O Que São Mensagens Subliminares

Mensagens Subliminares 4 de julho de 2012 1:10 am

Tópicos nesta página:
- Você sabe o que é Mensagem Subliminar ?
- Como surgiu ?
- Cérebro
- Propagandas com mensagens Subliminares
- Real perigo
- Proteja- se e denuncie
- Bibliografia dos estudos

Você sabe o que é Mensagem Subliminar ?

A Mensagem Subliminar é dotada de uma arte a mais. A arte da persuasão inconsciente. Ela trabalha com o subconsciente das pessoas. Dá-se o nome de mensagem ou propaganda subliminar toda aquela mensagem que é transmitida em um baixo nível de percepção, tanto auditiva quanto visual. Embora não possamos identificar esta absorção da informação, o nosso subconsciente capta-a e ela é assimilada sem nenhuma barreira consciente, e a aceitamos como se tivéssemos sido hipnotizados. Por definição, subliminares são as mensagens que nos são enviadas dissimuladamente, ocultas, abaixo dos limites da nossa percepção consciente e que vão influenciar nossas escolhas, atitudes, motivar a tomada de decisões posteriores. Subliminares são mensagens que entram na nossa mente de contrabando, como um vírus de computador que fica inerte, latente, e só é ativado na hora certa.

Como surgiu ?
Experimento realizado em Fort Lee, New Jersey – EUA em 1956

Jim Vicary instalou em um cinema de Nova Jersey um segundo projetor especial, taquicógrafo, o qual projetava intermitentemente na tela frases como DRINK COKE e EAT POP CORN. O taquicógrafo pode ser comparado a um tipo de projetor de slides que projeta um único slide na velocidade de 1/3.000 de segundo. No cinema é colocado ao lado do projetor do filme – cuja projeção é ao ritmo de 24 fotogramas por segundo – e fica repetindo a imagem (sobreposta ao filme) a cada cinco segundos para dar a ilusão de movimento. Durante o filme Picnic, com Kim Novac (no Brasil “Férias de Amor”), o segundo projetor emitia um slide com a frase Drink Coke numa velocidade de 1/3.000 de segundo. O slide era projetado sobreposto ao filme, rápido demais para ser percebido conscientemente, mas a repetição do sinal subliminar causava efeitos no subconsciente do público, aumentando as vendas da Coca-Cola em 57,7%.

Segundo Ronnie Cuperfain e Keith Clarke, os resultados seriam otimizados caso fossem imagens, ícones, no lugar de textos verbais. Ambos comprovaram que o emprego de mensagens subliminares projetadas no campo visual esquerdo (direcionadas assim ao hemisfério direito do cérebro) são mais eficazes quando são empregadas imagens. Wilson Brain Key descreve uma técnica de edição de imagem que gera um mosaico de impressões visuais, chamado efeito McLuhan ou Perceptual Overload, e cita os comerciais de TV da Coca-Cola, nos quais até quatro tomadas são mostradas em um só frame, mostrando pessoas e cenários diferentes o que satura o consciente que não consegue forçar um sentido, aceitando a cachoeira de imagens inconscientemente. Ora, tal edição em ritmo de vídeo clipe, com muitas tomadas ou cenas por segundo, é um claro exemplo da fórmula proposta: SUBLIMINAR= > Maior quantidade de informação (dividido por) < Menos tempo de exposição

Cérebro

Com o taquiscocópio, provou-se que o cérebro reage à imagens projetadas a uma velocidade de exposição de até 1/3.000 de segundo.

Segundo a Semiótica da Cultura, de V. V. Ivanov, o signo, que possui um significante e um significado, é interpretado pelos dois hemisférios do cerebrais: Significado: hemisfério direito – tempo real e imagens concretas (todo); Significante: hemisfério esquerdo – abstrações e estruturas lógicas (partes).

Existem muitos tipos de Propaganda Subliminar

Subliminar Ambiental: Mídia Exterior

Enquanto a visão fóvica (criada na fóvea, ou ponto nervoso central da retina) consciente foca o nome legível em letras garrafais do estabelecimento comercial ou simplesmente quando dirigimos concentrados nosso carro, passam despercebidos o fundo, o ruído, a poluição visual indiferenciada, entrópida dos outdoors e placas captadas pela visão periférica, o fundo subliminar dos anunciantes. Mesmo a colocação dos outdoors pode ser estrategicamente planejada.

