Estudos Bíblicos: Adoração – Lição 12 – Adoração na Igreja Primitiva

Esquema para Apresentação da Lição – USB – MIPES

Pr. Alex Palmeira


Texto Central: “Ainda que eu fale a língua dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine.” (I Coríntios 13:1)


Objetivos

  1. Entender a relevância da fé na adoração.
  2. Quais os elementos do verdadeiro culto de adoração.
  3. Como a manifestação do amor influencia a adoração.

Verdade Central

A adoração na Igreja Primitiva dependia de atitude, motivação e intenções, assim como hoje, traduzimos isso como fé vibrante, pregação ousada, amor manifesto na comunidade.

Lição de domingo: Muitas “provas”

A fé genuína normalmente parte de um coração humilde que está sempre pronto a aprender. Como o exemplo dos discípulos nos ajuda a internalizar essa fé genuína?

  • Só aprende mais e cresce na fé quem reconhece sua real condição.
  • Jesus revela quem Ele é, Seus planos e o futuro, para nos ajudar a crermos mais nEle. Podemos olhar para o passado e agradecer pelas evidências adicionais do Seu amor por nós. E temos “mais” até que muitos discípulos, como o próprio Lucas, que escreveu o livro de Atos, e nunca tinha visto a Jesus.
  • Fé só é fé no ponto da ação. Não basta crer, temos que agir. A ação demanda testemunho vivo.

Lição de segunda: A pregação da Palavra

Qual o resultado de uma pregação ousada e fundamentada na Bíblia?

  • Pessoas são levadas a uma decisão. Não tem como ficar “em cima do muro”. Decidem por Cristo ou O rejeitam.
  • Conduz ao arrependimento e à conversão.
  • Produz uma atitude de entrega e devoção.

Lição de terça: Paulo no Areópago

Paulo partiu do conhecido para o desconhecido – da natureza para Cristo. Como podemos aplicar a tática de Paulo com os nossos vizinhos?

  • Familiarizando com os gostos, crenças e opiniões antes de falar diretamente do Evangelho.
  • Dando argumentos da razão e da lógica que apoiam a doutrina Bíblica.
  • Amando incondicionalmente.

Lição de quarta: Adoração “contrária à lei”

A adoração vai além da igreja. Mas é possível que também na igreja nossa adoração seja corrompida e esteja contrária a vontade de Deus. Quais os elementos da verdadeira adoração?

  • A verdadeira adoração é composta de muita Alegria – júbilo, esta é a alegria de se estar na presença de Deus.
  • A verdadeira adoração é composta de Reverência – este é o senso da grandiosidade de Deus e da pequenez humana.
  • A verdadeira adoração conduz a Cruz – tudo leva a salvação (o louvor, a oração, o estudo da Bíblia, as mobilizações).

Lição de quinta: O amor supera tudo

Muita gente diz que tem o Espírito Santo, mas a Bíblia diz que o Espírito se revela através dos frutos. De acordo Paulo o AMOR é o maior fruto do Espírito. Imagine se sua casa, seus relacionamentos, sua igreja estão cheios desse fruto? O que pode acontecer?

  • Os dons serão colocados em uso como um presente de gratidão.
  • A união aumentará em casa, na igreja. Isso redundará em crescimento.
  • Estaremos combatendo o mundo, que está sem amor – que de acordo com a profecia haveria de se esfriar de quase todos.

Conclusão

  1. Fé só se torna fé no ponto da ação.
  2. Culto verdadeiro de adoração é a combinação de alegria, reverência e evangelho da cruz.
  3. O amor é a base da verdadeira adoração.

Pr. Alex Palmeira é Departamental de Escola Sabatina da ASP


Fonte: http://usb.adventistas.org/


Índice Geral por Tema

Índice Geral por Autor