Histórias de Hinos do Hinário Adventista – Nr. 584

Oh, Como é Bom Louvar

Letra: Charles Wesley (1707-1788)

Título Original: O for a Heart to Praise My God

Música: John Bacchus Dykes (1823-1876)

Texto Bíblico: Bom é render graças ao Senhor, e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo, anunciar de manhã a tua benignidade, e à noite a tua fidelidade, (Salmo 92:1 e 2)


Acompanhe o hino no Youtube


1. Oh, como é bom louvar a Deus,
sempre louvá-lo assim!
Por Seu amor, favores Seus,
louvor terá de mim.

2. Meu coração de pedra é,
mas novo há de ser,
Quando por fim co’amor e fé,
Jesus mudar meu ser.

3. Ao palmilhar a senda aqui,
faze-me bom Senhor.
Possa viver, viver por Ti,
Em Teu divino amor.


“Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto.” (Salmos 51:10). A versão deste texto no “Livro de Orações” é: “Faz para mim, ó Deus, um coração limpo, e renova em mim um espírito reto.” Baseado neste texto Charles Wesley escreveu oito estrofes, que foram publicadas em “Hinos e Poemas Sagrados” em 1742. Três estrofes foram selecionadas selecionadas para o nosso hinário.

Charles Wesley, sem dúvida, cantava do amor de Deus porque ele o havia experimentado tão grandemente em sua própria vida. Amor é a nota tônica de seus hinos e desenrola-se como uma corrente através deles. Na versão original deste hino encontram-se as linhas:

“Escreve Teu nome sobre meu coração,
Teu novo, melhor nome de Amor”.

Estas linhas não se encontram na versão do Cantai ao Senhor e nem do Hinário Adventista.

Este hino é cheio de pensamentos espirituais, e a cuidadosa meditação sobre cada uma de suas linhas trará grande proveito. É inteiramente escriturístico, e ensina sobre a intercessão de Cristo, purificação do pecado, entrega completa a Cristo, vida vitoriosa em Cristo, o Cristo que habita o coração e sobre perfeição em Cristo.

“Beautitude” é o nome da melodia escrita por John Bacchus Dykes, um ministro da igreja da Inglaterra, e talentoso compositor de cerca de trezentas melodias. Esta melodia foi publicada primeiramente na edição de 1875 de “Hinos Antigos e Modernos”.

A música é tipicamente romântica, enfatizando os elementos de doçura, suavidade harmônica e encantadora qualidade de linha melódica. Em vez de ser forte e ousada, a melodia é agradável aos sentidos e encantadora. A igreja tem necessidade de diferentes espécies de melodias, as doces e as fortes, e a música de Dykes preenche um lugar lado a lado com melodias profundas.


Veja a partitura cifrada deste hino

Veja este hino também no Ministério Cristo Vai Voltar