Estudos Bíblicos: Adoração – Lição 06 – Adoração, Música e Louvor

Comentários do Dr. Bruce Cameron


Textos: (Salmos 32 e 51; II Samuel 22)

Introdução: Quando eu era jovem, costumava ficar intrigado com as coisas mais estranhas. Por exemplo, meus pais me disseram que os cachorros enxergam as coisas somente em branco e preto, não conseguem ver as cores. Isto me fez ficar imaginando se eu via as coisas exatamente como as outras pessoas. As pessoas seriam capazes de ver as cores de maneira diferente e míngüem saberia? Atualmente, fico me perguntando a mesma coisa a respeito da adoração. Será que todos os cristãos compreendem a verdadeira adoração? Lembro-me do colégio e da maravilha e poder de cantar na Pioneer Memorial Church (Igreja Memorial dos Pioneiros). Ajunte umas duas mil pessoas, um órgão de tubos que valia (acredito) centenas de milhares de dólares, com o Dr. Becker tocando, e você podia sentir o poder do louvor! Atualmente sinto isto em grupos muito menores com cânticos de louvor contemporâneos; O rei Davi sentia isso também, embora não saibamos exatamente que tipo de música ele usou. Vamos pular para dentro de nossa lição e aprender mais a respeito do rei Davi e sua compreensão a respeito da adoração a Deus!


I. A Estrada para o Regozijo

A. Leia Salmos 32:11. Você quer ser feliz e alegre? (Todos querem!)

1. Se alguém te desse de presente um carro novo muito caro, você ficaria feliz e alegre?

a. Se a resposta é “sim”, você já experimentou um sentimento similar quando se trata de adorar a Deus? (Note que o nosso texto se refere a “Alegra[r]-se no Senhor e exulta[r]”. A idéia deste texto é que estes sentimentos brotam de um relacionamento com Deus.)

B. Vamos explorar como o rei Davi chegou a este ponto emocional. Leia Salmos 32:1. Você tem pecados que gostaria de abandonar?

1. O que Davi sugere aqui a respeito de se livrar dos pecados? (Que, se nós os confessamos, Deus os perdoará; Ele os “apagará”.)

C. Leia Salmos 32:2 O que significa ter os seus pecados “atribuídos” a contra você? (Que algum castigo ou retribuição virá em seguida.)

1. Por que você acha que o texto menciona ter um espírito “em quem não há hipocrisia”? (O rei Davi não está falando sobre esconder pecados secretos e usar isto para prejudicar ou corromper alguém. Está falando sobre confessarmos e abandonarmos o pecado. Está falando sobre seremos transparentes.)

D. Leia Salmos 32:3-4. Este é um sentimento que você deseja? (Não!)

1. Qual é a razão para este sentimento? (Não confessar o pecado.)

E. Leia Salmos 32:5. A quem Davi confessou o seu pecado? (A Deus.)

1. Se isto é verdade, como ele pode falar encobrir o pecado? Deus conhece todas as coisas! (Uma vez que Deus conhece todas as coisas, isto deve significar que “encobrimos” o pecado em nossa própria mente. Não queremos admitir que o que estamos fazendo é pecado. Se admitíssemos que é pecado, teríamos que parar.)

2. O que acontece quando confessamos a Deus, e não encobrimos os nossos pecados? (Deus perdoou a Davi “a culpa do [seu] pecado.”.)

a. Como é se sentir liberto da culpa?

3. Vamos tomar um pequeno desvio? Leia Salmos 51:3-4. O que você acha que Davi quer dizer quando escreve que seu pecado “sempre [o] persegue”? (Este é um ponto anterior à libertação da culpa. Antes do ponto do livramento, Davi não conseguia parar de pensar a respeito de seu pecado. Ele apenas se sentia culpado.)

a. O que Davi quer dizer quando fala que pecou somente contra Deus? Conheço alguns nomes de pessoas contra as quais tenho a impressão que Davi pecou! (Se somos capazes de reparar o dano que causamos, deveríamos fazer isto. Mas, o pecado real é entre mim e Deus. A pessoa contra a qual você pecou não pode perdoar o teu pecado, somente Deus pode fazer isto.)

F. Leia Salmos 32:6-7. Você acha que Davi está falando de águas que se elevam e de preservação de angústias? (Penso que ele ainda está falando sobre o perdão de pecados. Quando confessamos os nossos pecados, é como se fossemos livrados de uma enchente ou ser preservado de inimigos amedrontadores. É um sentimento de alívio e gratidão.)

G. Leia novamente Salmos 32:11. Compreendemos melhor como podemos conseguir esta felicidade e alegria? (Sim! Confessar e abandonar o pecado. Deus vai cobrir o nosso pecado, não vai atribuí-lo a nós e vamos nos sentir como se fossemos salvos de um terrível inimigo.)

