Pragmatismo na Igreja – Introdução e Índice

por: Mac Dominick

Pragmatismo na Igreja – Uma Religião Orientada Para Resultados: Uma Apostasia com Propósitos

Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele, que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira nenhuma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição. O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus.” (2 Tessalonicenses 2:1-4)

Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” (Lucas 18:8b)

Um dos principais sinais que o fim dos tempos está se aproximando é quando a maioria das igrejas cristãs começa a se afastar dos fundamentos da fé. Quando um pastor deixa de ensinar “todos os desígnios de Deus” e começa a incorporar elementos humanos e extra-bíblicos no ensino e no serviço, está literal e biblicamente abrindo a porta para o Anticristo. Quantos pastores bem-intencionados já pensaram nisso quando levaram suas igrejas para áreas que não são bíblicas?

Para um pastor, esse afastamento dos fundamentos da fé pode ser simplesmente deixar de pregar sobre a pecaminosidade inerente do homem, transformando seus sermões em variações do tema “o amor de Deus” e a síndrome psicológica do “sinta-se bem consigo mesmo”. Ou então, esse afastamento pode ocorrer quando o pastor permite que ensinos extra-bíblicos entrem na igreja porque estão na moda e ajudam a aumentar o número de pessoas que vêm à igreja.

O que você deve fazer se vir alguns desses sinais na sua igreja? Essas questões, e outras, são discutidas nesta série “Pragmatismo na Igreja: Uma Religião Orientada Para Resultados e Que Abre a Porta Para o Anticristo”.

Os riscos são grandes: você pode ser salvo, mas está participando de uma igreja que está se afastando dos fundamentos da fé cristã. Lembre-se que Jesus Cristo prometeu o arrebatamento somente para a igreja de Filadélfia, a única das sete igrejas do Apocalipse que permaneceu fiel às palavras do Salvador! Veja:

Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra.” (Apocalipse 3:10)

Quanto de sua palavra Jesus Cristo espera que sua verdadeira igreja guarde? Toda ela!Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.” (Mateus 5:18)

Pastor liberal ou inclinado ao liberalismo – você está abrindo a porta para o Anticristo, e terá de encarar essa realidade quando comparecer diante do Tribunal de Cristo!

Prefácio – Definição do Pragmatismo na Igreja: A Busca Desenfreada por Resultados

Capítulo 1: A Verdadeira Igreja Cristã

Para compreender a influência da Religião Orientada Para Resultados nas congregações evangélicas, é preciso primeiro ter um conhecimento da igreja como um todo e, especificamente, dos requisitos para qualquer organização que chama a si mesma de “igreja”. Este capítulo enfoca as raízes do cristianismo verdadeiro e o conhecimento necessário para compreender as questões que ameaçaram a igreja desde sua formação. A não ser que realmente aprendamos com os erros do passado, não estaremos preparados para nos defender das futuras implementações das mesmas estratégias pelo Maligno.

Capítulo 2: As Origens da Moderna Apostasia

A apostasia que permeia o cristianismo atualmente tem suas raízes no primeiro século da igreja primitiva. Para compreender as táticas implementadas pelo Maligno na “Religião Orientada Para Resultados”, precisamos primeiro compreender o significado das lutas que os cristãos nos séculos passados enfrentaram para preservar a pureza das Escrituras para as gerações seguintes. Este capítulo documenta essas lutas desde a Idade Média até o século XIX.

Capítulo 3: A Apostasia no Século XX Até 1965

A guerra contra a Palavra de Deus e a sã doutrina. A virada para o século XX testemunhou o traçado das linhas de batalha, a formação das alianças estratégicas entre as facções em luta e a implementação de um ataque em escala total. A Religião Orientada Para Resultados ergueu sua horrenda cabeça com o surgimento do neo-evangelicalismo e a ascensão dos evangelistas ecumênicos. O período de tempo enfocado neste capítulo detalha os homens, os objetivos e as batalhas daqueles que ficaram do lado da verdade contra o liberalismo, o modernismo e o ecumenismo. Esse relato é vital para compreender a origem e abrangência do problema do pragmatismo na igreja.

