Estudos Bíblicos: Adoração – Lição 07 – Adoração nos Salmos

Esquema para Apresentação da Lição

Pr. David Thomas


Textos: Salmos 20:3; Salmos 49; Salmos 54:6; Salmos 73; Salmos 78:1-8; Salmos 90:1-2; Salmos 100:1-5; Salmos 141:2


Esta semana, nosso foco será novamente o assunto da adoração, mas nosso foco particular, o lugar de onde extrairemos o nosso aprendizado, é {o livro de} Salmos. Se você já leu os Salmos, sabe que eles estão cheios de todo o tipo de coisas, desde a história corporativa de Israel da antiguidade, até os pensamentos mais pessoais do autor do cântico. Eles estão cheios de motivos e pensamentos de adoração, mas também contém alguma angústia e alguma ira, em alguns casos, de maneira surpreendentemente franca!

Os Salmos eram, basicamente, canções que deveriam ser cantadas normalmente com algum tipo de acompanhamento instrumental. Embora tenhamos muitas das palavras preservadas, penso que não existe um exemplo onde a música tenha sido preservada, então ficamos nos perguntando como deveriam ter soado. Alguns dos salmos eram cantados por corais, então podemos imaginar que eles tenham sido bem grandes.

O escopo dos assuntos e dos estados de espírito no livro de Salmos é tão grande que dificilmente qualquer um de nós não se identificaria em algum momento e de alguma maneira com os sentimentos e idéias expressas aqui:

  • Você possui um lugar de adoração favorito no livro de Salmos, um lugar aonde você vai quanto está em um estado de espírito de adoração, ou onde você vai se quer ficar em um estado de espírito de adoração?

A lição desta semana sugere vários lugares para darmos uma olhada:

  • Salmos 19 – Em um tempo no qual muitas pessoas estão procurando causas naturalísticas para todas as coisas, este Salmo nos convida a considerar a grandeza e majestade de Deus, da maneira como ela é refletida pelo cosmo.
  • Salmos 119 – Este é o mais longo dos Salmos e é aquele que enaltece a lei de Deus. Que pensamentos você tem acerca de louvar a Deus pela lei que nos foi dada?
  • Salmos 73 – Este é um salmo muito interessante porque ele levanta a eterna questão acerca de por que os ímpios prosperam enquanto os justos sofrem. De maneira interessante, o salmista encontrou a solução para suas lutas com respeito a este tema quando entrou no santuário. Não é fácil dizer por que esta solução veio ao salmista quando ele entrou no santuário, mas várias possibilidades vêm à minha mente:
    • Ele obteve uma visão mais a longo prazo das coisas, sendo lembrado do final dos ímpios.
    • Ele viu novamente a justiça de Deus e como ela ocorre no julgamento.
    • Ao entrar na casa de Deus, ele perdeu sua fascinação pelos seus próprios problemas.
  • Salmos 49 – Este salmo oferece um desafio para aqueles que confiam na riqueza e se utilizam de recursos espúrios para obtê-la. Há motivo aqui para refletirmos sobre assuntos de injustiça e exploração, conforme podemos observar no mundo atual.
    • O que você faria a respeito da vasta diferença entre os que “tem e os que “não tem”?
    • O que poderíamos fazer a respeito da exploração e da injustiça? Você acha que Deus se preocupa com tais coisas?
    • Quanta segurança a riqueza produz para nós?
    • Quais você acha que são as causas da pobreza? Preguiça? Indolência? Falta de esperança?
    • Como a tua vida mudaria se você visse as coisas na terra como efêmeras, emprestadas por um pouco de tempo?
  • Salmos 78:1-8 em particular – Aqui o salmista faz uma ligação entre a adoração e a necessidade e o processo de levar as grandes verdades históricas para a próxima geração.
    • Esta é uma parte legítima da adoração?
    • Como você acha que isto pode ser feito?
    • O que acontece com uma comunidade que se esquece das maneiras como Deus a guiou no passado?
    • Você tem um testemunho próprio, que poderia transmitir, para ajudar a manter vivo um senso da providência divina na tua vida e, talvez, estimular a mesma apreciação na vida de mais alguém?

Algumas questões que passam pela minha mente , na conclusão destas reflexões, são:

  • Como a esperança de Deus trazer justiça em algum momento no futuro nos beneficia aqui e agora?
  • Você acha que o fato de que a justiça de Deus virá em algum momento no futuro é suficiente, ou as pessoas deveriam ser ativas agora em uma tentativa de assegurar igualdade e justiça para todos?
  • Existe algum perigo de que a música, pregação e outras formas de adoração se tornem meramente uma rotina? E como podemos evitar isto?
  • Você já ouviu os Salmos sendo lidos como parte da adoração?

Fonte: Good Word


Índice Geral por Tema

Índice Geral por Autor