Histórias de Hinos do Hinário Adventista – Nr. 434

Quando for Chamado

Letra e Música: James Milton Black (1856-1938)

Título Original: When the Roll Is Called Up Yonder

Texto Bíblico: Quando, pois vier o Filho do homem na sua glória, e todos os anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e diante dele serão reunidas todas as nações; e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos; e porá as ovelhas à sua direita, mas os cabritos à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; (Mateus 25:31-34)


Acompanhe o hino no Youtube


1. Quando Cristo Sua trombeta lá do Céu mandar tocar;
Quando o dia mui glorioso em luz romper,
E aos remidos, triunfantes, meu Jesus se apresentar,
E chamado então eu for, sim, lá estarei.

Coro:
Quando for então chamado,
Quando for então chamado,
Quando for então chamado,
Aprovado hei de estar perante o Rei.

2. Nesse tão glorioso dia, quando o crente ressurgir,
E da gloria de Jesus participar;
Quando os salvos ressurgidos atingirem o porvir,
E chamdo então eu for, sim, lá estarei.

3. Lidarei por meu Jesus até o dia terminar;
Falarei do seu amor por nós aqui;
Quando tudo aqui cessar em meu constante labutar,
E chamado então eu for, sim, lá estarei.


>O silêncio o perturbou. Tomava parte numa reunião da mocidade da Pine Street Church, uma modesta igreja metodista no Estado de Pensilvânia, EUA. No início do programa daquela noite foi feita a chamada, e cada pessoa, ao ouvir o seu nome, em vez de responder “presente”, recitava um versículo bíblico. Noventa e oito jovens já haviam respondido, mas o número 99 não se pronunciou. O professor James Milton Black levantou-se e, pela terceira vez chamou aquele nome. Conhecia bem a menina, pois ele mesmo algum tempo atrás a convidara a freqüentar a igreja. Pertencia a uma família muito pobre, cujo pai gastava tudo que ganhava em bebidas.

O fato da menina não ter respondido à chamada impressionou grandemente o Prof. Black. Naquela noite, voltando para casa, ele pensou: “E se ela nunca mais responder, que acontecerá?” Sob a impressão desta dúvida, naquela mesma noite, ele escreveu:

Quando Cristo a trombeta lá do céu mandar tocar
Quando o dia majestoso amanhecer,
E e os remidos desta terra meu Jesus vier buscar,
E fizer-se então chamada lá estarei.

Mais quinze minutos e ele escreveu mais duas estrofes. Ao terminar a poesia, foi ao piano e escreveu a música nota por nota, exatamente como nós a conhecemos hoje.

Mais tarde, Black verificou que aquela menina não estivera presente à reunião porque se achava gravemente enferma, vindo a falecer depois.

Assim Bill Ichter nos conta a história deste hino no Volume 2 da série “Se os hinos Falassem”. O hino apareceu pela primeira vez em 1892, no hinário Songs of the Savior’s Love (Cânticos do Amor do Salvador), embora o copyright de Black tenha a data de 1893.

James Milton Black (1856-1938), membro muito ativo na Igreja Metodista, estudou canto e órgão desde cedo e tornou-se professor das escolas de canto que a igreja mantinha. Dedicou-se ao serviço social da sua igreja e da sua comunidade, como também à escola Bíblica Dominical e à mocidade. Escritor de provavelmente mais de mil hinos, letra e música, Black também foi editor de mais de uma dúzia de coletâneas, sendo a mais popular dessas Songs of the Soul (Cânticos da Alma), Volume I e II, publicadas em 1894 e 1896. Amplamente usadas em conferências evangelísticas, seu uso se alastrou ao redor do mundo.

O nome da melodia, ROLL CALL (Chamada) foi escolhido pela comissão do Bapitist Hymnal (Hinário Batista) de 1956, lembrado a chamada para a qual todo crente tem certeza que vai responder: “Presente”!

Bibliografia: Mesquita, Antônio N, de. História dos Batistas do Brasil de 1907 até 1945, Rio de janeiro, Casa Publicadora Batista (JUERP), 1962, p. 247


Veja a partitura cifrada deste hino

Veja este hino também no Ministério Cristo Vai Voltar