Teoria Musical Online – Leitura de Música – Nome das Notas

Antes de ver como se escreve as notas musicais na pauta, vamos lembrar a sua ordem e seus nomes.

Nosso sistema musical tem 7 notas. A ordem é Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá e Si (*). Estas notas correspondem às teclas brancas (naturais) do piano (**):

(*) Nota: Os nomes das notas podem ser representados por letras, respectivamente, C, D, E, F, G, A, e B. Esta nomenclatura usando letras é largamente utilizada nos Estados Unidos e alguns países da Europa.

(**) Para mais informações sobre as teclas brancas e pretas do teclado, veja o tópico Tons e Semitons.


Como surgiram os nomes das notas:

Consta que foi Guido D’Arezzo, célebre músico do século XI, quem deu nomes aos sons musicais aproveitando a primeira sílaba de cada verso do seguinte hino à São João Batista:

Original Tradução Literal Tradução poética
Utqueant laxis Que os servos possam Doce, sonoro
Resonare fibris Ressoar com suas fibras Ressoe o canto
Mira gestorum Tuas obras maravilhosas Minha garganta
Famuli tuorum Fazei com que todas Faça o pregão
Solve polluti As manchas sejam perdoadas Solta-me a língua
Labii reatum dos nosso lábios impuros Lava-me a culpa
Sancte Ioannes Oh, São João Ó São João!

A tradução poética foi feita de forma que as sílabas iniciais fiquem conforma os nomes das notas que utilizamos, para que possamos compreender melhor a idéia da utilização deste poema.

Outro fato interessante é que a cada verso o tom era aumentado para o grau seguinte da escala musical, o que facilitava ao estudante a compreensão do nome da nota em relação ao tom correspondente.

A palavra Ut ainda é usado na Franca. Mas, como ela era difícil de ser falada, principalmente nos exercícios de solfejo, foi mudada para um som mais suave e acabou ficando a palavra . Esta mudança foi estabelecida teóricamente por Giovanni Maria Bononcini e seu tratado “O Músico Perfeito”, publicado em 1673.

O Si foi formado da primeira letra de Sancte e da primeira de Ioannes, que era a grafia latina para o nome João.

Um coral de meninos daquela época costumava, antes de suas exibições em público, cantar este hino, pedindo com fé a São João Batista que protegesse suas cordas vocais.

(Esta parte não consta do site Music Theory Web; ela foi agregada pelos editores do Música Sacra e Adoração. Fonte desta parte: “Curso Completo de Teoria Musical e Solfejo” de Belmira Cardoso e Mário Mascarenhas)


Próxima Parte

Índice de Leitura Musical

Índice do Curso


Fonte: Music Theory Web, © de José Rodríguez Alvira
Traduzido e publicado com autorização do autor