Curso de Composição Musical – Melodia

Considerações sobre o fraseado

Fraseologia é o estudo da construção do discurso musical, suas articulações e ligações – enfim, o modo como se relacionam os diversos elementos de uma obra. A fraseologia estuda especialmente a construção melódica.

1 – Elementos Fraseológicos:

  1. Inciso: A menor unidade reconhecível de uma determinada obra musical. O inciso é incompleto em si mesmo, sendo utilizado como ponto de partida para construção de unidades mais extensas. O inciso também é chamado de célula ou motivo. Ex.:

  2. Semi-frase: (ou membro de frase): A concatenação de diferentes incisos. Ex.:

  3. Frase: A unidade básica da sintaxe musical – uma idéia musical completa que finaliza com uma cadência. A frase resulta da conexão de duas ou mais semi-frases. A frase pode ser:
    • Conclusiva – quando termina com uma cadência conclusiva.

    • Suspensiva – quando termina com uma cadência suspensiva.

    As cadências conclusivas são aquelas que terminam no acorde de tônica; as cadências suspensivas terminam em outros acordes. Para fazer com que os motivos se desdobrem formando frases, utilizam-se as Técnicas de variação, como: transposição, inversão, expansão, etc.

  4. Período: A combinação de duas ou mais frases complementares. A segunda frase é ouvida como resposta à primeira.
    • Frase antecedente – A primeira frase de um período.
    • Frase conseqüente – A frase que serve de resposta.

2 – Reconhecimento dos Elementos Fraseológicos:

Para que se tenha uma compreensão mais presisa da fraseologia, é necessário que consigamos perceber claramente as articulações entre os diversos elementos fraseológicos: saber separar os incisos, as semi-frases, as frases, os períodos: Estas subdivisões na melodia podem ser realizadas mediante:

  1. Uso de pausa
  2. Nota longa
  3. Uso de fermata
  4. Mudança de direção do movimento melódico
  5. Salto melódico (geralmente na direção oposta a que a música vinha se movimentando)
  6. Repetição de nota
  7. Repetição de padrão melódico ou rítmico
  8. Mudança de padrão melódico ou rítmico
  9. Divisão pelo peso do compasso
  10. Excessão – Quando a nota que cai no tempo forte é estranha ao acorde (suspensão, apojatura, etc) e por isso deve resolver em uma nota do acorde:

Voltar


Notas Ornamentais

Notas ornamentais são notas estranhas ao acorde que podem possuir tanto uma função melódica, como simplesmente ornamental.

  1. Nota de Passagem (np):

    np

  2. Bordadura (b):

    b

  3. Suspensão (retardo) (s):

    s

  4. Apojatura (ap):

    ap

  5. Antecipação (an):

    an

  6. Escapata (e):Não resolve por grau conjunto. (Salta).

    e


Harmonia

Movimento Harmônico

Melodia

Contraponto

Técnicas de Variação