Capítulo 4: O Fundamentalismo nos Anos 1950-1975: Uma Casa Construída Sobre a Areia

O Movimento Batista Fundamentalista Independente do período de 1950-1975 submergiu na onda do Movimento Carismático e os que sobreviveram aderiram agora aos modelos da “Igreja Dirigida Por Propósitos” e “confortável aos adoradores” da Religião Orientada Para Resultados. Como um movimento tão vibrante pôde ter sucumbido tão depressa à apostasia e aos falsos ensinos? Este capítulo investiga o período histórico e estabelece a base para a Religião Orientada Para Resultados atual.

Capítulo 5: O Movimento Carismático

As origens da Religião Orientada Para Resultados podem ser encontradas como as peças de um quebra-cabeças nos principais movimentos que ocorreram na cena religiosa nos últimos cem anos. Talvez nenhum desses movimentos tenha contribuído tanto para a Região Orientada Para Resultados quanto as três ondas do Movimento Carismático. Este capítulo discute a história do pentecostalismo, a origem e perigos das línguas estranhas, dos sinais e maravilhas, dos apóstolos do fim dos tempos e da teologia do domínio.

Chapter 6: The Rise and Fall of the Religious Right

While it is true that “politics and religion make strange bedfellows”, this has certainly been the case of the modern “Religious Right”. The politics within the Religious Right have not only affected the Church directly, but outside influences have filtered into the Church via the conduit of the political/religious subculture. All of these influences have aided in the growth of Outcome-based Religion, and must be recognized by the Child of God who wishes to remain faithful to the Word of God. This chapter explores the past, reveals the present, and projects the future of the Religious Right in such a manner to equip God’s servants for the current and coming spiritual struggles resulting from these unholy political alliances.

[Nota dos editores do Música Sacra e Adoração] – Infelizmente, até onde pudemos verificar, este capítulo, cujo título em Português seria “A Ascensão e a Queda da Direita Religiosa“, não está traduzido. Presumimos que seja porque o assunto tem maior relevância para a igreja cristã Norte-Americana. Contudo, para que nossos leitores possam ter acesso à obra completa, replicamos aqui este capítulo no idioma original.

Capítulo 7: Novos Valores Para um Novo Milênio – A Igreja e a Pós-Modernidade

A igreja de Jesus Cristo está sob ataque por dentro e por fora. Os valores e os novos paradigmas da pós-modernidade estão atacando a fibra da igreja e muitos estão cedendo às enganações da cultura moderna em vez de permanecer firmes e resistir. Quando esse ataque teve início e o que objetiva alcançar? Por que alguns dos que se chamam de evangélicos estão ignorantemente ajudando e facilitando o trabalho do Maligno?

Capítulo 8: Brincando de Igreja com o Jogo dos Números – Parte 1

Os capítulos anteriores descreveram o processo histórico necessário para compreender a apostasia sorrateira que se infiltrou em muitas (se não na maioria) das igrejas evangélicas hoje. O Capítulo 8 inicia a segunda parte, que detalha os homens, métodos e conceitos da ameaça representada pela “Igreja Dirigida por Propósitos”. Este capítulo começará a sintetizar os relatos histórios dos capítulos anteriores em um plano conciso para mudança drástica e, como resultado, criará uma refutação sólida para aqueles que querem transformar a igreja neotestamentária tradicional em uma “igreja do novo paradigma”.

Capítulo 9: Brincando de Igreja com o Jogo dos Números – Parte 2: Regras de 1 a 3 no Jogo da Igreja do Novo Paradigma

A igreja de Jesus Cristo precisa alinhar-se com os princípios da Palavra de Deus. Esse alinhamento exige que a igreja seja santa e separada do mundo. Tornar-se como o mundo de modo a alcançar o mundo não é um princípio bíblico, mas uma filosofia criada pelo homem. O movimento atual de tornar a igreja mais aceitável à cultura pós-moderna não é nada mais que um esquema de marketing que tem o propósito de inflar os números no rol de membros da igreja. A metodologia usada para fazer essa transição não é somente uma afronta aos princípios da Palavra de Deus, mas é também a maior ameaça ao verdadeiro cristianismo atualmente.