H. Leia Salmos 32:8-9. Qual é a alternativa? (Ou podemos ouvir o que a Bíblia nos ensina acerca de felicidade e alegria, deixando nossos pecados para trás, ou podemos ser como um cavalo, sendo levados por aí pelo nosso pecado – e não entendermos por que a vida é tão dura.)

I. Vamos fazer uma revisão. Qual é o primeiro passo em direção à verdadeira (e alegre) adoração? (Confessar e abandonar os pecados. A felicidade e alegria provêm de sermos libertos do pecado e da culpa. Deus retira os pecados de nós e nós exultamos.)

II. Conseguindo a Atitude Correta

A. Leia Salmos 51:5-6. O que este texto nos fala a respeito do nosso problema com o pecado? (Parte dele não é nossa culpa. Somos nascidos em pecado.)

B. Leia Salmos 51:15-17. O que Davi quer dizer quando fala que Deus não se deleita com sacrifícios? Pensei que havíamos acabado de aprender que o caminho para a alegria na adoração é buscar o perdão dos pecados!

1. O que você acha que Davi está tentando ensinar para nós, que vivemos depois do período do serviço do santuário na terra? (Davi está falando a respeito de uma abordagem mecânica com relação ao pecado. Você continua confessando os pecados, de maneira que a confissão se torna uma rotina? Deus não está procurando por sacrifícios de animais. Não está procurando por confissões destituídas de vida. Deus está procurando por uma mudança na atitude.)

a. Que tipo de atitude Deus quer? Normalmente queremos dizer algo negativo quando falamos de “espírito quebrantado” ou um “coração quebrantado”. (O que é quebrantado é o nosso orgulho, nossa autossuficiência. Quando nos conscientizamos que não podemos lutar com o pecado por nós mesmos, quando entendemos que precisamos do poder do Espírito Santo, isto gera uma grande gratidão.)

C. Leia Salmos 51:10. Qual é o objetivo do orgulho quebrantado e da dependência de Deus? (Um coração puro, um espírito estável.)

D. Vemos a adoração sob uma luz diferente? Em vez de pensar na adoração apenas como cantar, orar ou louvar, vemos que ela se desenvolve naturalmente a partir de uma atitude correta. A gratidão porque fomos libertados as culpa e do castigo do pecado dá poder real à nossa adoração.

III. Regozijando-se com o Passado

A. Leia II Samuel 22:1-4. Quem é o centro deste cântico de louvor? (Deus.)

1. A Próxima vez que voe estiver cantando um hino ou um cântico de louvor, observe a letra cuidadosamente e determine quem está sendo louvado. Considere, por exemplo, o hino “Higher Ground.” Eis aqui uma parte dele: “Estou me esforçando no caminho para o alto, / Novas alturas estou alcançando a cada dia; / Vou orando enquanto estou subindo, / Senhor, guia-me para lugares mais altos.” Quem está sendo louvado aqui? (N.T. – Este hino não está em nosso Hinário Adventista brasileiro.)

B. Leia II Samuel 22:5-7. Davi está parecendo com o autor de “Higher Ground”? (Não. É verdade que Davi está cantando acerca de suas experiências passadas, mas ele não está falando acerca de seu próprio sucesso, está falando de assuntos que ameaçaram a sua vida.)

C. Vamos pular alguns versos e ler II Samuel 22:13-18. Qual é o ponto central do cântico de louvor de Davi? (Que Deus o havia resgatado.)

1. Você já olhou para o passado e pensou acerca dos momentos em que Deus te resgatou?

2. Nós debatemos anteriormente as atitudes na adoração. Quão importante para a adoração é meditarmos nas vezes em que fomos resgatados de problemas no passado? (Deus não apenas nos resgata do pecado, mas com frequencia Ele nos resgata dos problemas da vida.)

D. Nós começamos falando sobre se as pessoas enxergam as cores da mesma forma e se as pessoas sentem o poder da adoração da mesma forma. O rei Davi nos ensina que o poder da emoção na adoração brota da libertação do pecado, de uma atitude de dependência de Deus e da gratidão acerca do que Deus tem feito por nós, não apenas com relação ao problema do pecado, mas com relação às provações e perigos da vida. Se estes são os fatores que te levam à adoração, então você compreende por que o rei Davi dançou diante de Deus em seu louvor entusiástico!

E. Amigo, e você? Jesus diz (Lucas 7:47) que “aquele a quem pouco foi perdoado, pouco ama”. Deus te salvou da morte eterna. Ele te libertou do pecado e da culpa. A tua adoração reflete o enorme débito de gratidão que você deveria ter para com Deus? (…) Você vai determinar hoje dar a Deus o louvor e a honra que Ele merece, e não alguma coisa proveniente de um coração dividido?


Direito de Cópia de 2011, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugestivas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original.

Tradução: Levi de Paula Tavares


Fonte: http://brucecameron.blogspot.com


Índice Geral por Tema

Índice Geral por Autor