Estudos Bíblicos: Adoração – Lição 01 – Adoração em Gênesis: Duas Classes de Adoradores

Comentários de Amarildo Martins Ferreira


Texto Central: “Na verdade, o Senhor está neste lugar, e eu não o sabia. E temendo, disse: Quão temível é esse lugar! É a casa de Deus, a porta dos Céus”. (Gênesis 28:16 e 17)


Sábado à Tarde
Introdução

Vamos começar um estudo novo e durante estes três meses vamos estudar sobre a adoração. O que é adoração? De que maneira devemos adorar a Deus? Qual a diferença entre a falsa e a verdadeira adoração? Nesta semana vamos concentrar nosso estudo sobre a adoração em Gênesis, onde de início vamos ver dois tipos diferentes de adoração, uma falsa e uma verdadeira. Caim e Abel são os personagens, o primeiro não adora a Deus como deve ser adorado e o segundo sim. Que possamos aprender tudo sobre a adoração verdadeira nestes estudos.


Primeiro Dia da Semana
Adoração no Éden
(Gênesis 1; Gênesis 2:1-3; Gênesis 3:1-13)

1. Leia Gênesis 3:1-13. Que mudanças ocorreram no relacionamento de Adão com o Criador? (v. 8-10). Como Adão respondeu às perguntas de Deus? (v. 11-13). O que isso revela sobre o que lhe havia ocorrido?

Quando Deus criou o primeiro casal e os colocou no jardim havia um lindo propósito, que terra fosse uma extensão do céu. Neste lar o que predominava era a felicidade, o amor e a perfeição, Deus deu sábado para que este casal O adorasse de maneira especial neste dia. Algo aconteceu que não estava nos planos do Senhor, o casal que tinha um relacionamento íntimo e lindo com o Pai, quebrou esta harmonia existente entre eles e Deus ao adorar a satanás. Depois que aceitaram a sugestão do inimigo começaram a experimentar a dor, a vergonha a maldade e o sofrimento, algo que se estende até aos nossos dias. Depois que pecaram, o Senhor os procurou, mas eles se esconderam do Criador, ficaram com medo, com vergonha dAquele que sempre comunicava com eles face a face. Quando Deus pergunta a Adão se eles tinham desobedecido, tanto ele com a esposa negaram, todavia procuraram escapar acusando a outro, na verdade Adão acusou Eva, ela por sua vez a serpente, mas indiretamente eles acusavam o próprio Deus. O pecado quebra a harmonia existente entre o Criador e a criatura.


Segundo Dia da Semana
Adoração Fora do Éden
(Gênesis 4:1-7)

2. Leia atentamente a primeira história registrada de um culto de adoração (Gênesis. 4:1-7). Por que a oferta de Caim não foi aceitável a Deus e a de Abel foi?

Antes do pecado, o primeiro casal adorava a Deus face a face no Edén. Depois do pecado com a quebra deste relacionamento, Deus estabeleceu outra forma para O adorá-lo e fora do jardim do Éden. Pois com a queda havia necessidade de um sacrifício para o perdão dos pecados, este sacrifício seria na pessoa de Jesus, mas antes que Jesus viesse a terra e fosse sacrificado, Deus criou uma forma para que eles nunca esquecessem disto, que era sacrifícios de animais escolhido por Deus, tinham que haver derramamento de sangue. Adão e Eva sempre respeitaram esta ordem do Senhor, tiveram dois filhos Caim e Abel, ensinaram a eles o que tinham aprendido de Deus a respeito da maneira como fazer para receber perdão pelos pecados cometidos, todavia Caim que era agricultor adorou a Deus de maneira errada oferecendo produto da terra e não o sacrifício que agradava ao Senhor, a sua atitude representa aquele adorador que quer se salvar pelas obras que deseja adora a Deus do seu jeito e não da maneira que Ele estabeleceu. Abel representa àqueles que acreditam na salvação pela graça e procura adorar a Deus da maneira que O agrada.


Terceiro Dia da Semana
Duas Classes de Adoradores
(Gênesis 4:25-26; Gênesis 6:1-8; Gênesis 8:20)

3. Leia Gênesis 6:1-8. O que se desenvolveu ali e por que isso foi tão perigoso? Quais foram os resultados dessa situação?

A raça humana cresceu rapidamente em quantidade e também em maldade. Os descendentes de Sete, filho do primeiro casal, que eram fieis formaram aliança com os infiéis, não agradava nem agrada a Deus, este fato, pois Ele sabe que a tendência natural é que os infiéis conseguem tirar a santidade dos fieis. Com a união entre estas duas classes, santas e profanas a situação da terra chegou a um ponto tal de maldade e impiedade que Deus teve que destruí-la com o dilúvio, ficando somente uma família com oito pessoas, a família do patriarca Noé com suas três noras.