Capítulo 10: Brincando de Igreja com o Jogo dos Números – Parte 3: As Regras 4 e 5 no Jogo da Igreja do Novo Paradigma

O Movimento de Crescimento de Igrejas é uma ameaça ao verdadeiro cristianismo bíblico e está destruindo rapidamente a fé que os cristãos estão incumbidos pela Palavra de Deus de defender. Neste capítulo, mais duas regras do Jogo da Igreja do Novo Paradigma são analisadas detalhadamente à luz dos ensinos da Palavra de Deus. As questões tratadas incluem discussões sobre o que é o “reino de Deus”, o uso da “psicologia cristã” no aconselhamento pastoral, o problema com as traduções modernas da Bíblia, o “padrão de Hollywood” para avaliar o que é enfadonho na igreja ou o que serve para entreter, a busca por relevância cultural e outros assuntos que devem fazer o povo cristão parar, dar um passo para trás e refletir sobre muitas questões que estão sendo passivamente aceitas nas igrejas sem o necessário questionamento.

Capítulo 11: Brincando de Igreja com o Jogo dos Números – Parte 4: As Regras 6 e 7 no Jogo da Igreja do Novo Paradigma

As duas regras finais do Jogo da Igreja do Novo Paradigma tratam dos aspectos mais emocionais de todo o plano do jogo: 1) O estilo de música para a igreja do novo paradigma e 2) Como lidar com aqueles que se opõem a essa transição. A posição bíblica está mais uma vez em conflito direto com a do novo paradigma nessas questões.

Capítulo 12: A Galeria da Fama da Igreja do Novo Paradigma: Os Flautistas de Hamelin na Igreja do Século 21

O objetivo principal daqueles que brincam segundo as regras do Jogo da Igreja do Novo Paradigma é a transformação da igreja de Jesus Cristo. Essa transformação levará à total remoção de qualquer vestígio do fundamentalismo separatista e combativo e à plena aceitação do modelo do novo paradigma de relevância cultural, que é defendida pelo neo-evangelicalismo do século 21. Este artigo investiga os homens que foram os precursores e pais do Movimento de Crescimento de Igrejas, os facilitadores atuais e o principal centro de irradiação do novo paradigma: O Seminário Teológico Fuller.

Capítulo 13: Vivendo em um Tempo de Mudança de Paradigma

À medida que a sociedade adota as filosofias pós-modernas, o conceito de verdade absoluta torna-se mais reduzido na mente das pessoas. Esse processo é chamado de “Mudança de Paradigma”. Em oposição a essa mudança de mentalidade, a igreja cristã precisa se posicionar contra as mudanças que atacam a Palavra de Deus como verdade absoluta. Entretanto, a Igreja do Novo Paradigma busca justamente atrair aqueles que têm uma mentalidade pós-moderna por meio da aceitação da cultura pós-moderna. À medida que este manuscrito se aprofunda nas origens da metodologia usada no Movimento de Crescimento de Igrejas “com propósitos” e “sensível aos que procuram”, as descobertas tornam-se não somente surpreendentes, mas também absolutamente chocantes. Este capítulo expõe a origem da metodologia, a fonte do financiamento e o trágico impacto da Religião Orientada Para Resultados do Novo Paradigma.

Capítulo 14: Aproxima-se a Meia-Noite

Nesta hora avançada em que estamos, o que os cristãos bíblicos farão terá uma profunda diferença para o amanhã e para a próxima geração. Chegou o tempo para até o mais tímido “se revestir de toda a armadura de Deus” e pegar nas armas na luta contra as forças enganosas que ameaçam a própria existência do cristianismo. Se a Igreja do Novo Paradigma não marca o início da Era de Laodicéia, ela certamente prepara o caminho para o estágio final da apostasia que resultará na ascensão do Anticristo.


Fonte: A Espada do Espírito