Estudos Bíblicos: Adoração – Lição 08 – Conformidade, Concessão e Crise na Adoração

Comentários de Amarildo Martins Ferreira


Texto Central: “Mas o alimento sólido é para os adultos, para aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para discernir não somente o bem, mas também o mal”. (Hebreus 5:14)


Sábado á Tarde
Introdução.

Vamos continuar o estudo do trimestre que fala sobre adoração. Durante esta semana vamos estudar sobre a idolatria, que é adorar ídolo. O ídolo é tudo aquilo que se coloca entre Deus e nós. É um grave pecado. Ser idólatra é estar em desrespeito para com Deus. Quando se adora um ídolo, a Bíblia diz que a pessoa fica semelhante ao que se adora. Que possamos adorar somente a Deus para sermos transformados a imagem e semelhança dEle.


Primeiro Dia da Semana
Aos Olhos de Deus
(Gênesis 6:5; Deuteronômio 12:8; Deuteronômio 13:18; Jeremias 17:5-9; João 2:25; Romanos 3:9-12)

1. Leia Gênesis. 6:5; Jeremias. 17:5; João. 2: 25; Romanos 3:9-12. Como a Bíblia descreve o coração humano? Que lições podemos tirar dessa realidade? Que aspectos da cultura procuram apagar essa verdade de nossa consciência?

O ser humano é mal por natureza. Falha pelo menos de quatro maneiras: pelo pensamento, palavras, atos e omissão. Pensar, falar e fazer o mal, deixar de fazer o bem e combater o mal, eis a origem dos males humanos. “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?” A natureza do nosso coração é enganosa e traiçoeira, em nosso coração não habita bem algum, Paulo constatou isso, e se queixou em romanos 7: 18. “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e, com efeito, o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.” Paulo lamenta a luta que ele tem que fazer para ele conseguir fazer o bem, porque isso vai contra a vontade de sua carne e seu coração. Este motivo que nos leva a ser propenso a idolatria. A ter inclinação natural para fazer o que é errado. Sabendo disto, precisamos buscar o poder de Deus para sermos direcionados a adorar a Deus e fazer a Sua vontade, pois Deus deseja nos restaurar.

2. Leia e compare Deuteronômio. 12:8 e 13: 18. Que diferença crucial aparece nesses versos? Por que é tão importante entender essa diferença?

Nos textos acima falam de agir conforme a vontade humana e agir conforme a vontade divina. Quando agimos conforme a nossa vontade somos levados a praticar o que é errado. Quando agimos conforme a vontade divina somos abençoados e direcionados a fazer as coisas de acordo com a vontade divina. Para sermos salvos precisamos entender essa diferença. Que possamos aprender que precisamos adorar a Deus da maneira dEle e não da nossa.


Segundo Dia da Semana
A Arte (e o Mal) das Concessões
(I Reis 11:1-13)

3. Leia I Reis 11:1-13. Por que a apostasia de Salomão foi tão grave? Qual foi sua causa? Como essa apostasia afetou a adoração, a fé e o sistema religioso de Israel? Que lições podemos tirar desse episódio e do perigo das concessões?

O Senhor estabeleceu condições definidas com respeito à pessoa com quem o crente deve se casar. A Bíblia indica claramente que o casamento do povo de Deus deve ficar limitado aos da mesma fé. A pessoa crente não deve casar-se com alguém que não faça parte do povo de Deus. Salomão foi o mais sábio dos reis, contudo, caiu na idolatria através de casamentos, ele permitiu em sua vida o julgo desigual. Salomão foi ensinado a não se envolver com mulheres que não servia a Deus, pois sabia que ele corria o risco de se tornar idólatra, fato que aconteceu. A decisão de Salomão de não ouvir a Deus, não somente o levou a queda (adorou ao deus da prostituição -astarote e deus de sacrifício de seres humanos a até mesmo criancinhas – moloque, camos) como também levou a tragédia o povo no que diz respeito a adoração em Israel. Elas, a idolatria, trouxeram um impacto negativo, que continuaria por muitas gerações.


Terceiro Dia da Semana
Falsa Adoração
(I Reis 12:25-33)

4. O que I Reis 12:25-27 nos diz sobre o poder e a influência que a adoração pode ter sobre a mente humana?

A adoração tem influência profunda na vida do ser humano, por isto temos que ter cuidado para não cairmos na falsa adoração porque ela nos leva para longe do Salvador. Jeroboão caiu na falsa adoração, situação que levou Israel a se dividir. Devemos ter outro cuidado na questão da adoração, isto porque a falsa adoração é parecida com a verdadeira, o que faz a diferença e a contradição a alguns mandamentos de Deus. No culto de Jeroboão ofereceu sacrifícios, mas não foi com sacerdotes levitas, fez bezerros de ouro (ídolo), o culto foi em Betel e Dã, ou seja, no lugar que não era propício. Instituiu uma falsa festa para rivalizar com a festa dos tabernáculos e por fim edificou santuários nos lugares altos. Isto mostra como o coração é enganoso e como o ser humano tem facilidade de enganar a si mesmo.


Quarto Dia da Semana
Elias e os Profetas de Baal
(I Reis 18)

5. Leia I Reis 18. Observe a diferença nos “estilos de adoração” entre Elias e os falsos profetas. Que lições importantes podemos tirar sobre a questão da adoração?

Existe diferença da verdadeira adoração para a adoração falsa. Estudando a história de Elias e os falsos profetas de Baal vamos saber distingui. O comportamento do adorador é diferente. O verdadeiro alia a emoção com a razão, ou seja, existe a emoção, todavia é racional. Existe a oração e uma adoração tranqüila, Elias orou de maneira simples, sincera, fundamentada na palavra de Deus e tranqüila. Os adoradores de Baal gritavam, pulavam, chegava a se machucar, o sistema de adoração era uma desordem total e com muito barulho. Deus é de paz e não há na verdadeira adoração, gritaria e histeria.


Quinto Dia da Semana
A Mensagem de Elias
(Malaquias 3:16-18; Malaquias 4:1-6)

5. Tendo em mente a história de Elias no Monte Carmelo, leia Malaquias 3:16-4:6. Qual é a mensagem do Senhor ali? Como podemos entender essa “mensagem de Elias”, no contexto dos eventos dos últimos dias e toda a questão da adoração? Apocalipse. 14:7-12.

Elias no Monte Carmelo dirigiu ao povo (estavam em dúvida) uma pergunta, esta pergunta é nos feita hoje. Se o Senhor é Deus, adore a deus, mas se Baal é Deus adore Baal. Deus quer que cada um de nós tome uma decisão, ou servimos a Deus ou servimos o inimigo, mesmo que seja difícil, precisamos tomar uma posição, pois não tem como está em cima do muro. Eu e você precisamos fazer a nossa escolha, ou nos colocamos do lado da verdade e vamos ver a diferença na ocasião da volta de Jesus, sendo poupados ou vamos estar do lado da falsa adoração, da besta e seremos consumidos. As nossas escolhas têm conseqüências eternas.


Sexto Dia da Semana
Estudo adicional

Estudamos durante esta semana sobre o pecado da idolatria e as suas consequências. A sabedoria em tomar a decisão de somente adorar a Deus vai nos levar a vida eterna. Um abraço.


Fonte: Publicado originalmente em http://mensageirorp.com.br


Índice Geral por Tema

Índice Geral por Autor