Estudos Bíblicos: Adoração – Lição 11 – Em Espírito e em Verdade

Comentários de Amarildo Martins Ferreira


Texto Central: “Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para Seus adoradores.” (João 4:23)


Sábado à Tarde
Introdução

Vamos estudar nesta semana com Jesus, dicas para adorar de maneira correta. A lição nestes dias vai destacar a adoração revelada no ministério de Cristo encarnado. Bom que saibamos que Cristo também é Criador, portanto é digno de nossa adoração. Que Deus possa nos abençoar sempre.


Primeiro Dia da Semana
O Cântico de Louvor e Adoração de Maria
(Lucas 1:46-55)

1. Leia Lucas 1: 46-55, conhecido como o cântico de Maria. Qual é o contexto desse cântico? Por que ela estava cantando? Que elementos de louvor e adoração são revelados nessas palavras? Que assunto abordado ao longo do trimestre aparece nessa canção?

Maria fez o cântico expressando sua emoção pessoal com humildade, adoração e gratidão por ocasião que foi visitada pelo anjo, recebendo a promessa de que seria mãe de Jesus. Maria se maravilha e reconhece ser indigna diante de Deus, ela glorifica o poder, a santidade e a misericórdia do Pai. A mãe do Salvador conclui seu cântico com uma nota de gratidão pela fidelidade de Deus para com o Seu povo escolhido de geração em geração, sendo confirmada pelo fruto do seu ventre.


Segundo Dia da Semana
Adoração e Serviço
(Deuteronômio 11:16; Lucas 4:5-8)

2. Leia atentamente Lucas 4:5-8, especialmente a resposta de Jesus. O que Ele quis dizer ao ligar os verbos “adorar” e “servir” (Almeida Revista e Corrigida)? Como eles estão relacionados?

Deus deseja a nossa adoração, todavia a adoração sem serviço não agrada Ele, pois estão interligados. Se adoramos vamos servir, pois servimos quem adoramos. A verdadeira pergunta é o que faremos depois que adoramos a Deus? O profeta Isaías nos ensina o que resulta de uma verdadeira adoração, ele depois que reconheceu a soberania de Deus e adorou disse: “Eis me aqui, envie-me a mim.” Isaías. 6:8. Ele foi enviado para pregar uma mensagem ao povo e vivê-la, Isaías cumpriu a missão (serviço). Nós somos chamados para fazer a mesma coisa. Agora se em nossa vida servimos ao inimigo naturalmente é ele estamos servindo.


Terceiro Dia da Semana
Adorando o que Não se Conhece
(João 4:1-24)

3. Leia João 4:1-24. Que importante questão sobre adoração Jesus apresentou para a mulher samaritana no verso 21? Por que Ele estava desviando a mente dela dos locais específicos de adoração?

Jesus exortou à mulher que a verdadeira adoração é em espírito em verdade, não em locais específicos, mas sim a adoração deve brotar do coração. As formas de culto são importantes, todavia se não for em espírito (não externa, mas do fundo de nossa alma) e em verdade, carece de valor aos olhos de Deus. Jesus ensinou a mulher samaritana que o culto não se restringiria à determinada localidade: Judéia, Samaria ou outro lugar, mas do conhecer e de ter um relacionamento íntimo com Ele de modo que a vida seja transformada, e isto aconteceu com a mulher samaritana que foi convertida depois do encontro com o Salvador.


Quarto Dia da Semana
Os Verdadeiros Adoradores
(João 4:23-24)

4. Jesus disse que todos os verdadeiros adoradores “adorarão o Pai em espírito e em verdade”. O que esses dois elementos representam, e como devemos aplicar isso à nossa experiência de adoração? Mc 7:6-9.

Adorar em espírito é adorar de maneira sincera, do fundo do coração, uma entrega da alma. Este tipo de adoração deve ser acompanhado em verdade para ter valor, pois existe a possibilidade de adorar em espírito, mas sem a verdade, em mentira. São muitos que adoram a Deus baseado em tradições humanas, baseados em conceitos errados e não na revelação de Deus, na Sua vontade, nos Seus ensinos. A adoração somente em espírito não é suficiente, tem que haver convicções doutrinárias, a adoração tem que ser de forma completa com o coração e com a razão, não sendo assim é em vão.


Quinto Dia da Semana
Adorando aos Seus Pés
(Mateus 2:11; Mateus 4:10; Mateus 9:18; Mateus 20:20; Marcos 7:7; Lucas 19:37-40; João 9:38)

5. O que os seguintes textos nos dizem sobre a divindade de Cristo? Mt 2:11; 4:10; 9:18; 20:20; Mc 7:7; Lc 24:52; Jo 9:38.

Nos textos Jesus quando era reconhecido como Salvador, era adorado pelas pessoas. Jesus não somente era Salvador, como era também Criador, sendo digno de toda a adoração. O fato de Jesus permitir que fosse adorado prova que Ele não era uma criatura e sim divino. Aceite a divindade de Cristo, pois negar é abrir mão da salvação.

6. Leia Lucas 19: 37-40. O que a resposta de Jesus aos fariseus diz sobre Sua atitude para com aqueles que O adoravam?

A resposta de Jesus aos fariseus era uma resposta positiva a favor daqueles que O adoravam. Jesus arrematou categoricamente que se eles não fizessem isto, as próprias pedras fariam. A atitude deles mostrava que estavam reconhecendo-O como divino.


Sexto Dia da Semana
Estudo adicional

Vimos na lição desta semana que a nossa adoração deve ser espiritual, acompanhada de uma vida repleta de pureza e que produz os frutos do Espírito (serviço). Deve ser baseada também nos ensinos de Deus, e espiritual, pois somente assim a nossa adoração será completa e eficiente. Um abraço.


Fonte: Publicado originalmente em http://mensageirorp.com.br


Índice Geral por Tema

Índice Geral por Autor