A Santidade de Deus – Bruce Cameron

por: Bruce Cameron

Textos: I Pedro 1, Gênesis 2, Jó 42, Lucas 5

Introdução: A Bíblia nos diz repetidamente que Deus é santo. O que isso significa? Não é apenas uma questão para fazer cócegas em nossa mente, pois Deus nos ordena tanto no Velho como no Novo Testamento da Bíblia para sermos santos como Ele é. (1 Pedro 1:15-16; Levítico 11:44). Se não entendermos o que significa para Deus ser santo, não iremos estar capacitados para entender uma importante meta para nossa vida. Vamos ver se podemos descobrir ao saltar, mais uma vez, no nosso estudo da Bíblia!

I. Tempo Santo

A. Leia Gênesis 2:2-3. Diz que Deus ?santificou? o Sábado. O que o contexto sugere que essa santidade significa? (Primeiro de tudo, a santidade vem de Deus. Ele é o autor. Segundo, ser santo é ser diferente dos outros dias. Note que santidade e bênçãos parecem relacionadas. Um dia santo é um dia separado dos outros, um dia especial, um dia abençoado).

B. Leia Salmos 86:8-10. Que aspecto da santidade de Deus é como o Sábado? (Deus é separado. Não há deus como nosso Senhor. Somente Ele é grandioso e maravilhoso).

C. Leia Êxodo 20:11. Qual é a relação entre esse tempo santo e a Criação? (É uma celebração, um memorial do poder criador de Deus).

1. Se esses pensamentos sobre a santidade de Deus também se aplicam a nós de certa forma, que parte do quebra-cabeça da santidade podemos entender? (Santidade vem apenas de Deus. Isso significa que somos separados e provavelmente abençoados. Isso significa que nossas vidas devem ser uma celebração do poder e habilidade de criar de Deus).

D. Leia 1 Samuel 2:2. Ao nos lançarmos em uma discussão sobre a santidade de Deus e nossa meta de santidade, que ponto importante isso nos ensina? (Não iremos alcançar o nível de santidade de Deus. Não há nenhum como Ele! A boa notícia é que não devemos nos desencorajar quando de tempos em tempos nossa santidade parece estar enfrentando problemas).

E. Leia Êxodo 20:8-10. De que forma a abstenção do trabalho tem algo a ver com tempo santo? (É um tempo para se concentrar no que Deus criou, não no que estamos criando. Isso mostra que santidade é de Deus, não de nós. Não criamos um tempo santo ao fazer algo).

1. Que outra peça do quebra-cabeça é reforçada sobre nós sermos santos? (Não podemos nos fazer santos).

II. Mente Santa

A. Leia 1 Pedro 1:13-16. Acabamos de cometer um erro? Pedro nos diz para sermos santos em tudo que fizermos. Isso significa que podemos criar santidade?

1. Olhe de novo para 1 Pedro 1:13. Que ?obra? está sendo feita aqui? [Nenhuma. Pedro está simplesmente dizendo para nos concentrarmos no dom da graça de Deus. Preste atenção. A graça (santidade?) que recebemos é ?dada?, não conquistada].

2. E sobre 1 Pedro 1:14, onde diz que devemos ser ?obedientes?? (Ao nos concentrarmos em nosso Senhor, aprendemos mais sobre Sua vontade. Pedro diz essencialmente, ?Vocês aprenderam, portanto não vivam de acordo com seus desejos ímpios?).

B. Leia 1 Pedro 1:17-19. As obras fazem parte de uma vida santa? (Sim. Enquanto não podemos nos fazer santos, Deus espera de nós uma vida condizente com ser santo. A primeira meta é prestar atenção à vontade de Deus. ?O que eu posso fazer hoje para avançar o Reino de Deus, em vez de avançar a causa do pecado??).

1. O que viver como ?peregrinos? e ?com temor? tem a ver com nossa meta de santidade? [Não devemos ficar muito confortáveis com a vida aqui. Não somos parte desse mundo. Somos parte do Reino de Deus. Então, nós ?tememos? (no sentido de respeitar, se preocupar com) Deus. Não nos preocupamos com o mundo, exceto para o avanço do reino de Deus].

