Pergunta 41: Cantar em baile prejudica a voz?

Diana Goulart: Não. Cantar em baile pode ser extremamente prazeroso. O público manifesta sua aprovação à música durante a própria execução, dançando com entusiasmo (espera-se!).

É uma grande escola para o cantor: desenvolve o repertório e a “antena” musical, já que costuma haver pouco ou nenhum ensaio. O cantor aprende a se comunicar melhor com os músicos que o acompanham e a entender as “dicas” musicais que eles oferecem.

Num baile, a platéia está primariamente interessada em dançar, e não em observar o cantor; isto diminui a ansiedade e deixa o cantor à vontade para fazer experiências de interpretação, como cantar uma música em um tom diferente do habitual, ou com um arranjo novo.

No entanto, esta experiência pode ser vocalmente desgastante por vários motivos. Veja na pergunta 44 “O que faz mal à voz?”


Voltar para o Índice de Perguntas e Respostas sobre Canto


Diana Goulart é professora de Canto, fonoaudióloga, pesquisadora do canto e palestrante sobre diversos temas ligados à voz e ao canto. Para informações mais detalhadas, visite http://www.dianagoulart.com


Veja nota dos editores do Música Sacra e Adoração