Histórias de Hinos do Hinário Adventista – Nr. 535

Para o Céu por Jesus Irei

Letra: Jessie Brown Pounds (1861-1921)

Título Original: The Way of the Cross Leads Home

Música: Charles Hutchinson Gabriel (1856-1932)

Texto Bíblico: Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (João 14:6)


Acompanhe o hino no Youtube


1. Foi Jesus que abriu o caminho do Céu,
Caminho através da cruz.
Nunca irei entrar no celeste lar
Se o caminho da cruz errar.

Coro:
Para o Céu por Jesus irei,
Para o Céu por Jesus irei.
Grande é meu prazer de certeza ter:
Para o Céu pela cruz, irei.

2. Certamente eu vou no caminho da cruz,
Com grande fervor andar.
É desejo meu desfrutar no Céu
Essa herança que Cristo deu.

3. Os caminhos maus deste mundo deixei;
Jamais neles vou seguir.
Sigo, pois, Jesus, com a minha cruz,
No caminho que ao Céu conduz.


Hugh Mddleton Brock, o avô desta autora, estava muito doente na sua cama de onde todos sabiam que não se levantaria. Sua querida esposa Clara e alguns dos seus filhos estavam a seu lado. “Meu neto, Charlie, já chegou? ” Perguntava ele. “Ainda não”, vinha à resposta.

O Sargento Charles Swigert voltava da Segunda Guerra Mundial, onde servia na Europa, “Preciso vê-lo! ” Repetia Brock. Finalmente, depois de viajar dia e noite de um lado do país para o outro, Charlie chegou. “Aqui estou, vovô” disse ele. Com grande alívio, Hugh pôde ver que ele estava são, bem de saúde, com a ferida, que recebera na guerra, já sarada.

Os outros não ouviram tudo que se passou entre aqueles dois que se amavam muito, mas uma coisa Clara ouviu distintamente: “Charlie, para o céu pela cruz irei; nenhum outro vou achar! ” Antes de um novo dia amanhecer, Hugh Brock já tinha partido para estar com Jesus.

Jessie Brown Pounds escreveu esta letra em 1906. De acordo com Charles H. Gabriel, no seu livro Singers and Their Songs (Cantores e Seus Cânticos), ela quis “dar ênfase a uma verdade que é constantemente presente nos ensinos de Cristo, que o cristão heróico não segue a linha de menos resistência”. O hino é geralmente cantado lembrando que o único caminho para o céu é pela cruz de Cristo, o que está certo. Mas é preciso perceber que a autora também enfatizou a cruz que Cristo nos manda levar. A terceira estrofe diz:

Os caminhos maus deste mundo deixei;
Jamais neles vou seguir,
Sigo, pois Jesus, com a minha cruz,
No caminho que ao céu conduz

A autora Jessie Brown Pounds (1861-1921), nascida em Hiram, Estado de Ohio, EUA, nunca foi muito forte fisicamente e recebeu sua educação em casa. Aos 15 anos começou a contribuir regularmente para periódicos religiosos e por mais de 30 anos escreveu poesia sacra para a publicadora de James H. Fillmore. Publicou ao todo, nove livros, 50 textos para cantatas e operetas, e mais de 400 hinos.

Jessie H. Brown casou-se com o Pr. John E. Pounds, pastor da igreja Cristã Central em Indianápolis, Estado de Indiana em 1896. Mais tarde, ele tornou-se pastor universitário em Hiram, a cidade natal de Jessie.

“Para o Céu por Jesus Irei” foi traduzido para o português pelo missionário William Edwin Entzminger que, depois de Salomão Ginsburg, fez a maior contribuição como hinista e publicador.

Charles H. Gabriel compôs esta melodia para a letra de Jessie Pounds e publicou o hino na coletânea Living Praises N° 2 (Louvores Vivos) em 1906, compilado por Gabriel em parceria com W. W. Dowling.

Charles Hutchison Gabriel nasceu no Estado de Iowa, EUA, no dia 15 de setembro de 1856. Passou seus primeiros 17 anos de vida na fazenda. Desde menino, Charles mostrou grande interesse na música. Quando sua família comprou um harmônio pequeno, ele aprendeu a tocar com muita rapidez. Aos 16 anos, Gabriel já estava ensinando em algumas escolas de canto nas igrejas. Sua fama de professor e compositor se alastrou. De 1890 a 1892, foi diretor de música da Igreja Metodista da Graça, na cidade de São Francisco, Califórnia. Depois desta época, estabeleceu-se em Chicago, Illinois, centro de publicadores evangélicos.

De 1895 a 1912, Charles Gabriel publicou diversos hinários. Em 1912, se associou com a firma publicadora de Homer Rodeheaver, famoso cantor-evangelista, e ali ficou até a sua morte em 15 de setembro de 1932.

Gabriel teve parte importante entre os colaboradores da hinodia, especialmente, os gospel hymns. Contribuiu com um extraordinário número de produções. Editou 35 hinários de gospel hymns, oito hinários para Escolas Bíblicas, sete coleções para coro feminino, 10 hinários para crianças, 19 coleções de música corais e 23 cantatas. Era igualmente talentoso, tanto na música quanto na poesia. Freqüentemente, escrevia os textos dos seus hinos, assinando a maior parte como Charlotte G. Homer (anagrama do seu nome).

Os hinos de Gabriel eram simples, e tinham “aquele velho balanço dos hinos metodistas”. Autodidata, foi, nas palavras de Jacob Hall, um hinista contemporâneo, “pouco inibido pelas regras puramente escolásticas de forma, sendo livre para produzir muitos efeitos e contrastes que outros compositores facilmente perdem”.

Gabriel nos soube dar hinos que ainda hoje são muitos apreciados. Quase 100 anos depôs de serem escritos, o H.A. ainda inclui “Precioso é Jesus para Mim” (93), além dos hinos 184, 233, 276, 308, 309, 311, 315, 316, 371, 409, 428, 465, 514.


Fonte: Brock, Clara Earle. , Conversação com a autora em cerca de 1946.


Veja a partitura cifrada deste hino

Veja este hino também no Ministério Cristo Vai Voltar