O Caráter na Adoração

por: Pr. Silas – Comunidade Carisma

Introdução

Quando Deus criou o homem, seu objetivo foi bem claro: Ele desejava ter comunhão com o homem. Esta comunhão não se limitava a conversa entre duas pessoas, mas tratava-se de ter comunhão total: corpo, alma e espírito. Até então, não existia nada que pudesse separar tal comunhão. Vemos que fazia parte do cotidiano do Éden, na viração do dia Deus vir ter comunhão com seus filhos, temos uma demonstração disto em Gênesis 3:8.

Como a palavra de Deus nos relata, Adão e Eva tomaram a decisão errada, quando escolheram assumir o controle de suas vidas. A principal conseqüência desta atitude foi que a comunhão para que fomos criados foi destruída pela presença do pecado em nossa vida e, em razão disso, nosso corpo, alma e espírito ficaram debaixo do poder da “morte” (separação da presença de Deus). Esta é a grande diferença, que nos faz compreender a importância do que é caráter na adoração.

O evangelho de João nos dá uma das afirmações mais poderosas a respeito de louvor e adoração, quando diz que Deus Pai procura verdadeiros adoradores que o adorem em espírito e em verdade. Vamos ver a diferença entre louvar e adorar e como nosso caráter vai influir, nesta questão que é a mais importante de nossas vidas.

O que fazemos… nem sempre revela o que somos!

Por mais simples que seja esta frase, ela expressa uma profunda realidade no reino de Deus, porque mais importante do que as coisas que fazemos, precisamos entender que o reino de Deus está baseado naquilo que somos. É este princípio que Jesus declara quando diz que uma árvore má não pode produzir bons frutos, nem uma fonte que jorra água salgada, jorrar água doce, Lucas 3:9.

Quando entendemos este princípio estamos prontos para avaliar o quão importante é o caráter do cristão e como este caráter vai interferir diretamente no louvor e adoração. João 4:23,24.

O Pai procura adoradores…

Este episódio narrado pelo evangelho de João nos dá uma perspectiva muito profunda do assunto que estamos abordando. Jesus estava conversando com uma mulher que achava que religião, se limitava a ir numa sinagoga, ou prestar culto em algum monte distante, e qual não é a surpresa dela ao ouvir que Jesus falava de verdadeiros adoradores! (…)

Como louvamos e adoramos a Deus?

Louvor:

Louvar significa admirar, falar bem, elogiar, engrandecer. Embora nós não nos apercebamos, diariamente estamos louvando muitas coisas ao nosso redor, como por exemplo, quando de manhã você elogia o café que sua mulher preparou, ou quando seu filho faz aquele desenho que mais parece arte contemporânea, que você vira de todos os lados para tentar entender… e assim mesmo você diz … filho, que coisa mais linda!!! Ou quando seu cachorro vem abanando o rabo, ou quando seu peixinho dourado do aquário faz uma nova acrobacia , quem sabe?!

Bem como você vê louvor faz parte do nosso cotidiano, e quando louvamos a Deus nós estamos admirando os atributos do seu caráter, como sua fidelidade, sua bondade, seu amor, sua longanimidade, sua retidão, sua justiça, sua misericórdia, e estamos usando nossa alma para fazer isto. Agora qualquer um pode fazer isto ! A natureza, por exemplo, também pode louvar a Deus, veja Salmos 19:1. Como você pode ver, louvor é algo que qualquer um pode dar a qualquer coisa ou pessoa. Veja Salmos 9:11; 33:2; 67:3; 42:12)

Adoração:

Mas quando abordamos o tema de adoração, temos que entender, que por causa da queda do homem, nosso espírito ficou totalmente incapaz de realizar a função principal da nossa vida, que é termos comunhão entre nosso espírito e o Espírito de Deus. Isto só foi possibilitado novamente pela obra da cruz. Não existe adoração, senão, quando entendemos que não podemos entrar na presença do Altíssimo e adorá-lO em espírito senão através de Jesus Cristo. Esta, sem dúvida é a revelação mais importante para aquele que quer viver uma vida de Louvor e Adoração.