Subliminar Eletrônico: Merchandising

O Subliminar tem seu potencial melhor aproveitado quando inserido dentro da programação normal do que nos intervalos comerciais, burlando assim, os mecanismos de defesa do consumidor. O Merchandising, como é conhecida esta técnica subliminar, tem sido constantemente usada pela Coca-Cola em filmes. Um exemplo seria o filme Blade Runner de 1982 que se enquadra na categoria subliminar. Todo o quadro é preenchido por uma poluição visual urbana com dezenas de anúncios, nunca focalizados plenamente graças ao timing rápido das mudanças de enquadramento, movimento ágil da câmera focando os atores em ação e a edição com cortes rápidos e freqüentes, que estonteiam, como um vídeo clipe. O cenário de fundo subliminar é imperceptível graças à edição veloz . Não há tempo de efetuar uma varredura fóvica pela tela. Assim, o espectador focaliza os atores e deixa-se envolver pela trama narrativa, enquanto sua visão periférica recebe subliminarmente as dúzias de anúncios que pagaram o filme. O Merchandising pode ser definido como toda a inserção comercial em shows, novelas, filmes e eventos, porém não é um comercial direto do produto. Quem não se lembra de já ter visto em alguma novela um personagem bebendo aquela cerveja cujo rótulo e marca aparecem claramente na imagem ou então em uma partida de futebol você notar a existência de várias placas colocadas ao longo do campo exibindo marcas ou nomes de produtos. Inserido em histórias como filmes ou novelas, quanto menos aparece o produto, melhor é o resultado do merchandising. Basta que se perceba a sua presença.

Real Perigo

Muitas vezes vemos filmes do cinema ou da televisão os personagens falando de lavagem cerebral, guerra psicológica, desinformação, hipnotismo e mensagens subliminares.

“A primeira vez em que vi uma explicação dos poderes da tecnologia de comunicação subliminar foi num episódio da série policial Columbo. Depois, vi filmes como They Live, do Carpenter, só tratando da manipulação subliminar, até chegar no Arquivo X, no episódio “Senha”, no qual são abordados os subliminares governamentais.” Flávio Calazans

Hoje com a atual tecnologia existem sofisticados aparelhos subaudíveis/visuais, ondas de rádio, etc…que fazem o experimento de Jim Vicary parecer brincadeira de criança. As mensagens subliminares são empregadas para ensinar idiomas enquanto o estudante dorme, para vender produtos e até eleger Presidentes da República. Existem grandes empresas que colocam vírus nos computadores que fazem piscar na tela (efeito flicker) frases como “trabalhe mais rápido”, para aumentar a produtividade dos empregados. Também supermercados instalam som ambiente com frases “sou honesto” e “roubar é errado”, a fim de reduzir os índices de furtos entre os clientes, e bancos agem de forma semelhante para estimular aplicações financeiras.

Nem todo o subliminar é mau e nocivo; veja, além das artes, os subliminares didáticos e terapêuticos para curar fobias e traumas psíquicos.

Proteja-se e denuncie

A Propaganda Subliminar nem mesmo é citada nas leis, mas por um processo de interpretação hermenêutica foi proposto que se aplique aos casos dela o artigo 20 do Código de Ética dos Publicitários, que diz que as mensagens devem ser ostensivas e assumidas ( o merchandising subliminar é anti-ético, pois é não ostensivo e é dissimulado), assim como também o artigo 36 do Código de Defesa do Consumidor, que proíbe anúncios disfarçados, dissimulados.


Bibliografia

Propaganda Subliminar Multimídia. CALANZANS,Flávio Mario de Alcântara. 2ª edição, São Paulo, Summus Editorial, 1992. (Coleção Novas Buscas em Comunicação, vol.42)

Teoria da Comunicação Subliminar. Trajetória e questões contemporâneas da publicidade brasileira; org. por J. B. Pinho. São Paulo, Intercom, 1995. p.147-161.

Subliminal for a new world. Comunication for a new world: brasilian perspectives; edited by José Marques de Mello. ECA-USP , 1993. p.77-87.

Propaganda Subliminar Multimídia. Anuário de Inovações em Comunicação e Artes. ECA-USP, 1991, p.343-353.

Tags: