954) – austríaco
Strauss, R. (1864-1949) – alemão
Stravinsky (1882-1971) – russo-franco-norte-americano
Striggio (c.1535-c.1595) – italiano
Suk (1874-1935) – tcheco
Sullivan (1842-1900) – inglês
Suppé (1819-1895) – croata-austríaco
Süssmayr (1766-1803) – austríaco
Sutermeister (1910-1995) – suíço
Svendsen (1840-1911) – norueguês
Sweelinck (1562-1621) – holandês
Szalowski (1907-1973) – polonês
Szymanowski (1882-1937) – ucraniano-polonês

(Voltar ao topo)


T

Taileferre (1892-1983) – francesa
Tallis (c.1510-1585) – inglês
Taneiev (1856-1915) – russo
Tansman (1897-1986) – polonês
Tarchi (1760-1814) – italiano
Tarrega (1852-1909) – espanhol
Tartini (1692-1770) – italiano
Taverner (c.1495-1545) – inglês
Tchaikovsky (1840-1893) – russo
Tcherepnine, A. (1899-1977) – russo
Tcherepnine, N. (1873-1945) – russo
Tarradellas (1713-1751) – espanhol
Telemann (1681-1767) – alemão
Thalberg (1812-1871) – suíço
Thomas (1811-1896) – francês
Thomson (1896-1989) – norte-americano
Tinctoris (c.1445-1511) – belga
Tippett (1905-1998) – inglês
Titelouze (1563-1633) – francês
Toch (1887-1964) – austríaco
Tomasek (1774-1850) – tcheco
Tomasi (1901-1971) – francês
Tomkins (1572-1656) – inglês
Tommasini (1878-1950) – italiano
Torelli (1658-1709) – italiano
Tosi (c.1646-1732) – italiano
Tournemire (1870-1939) – francês
Traetta (1727-1779) – italiano
Tritto (1733-1824) – italiano
Tromboncino (c.1470-c.1535) – italiano
Turina (1882-1949) – espanhol
Tye (c.1500-1573) – inglês

(Voltar ao topo)


U

(Voltar ao topo)


V

Valentini, G. (1681-c.1746) – italiano
Valentini, P.F. (c.1570-1654) – italiano
Vanhal (1739-1813) – tcheco
Varese (1883-1965) – francês
Vaughan Williams (1872-1958) – inglês
Vecchi (1550-1605) – italiano
Vejvanovsky (c.1640-1694) – tcheco
Veneziano (1656-1719) – italiano
Veracini (1690-1768) – italiano
Verdelot (c.1470-c.1560) – francês
Verdi (1813-1901) – italiano
Viadana (c.1564-1645) – italiano
Victoria (c.1550-1611) – espanhol
Vierne (1870-1937) – francês
Villa-Lobos (1887-1959) – brasileiro
Vinci, L. (c.1696-1730) – italiano
Vinci, P. (c.1535-1584) – italiano
Viotti (1753-1824) – italiano
Visée (c.1650-c.1733) – francês
Vitali,F. (c.1590-1642) – italiano
Vitali, G.B. (1632-1692) – italiano
Vitali, T. A. (1663-1745) – italiano
Vivaldi (1678-1741) – italiano
Viviani (1638-1692) – italiano
Vogel (1896-1984) – russo
Vycpálek (1882-1969) – tcheco

(Voltar ao topo)


W

Wagenaar (1862-1941) – holandês
Wagenseil (1715-1777) – austríaco
Wagner (1813-1883) – alemão
Waldteufel (1837-1915) – francês
Walther (1496-1570) – alemão
Walton (1902-1983) – inglês
Warlock (1894-1930) – inglês
Weber (1786-1826) – alemão
Webern (1883-1945) – austríaco
Weelkes (c.1576-1623) – inglês
Weill (1900-1950) – alemão
Wellesz (1885-1974) – austríaco
Wieniawski (1835-1880) – polonês
Wikmanson (1753-1800) – sueco
Wilbye (1574-1638) – inglês
Willaert (c.1480-1562) – belga
Windor (1844-1937) – francês
Wiren (1905-1986) – sueco
Wolf (1860-1903) – austríaco
Wolf-Ferrari (1876-1948) – italiano

(Voltar ao topo)


X

Xenakis (1922-2001) – romeno

(Voltar ao topo)


Y

Ysaye (1858-1931) – belga
Yun (1917-1995) – sul-coreano

(Voltar ao topo)


Z

Zarlino (1517-1590) – italiano
Zelenka (1679-1745) – tcheco
Zielenski (c.1550-c.1615) – polonês
Zingarelli (1752-1837) – italiano
Zipoli (1688-1726) – italiano

(Voltar ao topo)