Pergunta 49: Todas as músicas eu canto em Fá, certo?

Diana Goulart: Errado. Ninguém pode cantar todas as músicas no mesmo tom. O tom de uma música depende da construção da melodia, e da maneira como foram usados e encadeados os elementos melódicos presentes na composição. Cada canção tem uma estrutura melódica diferente. Não existe uma “regra” obrigando o compositor a começar sempre a música num determinado ponto (grau) da escala. Por exemplo, “Parabéns pra você” começa no quinto grau, que coincidentemente é também a nota mais grave; a nota mais aguda desta música é o quinto grau uma oitava acima, o que nos faz ver que “Parabéns” tem uma extensão de uma oitava. Se eu cantar esta música em Dó, vou usar as seguintes notas:

Mas se eu cantar esta mesma música em Fá, vou usar as seguintes notas:

Ou ainda em Si bemol:

Agora, se a música é, por exemplo, “Asa Branca”, este quadro fica assim:

Se eu cantar no tom de Dó:

Ou se eu escolher o tom de Fá:

Ou se eu escolher o tom de Si bemol:

Achar o melhor tom para você cantar cada música significa encontrar o melhor “encaixe”: em qual tom a música deve ser tocada para se encaixar na melhor região da sua voz.

Se eu escolher outra música, as notas em cada tom podem ser totalmente diferentes deste exemplo. Cada música tem uma extensão diferente e começa e termina em graus diferentes da escala.

Um cantor leigo não vai conseguir definir o tom de uma música: é preciso ter conhecimento teórico, um ouvido bem treinado e alguma vivência prática. Peça sempre ao seu professor de canto para informar em que tom você está cantando cada música de seu repertório.

Crie o hábito de associar sempre ao nome de cada música o compositor e o tom em que você canta aquela música.

Dica: Use um caderninho de telefones (ou sua agenda eletrônica) para anotar cada música de seu repertório com seu respectivo tom ao lado. Fica tudo arrumado em ordem alfabética e é muito mais fácil de consultar!


Voltar para o Índice de Perguntas e Respostas sobre Canto


Diana Goulart é professora de Canto, fonoaudióloga, pesquisadora do canto e palestrante sobre diversos temas ligados à voz e ao canto. Para informações mais detalhadas, visite http://www.dianagoulart.com


Veja nota dos editores do Música Sacra e Adoração