Adoração não vem da beleza das melodias que cantamos, nem ao menos da poesia e da arte do escritor, adoração nasce do momento que recebemos a revelação de que nosso espírito estava morto em delitos e pecados e Ele nos dos vida, de que nos fez uma geração eleita, sacerdócio real, nação santa. (Efésios 2:1 I Pedro 2:9 Mateus 16:13-23)

Como nosso caráter ajuda-nos ou atrapalha-nos

Seu caráter representa a somatória das coisas que você crê e faz, se seu caráter tem um critério ou gabarito correto então sua conduta também será correta, em outras palavras, não é suficiente cantar boas canções, expressar sentimentos, gritar, dançar, etc. Precisamos ter uma vida que condizente com aquilo que estamos cantando! Se você é uma pessoa que visivelmente é um “adorador” nos finais de semana, e no seu trabalho, tem hábitos que desonram o evangelho, seu caráter vai influenciar diretamente na qualidade da sua adoração. Bem, não estamos falando de alguém que não é convertido, falamos de pessoas que já fizeram Jesus seu Senhor e Salvador, mas seu caráter ainda tem um “background” do passado.

Veja em Romanos 6:4 o que a palavra de Deus tem a nos dizer para este tipo de pessoa, que embora esteja vivendo a vida cristã, está distante de expressar com sua conduta o novo nascimento que Jesus disse que teríamos.

Ande no Espírito…

As obras da carne foram as únicas coisas que restaram da nossa velha vida. Quando Jesus destruiu o corpo do pecado na cruz e nós o sepultamos pelo batismo, foi aniquilada de uma vez por todas a nossa velha natureza! Glória a Deus! Mas o que acontece conosco que mesmo depois de passarmos por esta experiência definitiva, ainda assim continuamos a pecar?

Deixe-me ser sincero com você. Imagine que os anos que você viveu debaixo do poder do seu orgulho, auto-suficiência, do espírito deste mundo, ensinaram-no a ser e a ter um caráter inclinado às coisas erradas! Certo? Bem, Jesus destruiu o pecado em sua vida, não o seu caráter! Lembre-se que seu caráter faz parte de sua alma, bem como sua personalidade. Deus não deseja que não tenhamos personalidade ou caráter, mas nós estávamos sendo doutrinados durante grande parte de nossa vida pelo pecado, e embora este poder do pecado não opere mais em sua vida, você tem ai dentro muitos anos de “Escola de Pecadores” . Então neste novo reino você precisa reeducar sua mente (Tito 2:12; Romamos 12:1-2; Romanos 8:13).

Precisamos entender que a nossa carne vai batalhar contra nosso espírito e que somente vencerá aquele que estiver mais bem alimentado. É isto mesmo, quem você alimentar mais vai ser o vencedor; se estiver alimentando mais sua carnalidade, então não espere ter uma vida cristã vitoriosa, mas se pelo espírito você mortificar as obras da carne, você viverá!

Lembre-se que a prática de uma vida carnal nos levará a viver um evangelho medíocre e derrotado, sem que possamos provar da nossa herança, que é o melhor de Deus para nossa vida.

Faça um grande depósito

Como vimos em Romanos 12:1 e Tito 2:12, é a palavra de Deus que irá limpar, reeducar, reprogramar nossa mente, então faça um grande depósito da Palavra viva de Deus em seu coração. Você lembra quando Pedro teve a revelação sobre quem Jesus era (veja Mateus 16:13-23)?

É este tipo de coisa que precisamos, não leitura dinâmica da Palavra, mas precisamos da revelação destas verdades que vão reconstruir nosso caráter. Faça um grande depósito da Palavra em sua vida, e você verá que não somente seu caráter vai mudar como também sua profundidade de adoração será aumentada grandemente. Em II Pedro 1:4 aprendemos que a medida que tomamos posse das preciosas promessas feitas pela Palavra de Deus nos tornamos co-participantes de sua natureza. Este é o caminho para que sejamos adoradores que vão adorá-lo em espírito e em verdade.


Fonte: publicado originalmente em: http://www.comunidadecarisma.com/estudos/carateradoracao.html