Adoração Cristã

por: autor desconhecido [*]

Mais do que música

A adoração cristã é frequentemente associada com a parte musical de um culto na igreja – pessoas cantando canções para Deus, com a cabeça para trás, de olhos fechados e mãos levantadas ao ar enquanto cantam. Neste cenário, a adoração cristã acontece quando cantamos para Deus, seja na igreja ou sozinho – em nossos carros ou no chuveiro. Se tivermos o desejo de agradar o coração de Deus, isso é considerado adoração, independente de onde estivermos ou de quantos estejam envolvidos. Quando aceitamos este conceito como verdadeiro, a música influencia nossas emoções e as letras podem dilatar nossos corações, levando-nos a ficar perdidos na experiência.

Na verdade, o louvor cristão e música de adoração são uma grande ferramenta para nos ajudar a sentir-nos mais perto de Deus. Não é incomum que pessoas até escolham uma igreja por causa do seu estilo de música. Muitas vezes as pessoas saem de um culto dizendo: “O louvor hoje foi maravilhoso”, ou “O sermão foi excelente, mas fiquei realmente tocado pela ‘adoração’.”

Mas você pode se surpreender ao perceber que todo o culto trata-se de adorar a Deus! Na verdade, adorar é “prestar culto”.

Mostrando reverência e gratidão a Deus

Uma outra imagem da adoração cristã é mostrar reverência e gratidão ao ajoelharmos diante de Deus, assim como nesta passagem de Neemias:

“Esdras louvou o Senhor, o grande Deus, e todo o povo ergueu as mãos e respondeu: ?Amém! Amém!? Então eles adoraram o Senhor, prostrados, rosto em terra.” (Neemias 8:6)

Tanto cantar quanto prostrar-se são atos de adoração, mas são apenas parte do conceito completo da adoração cristã. A adoração cristã é muito mais do que isso!

Trata-se da posição dos nossos corações

A adoração cristã começa com descobrir e admitir o que temos adorado em nossas vidas. Todos nós adoramos algo, quer saibamos ou não. Talvez não fisicamente nos curvemos a ele, ou ofereçamos canções de louvor e adoração, mas aquilo a que dedicamos a maior parte do nosso tempo e atenção é muitas vezes o que adoramos. Considere esta definição do Dicionário Merriam-Webster sobre a adoração: “Reverência dada a um ser divino ou poder sobrenatural; também: um ato de expressar tal reverência; uma forma de prática religiosa com sua crença e ritual; respeito ou admiração extravagante por um objeto de estima ou extrema devoção ao mesmo.”

Nesta perspectiva, é fácil ver que podemos adorar a Deus, ao dinheiro, ao poder, a uma estrela de rock ou até mesmo a um estilo de vida. Adoração é mais que um ato de reverência. É uma atitude do coração; um estilo de vida.

Deus está claramente interessado na adoração cristã (João 4:23-24). Ele sabe que temos uma necessidade interior de adorar, por isso nos pede para adorá-lo. Ele, sendo Deus, pode suportar o peso de ser adorado, os seres humanos não podem. Pessoas que são adoradas por outras muitas vezes podem ser influenciadas a pensar mais de si mesmas do que deveriam. A Bíblia deixa claro que só existe um Deus digno de nossa adoração:

“Temam o Senhor, o seu Deus, e só a ele prestem culto, e jurem somente pelo seu nome. Não sigam outros deuses, os deuses dos povos ao redor; pois o Senhor, o seu Deus, que está no meio de vocês, é Deus zeloso; a ira do Senhor, o seu Deus, se acenderá contra vocês, e ele os banirá da face da terra.” (Deuteronômio 6:13-15)

Você ama a Deus? Você é grato por aquilo que Ele fez por você através do Seu Filho Jesus Cristo?

“Atribuam ao Senhor a glória que o seu nome merece; adorem o Senhor no esplendor do seu santuário.” (Salmo 29:2)

Você pode e deve seguir a admoestação do Salmo 29:2 ao afastar-se daquilo que outrora adorava e reconhecer somente o senhorio de Jesus. Que a sua vida seja um ato de adoração a Ele. Se você for chamado para ser um pregador, um cantor, um escritor, um engenheiro de software, um vendedor ou um motorista de caminhão, você pode fazer tudo para a glória de Deus (I Coríntios 10:31). Ao viver assim, você está engajado em adoração cristã.

A Bíblia diz que um dia todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor (Filipenses 2:9-11). Só Ele é digno de nossa adoração e louvor. Um dia, tanto aqueles que escolhem adorá-Lo quanto aqueles que recusaram o Seu presente reconhecerão que Ele é o Senhor acima de tudo. Quando esse dia chegar, só aqueles que O escolheram continuarão a viver com Ele na eternidade. Segundo as Escrituras, aqueles que o negaram serão destruídos, juntamente com Satanás e os anjos caídos, que já estão condenados.

Você conhece Jesus como o seu Senhor? Por que esperar? Descubra, enquanto ainda pode, que o Jesus Cristo que deu a vida por você é digno de ser o seu gerente geral, diretor da sua vida, o seu tudo. Tudo que você tem a fazer é crer que Jesus morreu e ressuscitou três dias depois. Em seguida, peça-lhe para perdoar os seus pecados e salvá-lo. Milhões de pessoas já fizeram essa escolha – você nunca vai se arrepender!


[*] – Nota: Os editores do Música Sacra e Adoração não localizaram informações acerca do autor deste artigo. Qualquer contribuição acerca desta informação será bem-vinda.


Fonte: Adaptado de http://www.allaboutgod.com/