Música: Uma Oferta de Louvor a Deus

por: Availdes Santos

Texto Chave: “Nos seus lábios estejam os altos louvores de Deus…” Salmos 149:6 (RA)

A música está presente em toda a existência humana, desde sua história até a fisiologia do seu corpo, “é capaz de reproduzir, em sua forma real, a dor que dilacera a alma e o sorriso que inebria” já dizia Ludwig Van Beethoven [1] e é “um dos meios mais eficientes para impressionar o coração com verdades espirituais… Aqui (na terra) aprendemos a nota tônica de seu louvor (de Deus)” afirma Ellen G. White [2].

Melodia de Louvor a Deus

Em nosso ambiente natural, convivemos com vários tipos de ruídos ou “barulhos”, alguns deles são: o som de carros, motos, aparelhos eletrônicos, o canto dos pássaros, os som dos ventos sobre as arvores, conversas alheias e tantos outros. Alguns edificantes; outros, porém, deterioram a alma de seus ouvintes. A Bíblia, em todo seu conteúdo, nos mostra que Deus se alegra em ser louvado com o som das nossas vozes e os homens devotos a Deus nos deixaram um legado tremendo na Bíblia, o livro dos Salmos. Mas como cantar tais hinos se não temos as suas melodias? Nesta mensagem veremos que a melodia de louvor a Deus é a “oferta de um coração agradecido, quem se esforça para andar nos meus (do Senhor) caminhos…” Salmos 50:23 (*).

Então, como louvar a Deus de forma agradecida? Há um hino do nosso Hinário Adventista cujo refrão nos dá uma ajuda. O hino 249 diz assim:

A Deus seja a Gloria,
A Deus seja a gloria,
A Deus seja a gloria pelo que fez por mim!
Com seu sangue lavou-me, seu poder transformou-me,
a Deus seja a gloria pelo que fez por mim.

Objetivos da Musica

Do ponto de vista bíblico, a música tem alguns objetivos que não podem ser ignorados pelos adoradores em sua organização, execução e participação:

1. Testemunho preventivo para o povo:

“Agora escrevam as palavras desta canção e ensinem o povo de Israel a cantar esta composição. Ela servirá de aviso meu para prevenir o povo de Israel…” Deuteronômio 31:19

2. Ensinar a palavra de Deus:

“… Ensinem essas palavras uns aos outros e cantem-nas em salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com corações agradecidos.” Colossenses 3:16

3. Animar encontros e conversas entre irmãos:

“Conversem muito uns com os outros a respeito do Senhor, citando salmos e hinos, entoando cântico sacros e louvando ao Senhor com canções no coração.” Efésios 5:19

4. Para louvar/Adorar o Senhor:

“Cantem alegremente, todos os povos da terra, para louvar ao Senhor. Obedeçam a Ele de coração alegre; Venham à sua presença com músicas e canções” Salmos 100:1-2

Música na Igreja ou para a Igreja

Devemos ter sempre em mente o devido lugar da música/louvor no culto que oferecemos a Deus; ela (a musica em louvor) é tão importante quanto à oração e serve para adorar a Deus de forma coletiva. Vejamos alguns textos sobre a música na casa/culto de Deus.

1. “A musica faz parte do culto de Deus, e devemos esforçar-nos, em nossos cânticos de louvor, por nos aproximar tanto quanto o possível da harmonia do coro celestial…” EGW – Mensagens aos Jovens cap.96, p. 293.

2. “Então Ezequias deu ordens para que o sacrifício queimado fosse oferecido sobre o altar, e quando começou o sacrifício, os instrumentos de música começaram a tocar os hinos do Senhor…” II Crônicas 29:27

3. “Fazia-se com que a música servisse a um santo propósito, a fim de erguer os pensamentos àquilo que é puro, nobre e edificante, e despertar na alma devoção e gratidão para com Deus.” EGW – Patriarcas e Profetas cap.58, p. 594.

4. “Quando os seres humanos cantam com espírito e o entendimento, os músicos celestiais apanham a harmonia, e unem-se ao cântico de ações de graça.” EGW – Mensagens aos Jovens, cap. 96, p. 294.

Falando sobre o propósito da musica, a própria Ellen G. White diz: “o coração deve sentir o espírito do cântico, a fim de dar a este a expressão correta” [3].

5. “…Não devemos nos opor ao uso de instrumentos musicais em nossa obra. Esta parte do culto deve ser cuidadosamente dirigida, pois é o LOUVOR DE DEUS em cântico.” EGW – Mensagens aos Jovens, cap. 96, p. 294.

Conclusão

Uma das coisas que gosto de ter sempre em mente é que: não vou a igreja para oferecer um louvor a Deus, mas, sim, para participar do Louvor de Deus. E o que Ele (Deus) requer de nós nessa parte da adoração é: uma voz erguida com gratidão, alegria,retidão e dedicação [4]. Louvemos pois o nosso Rei, Salvador e Senhor.

Amem!


(*) – Todas as referências bíblicas são da Bíblia Viva, exceto quando indicado. (voltar)


Referencias bibliográficas:

1. Ludwig Van Beethoven (citado em http://batepapoafinado.blogspot.com/)

2. Ellen Gold White – Educação, p. 168, parênteses acrescentados.

3. Ellen Gold White – Patriarcas e Profetas, cap. 58, p. 594.

4. Trechos dos seguintes textos: Salmos 26:7; 33:1 e 100:1-2.


Sugestão de hinos, caso esta mensagem seja usada como pregação:

Hino Inicial: HA 231 – Tenho um Hino em Meu Coração.
Hino Final: HA 222 – Oh! Que Belo Hino Deus Me Deu.