2. Que diferença faz termos sido resgatados pelo sacrifício do próprio Jesus, em vez de pagamento em dinheiro? (Isso faz da forma como vivemos pessoal. Jesus pagou o preço de nossos pecados com Sua vida. Não há nada mais pessoal do que isso. Precisamos tomar a meta de santidade e fazer disso algo pessoal).

C. Leia 1 Pedro 1:20-21. Que argumento você vê para a graça? (Nós ?cremos em Deus? por meio ?dEle? ? por meio do que Jesus fez por nós na cruz e Sua ressurreição).

D. Leia 1 Pedro 1:22. Isso claramente mostra que o que eu venho ensinando está errado, certo? Diz que vocês ?purificaram as suas vidas pela obediência à verdade?. O que poderia ser mais claro que isso?

1. Olhe para o restante do versículo. Você é capaz de cerrar os dentes e amar alguém que não considera amável? E ?amor sincero e fraternal? do coração? [Todos sabemos que o amor sincero e ?fraternal? vem apenas de um coração modificado por Deus. Um coração que entende que Deus morreu de forma horrível por nós é um coração que responde com gratidão e amos. Amor fraternal é uma reação a Deus. Portanto Deus, e não a vontade humana, é a fonte. Entretanto, é verdade que um ?hábito? de obedecer (em oposição a um ?hábito? de desobediência) ajuda no caminho para a santidade].

III. Santidade Comparativa

A. Muito do livro de Jó consiste em Jó declarar sua inocência enquanto seus amigos insistem que ele está sendo punido por seus pecados. O drama vai a tal ponto que Jó declara querer que Deus vá a uma sala e responda algumas perguntas de Jó sobre imparcialidade e justiça. Nos capítulos 40 e 41, Deus aparece para Jó e diz que eles terão um ?processo?, mas será Jó quem irá responder as perguntas. Vamos ler Jó 42:1-3. Qual é a resposta inicial de Jó a Deus? (Eu falei por ignorância. Não comecei a entender o poder e a glória de Deus).

B. Leia Jó 42:4-6. Que reação a glória e a santidade de Deus causam em Jó? (Humilde arrependimento. Uma compreensão de que não estamos em posição de questionar a justiça e a natureza de Deus).

1. Como isso se encaixa na nossa discussão anterior sobre o que significa ser santo? (Ser santo é ser ?separado?. Deus é ?separado? de nós. Não podemos nunca ter esperança de atingir a santidade de Deus. Aceitamos o dom da santidade que Ele nos deu e nos determinamos a trilhar o caminho que leva à santidade. Trilhar esse caminho não depende se entendemos todos os problemas da vida. O que entendemos é que Deus é grandioso, amoroso e santo).

C. Leia Lucas 5:1-5. Ponha-se no lugar de Simão Pedro. Quais são seus pensamento sobre a ordem de Jesus? (Eles haviam limpado para o dia. Jesus está pedindo a eles para que sujem seus equipamentos, então terão que fazer tudo de novo. Eles pescam à noite, e tinham trabalhado duro a noite inteira. Jesus está pedindo para eles fazerem hora extra. Eles são os especialistas em pescaria, Jesus é um pregador. Eles têm conhecimento superior nesse quesito).

D. Leia Lucas 5:6-8. Por que isso mostra que Pedro é um pecador? Ele obedeceu a Jesus? (Pedro compreende que ele não é o cara esperto que é simplesmente condescendente com Jesus. Ele compreende que está na presença do poder do universo. O santo encontrou o não santo obediente, e santidade requer uma separação!).

E. Leia Lucas 5:10 (última parte). Por que Pedro não deveria ter medo? (Porque Jesus está em Sua missão de reconciliar um Deus Santo com humanos pecadores. Nossa jornada para a santidade é para ?pescar homens?, para o avanço do Reino de Deus).

F. Amigo, você fará da santidade sua meta hoje? Suas metas, objetivos, desejos e ações serão direcionados para o avanço do Reino de Deus? Você fará essa escolha agora mesmo?


Bruce Cameron é um advogado especializado em liberdade religiosa, que vive nos EUA. Ele escreve comentários bíblicos semanalmente. (veja em http://brucecameron.blogspot.com/)

Tradução: Tamiris Borges da Silva