Trazendo Unidade ao Ministério Musical

por: por Ramon Tessmann

Introdução

Um ingrediente que nunca deve estar ausente dentro de qualquer ministério é a unidade entre as pessoas. Observo em muitos lugares, que grupos têm buscado unção de Deus, procurando ser abençoados, porém muitos deles não prestam atenção à um item essencial. Indubitavelmente, a falta de unidade entre as pessoas é um problema sério dentro de qualquer ministério!

Causas

A desunião de um grupo pode ser causada por milhares de motivos. Dentre os mais conhecidos e dentre os quais eu mesmo enfrentei, quero citar abaixo alguns. É muito provável que o seu grupo se identifique com algum deles:

  • Inveja ou ciúmes
  • Pessoa magoada
  • Falta de humildade (soberba), insubmissão
  • Fofoca (contendas)
  • Falta de amor pelos membros do grupo
  • Irmãos com pensamentos e idéias diferentes
  • Falta de respeito uns pelos outros
  • Preguiça, irresponsabilidade

Talvez você pudesse, pela sua experiência, acrescentar muito mais problemas a esta lista, mas quero deixar esta parte de lado e seguirmos em frente falando um pouco das soluções para este problema. Uma delas, que o nosso grupo encontrou, foi a palavra honrar.

Solução de valor

As Escrituras Sagradas nos dizem que devemos honrar e amar uns aos outros. Quero que fique bem claro que honrar o próximo não é exalta-lo ou glorifica-lo. Aqui no sul nós temos uma expressão chamada “jogar confetes”, que significa elogiar outra pessoa demasiadamente, exaltá-la etc. É bem diferente do que honrar. Por exemplo: após termos dirigido o louvor na igreja, nós do Ministério Vida Nova, temos o hábito de dizer uns aos outros:

  • Foi bom ter cantado com você!
  • Foi uma honra estar ministrando contigo!
  • Foi uma honra estarmos louvando a Deus juntos!
  • Foi uma bênção para mim ter tocado teclado com vocês!
  • Você é realmente um servo de Deus!

Isto é honrar o próximo com palavras! Este tipo de atitude melhora em muito o relacionamento de um grupo de louvor. Isto porque as pessoas começam a se sentir valorizadas, amadas, queridas etc.

Infelizmente…

Infelizmente, há músicos que fazem exatamente o contrário, e é aqui que encontramos um dos motivos da falta de unidade de um grupo. Após um culto evite estes comentários:

  • Hoje você não deveria ter cantado!
  • Hoje você estava péssimo!
  • Parece que você está desaprendendo!
  • Você precisa ensaiar mais…!
  • Você nos atrapalhou em tal cântico!
  • Você errou demais esta noite!

Estes comentários não ajudam em nada, e muitas vezes acabam machucando alguém. Se você tem algum comentário ou exortação a fazer, faça depois na reunião de louvor, e mesmo assim com bastante “jeitinho”. Faça tudo isto visando a unidade, e para quebrar qualquer motivo de barreira que poderia criar-se entre uma pessoas e outra.

Conclusão

Para finalizar, eu gostaria de desafiar você a levar unidade para o seu grupo. Se você tem sonhos e objetivos com relação a sua equipe, primeiramente você deve ver se há unidade naquele meio. Os músicos devem aprender a se honrar, respeitar, ter o mesmo sentimento uns para com os outros e amar o próximo como a si mesmo, como Jesus várias vezes enfatizou… concorda comigo? Então, mãos à obra!

No amor de Cristo,

Ramon Tessmann


Fonte: Vidanova Music