4. Depois que Noé saiu da arca, qual foi a primeira coisa que ele fez? Por que isso é importante? Gênesis. 8:20.

O primeiro ato de Noé depois que saiu da arca foi adorar a Deus, fazendo um altar de sacrifício e ali sacrificou animais limpos. Este ato de culto ao Criador indica que Noé reconhecia que foi salvo das águas do dilúvio pela graça de Deus. Foi um ato de gratidão e dependência de Deus, ele cria também por meio deste sacrifício, ato simbólico, que somente um salvador futuro poderia morrer pelos seus pecados. Assim devemos fazer sempre colocar Deus em primeiro lugar em nossas vidas.


Quarto Dia da Semana
A Fé Demonstrada por Abraão
(Gênesis 12:1-8; Gênesis 22:1-18)

5. Leia Gênesis 12:1-8. O que esses versos revelam sobre Abrão (que teve o nome mudado para Abraão) e o chamado de Deus para ele?

Revela ser um homem de fé. Abrão era um fiel adorador do Deus verdadeiro, mas que vivia em meio de parentes pagãos. Deus desejava que este homem rompesse completamente com o passado para fazer dele um início de uma nova geração de adoradores em contraste com aos adoradores pagãos. Quando ele foi chamado tinha setenta e cinco anos, não foi fácil ter que deixar a sua pátria, contudo foi necessário. Em sua caminhada para terra em que Deus o levaria, ele sempre construía altares para adorar a Deus.

6. Leia Gênesis 22:1-18. Por que Abraão foi submetido a essa terrível prova? Na verdade, que mensagem Deus queria que ele entendesse (v. 8, 13, 14)?

Deus especificamente condenou o sacrifício humano, pedir ao patriarca o seu único filho parece estar em total contradição com o seu mandamento. Na verdade o Senhor não estava interessado em que Abraão viesse de fato a matar o seu filho, nem era esse o seu plano. O fato de o anjo do Senhor ter impedido que Abraão matasse Isaque revela isso. O propósito de Deus foi provar a fé e a confiança de Abraão no Deus altíssimo. Com o pedido de que entregasse completamente aquele seu único filho a Deus. O anjo do Senhor declarou que era a disposição de Abraão de entregar o seu filho, e não o ato de realmente matá-lo que satisfez as expectativas de Deus com respeito a Abraão. Deus disse explicitamente: “Não estendas a mão sobre o rapaz… pois agora sei que temes a Deus, porquanto não me negaste o filho, o teu único filho.” Abraão confiou no amor e no poder de Deus de tal maneira que voluntariamente obedeceu, crendo que o Senhor ressuscitaria Isaque dentre os mortos. Isto está implícito no fato de que, embora Abraão pretendesse matar Isaque, ele disse aos seus servos: “eu e o rapaz iremos até lá e, havendo adorado, voltaremos para junto de vós” Gênesis. 22:5. A mensagem que Deus queria que Abraão entendesse é que Ele, Deus, daria seu único filho para morrer por todos.


Quinto Dia da Semana
Betel, a Casa de Deus
(Gênesis 28:10-22)

7. Leia a história da fuga de Jacó (Gênesis 28:10-22). Observe as mensagens de encorajamento e segurança que Deus lhe deu por meio de um sonho. Qual foi a resposta de Jacó?

Jacó quando fugia de seu irmão Esaú, cansado, deitou e usou pedra como travesseiro, ali dormiu e teve um sonho. No sonho ele viu uma escada que ia da terra até o céu e anjos de Deus subiam e desciam por ela. Deus ao lado dele fez promessas, disse que daria aquela a terra a ele, que o protegeria e que ele voltaria. Deus disse também que sempre estaria com ele, nunca abandonaria e que por meio de Jacó abençoaria todas as nações. Jacó responde com adoração, faz uma coluna de pedra, uma aliança com Deus, prometendo ser fiel na adoração a Deus em obediência e também nos dízimo.Neste relato podemos notar dois tipos de adoradores, Esaú e Jacó, o primeiro alheio as coisas divinas, o segundo mais voltado para o lado espiritual, todavia ambos tinham falhas de caráter.


Sexto Dia da Semana
Estudo adicional

Encerra o primeiro estudo de uma série neste trimestre, vimos que Deus requer que O adoremos de maneira sincera, este ato é um meio de ser grato a tudo que Ele fez por mim e para você. No sonho de Jacó, ele viu uma escada, esta escada representa a Cristo que liga o homem ao infinito poder que é Deus.


Fonte: Publicado originalmente em http://mensageirorp.com.br


Índice Geral por Tema

Índice Geral por Autor