Pergunta 18: É mais fácil cantar em português ou em línguas estrangeiras?

Diana Goulart: É mais fácil cantar num idioma em que você tenha fluência. Você memoriza e interpreta melhor um texto quando você entende o que está sendo dito e como está sendo dito. Mesmo que alguém traduza para você, é complicado captar todas as nuances e sutilezas de uma poesia em uma língua que você não domina. Qual palavra merece destaque? Qual sílaba pode ser prolongada? Qual pode ser mais articulada?

Cada língua tem uma sonoridade característica. Isto não quer dizer que uma língua seja mais difícil ou mais fácil do que outra: são apenas diferentes. Você pode imaginar um bolero cantado em alemão? Jazz em italiano? Samba em chinês? Difícil, não é mesmo?! Bem, seja pela tradição cultural ou apenas pela maneira como combina os sons das vogais e das consoantes para formar palavras, cada língua sugere um estilo de cantar (ou alguns estilos). Por exemplo, é fácil associarmos as canções românticas às línguas latinas como francês, italiano ou português de Portugal; o bolero e o tango, ao espanhol; o jazz e o blues ao inglês americano; e o samba e a bossa-nova, ao português do Brasil.

Durante muito tempo, todo o estudo de canto se baseou nos padrões da ópera; e os exercícios eram muitas vezes feitos em italiano. De certa forma, é “fácil” cantar música erudita em italiano: parece que os sons da língua conduzem a voz para este tipo de emissão. O mesmo costuma ser sentido com relação à música popular: muitos cantores acham mais fácil cantar em inglês do que em português (independentemente de sua nacionalidade).

Mais dois fatores contribuem para este fenômeno. Um é a familiaridade – ouve-se muita música popular em inglês. Nas lojas e websites que vendem música em todo tipo de formato (cd, dvd, faixas em mp3), a grande maioria da oferta é de músicas em inglês. Por mais que exista hoje uma tendência à globalização, ainda é preponderante a presença da língua inglesa na área da música popular. Até mesmo no rádio, televisão e cinema isto ocorre.

O segundo fator é que cantar numa língua que não é a sua língua nativa pode ajudar a compor um personagem. É como usar um figurino, ou uma máscara, que ajuda a diminuir a timidez e permite que o cantor se entregue à interpretação sem se sentir muito exposto.

Se você quer cantar em português, o melhor caminho é escutar muitos intérpretes brasileiros. Diversifique os estilos: procure ouvir músicas atuais e antigas, lentas e rápidas, em arranjos originais ou relançamentos. Ouça todos os detalhes da maneira de articular as palavras, de distribuir os tempos na música, de relacionar letra e melodia. Aos poucos, você vai ficar muito à vontade para descobrir o prazer de cantar no nosso idioma.


Voltar para o Índice de Perguntas e Respostas sobre Canto


Diana Goulart é professora de Canto, fonoaudióloga, pesquisadora do canto e palestrante sobre diversos temas ligados à voz e ao canto. Para informações mais detalhadas, visite http://www.dianagoulart.com


Veja nota dos editores do Música Sacra e Adoração